quarta-feira, dezembro 28, 2011

Previsões para 2012

Após o Natal as pessoas começam as preparações para a virada de ano. E como o ser humano é curioso desde o berço, começam a aparecer os gurus, astrólogos e videntes com as famosas “previsões para o ano que vem”.

Já que 2012 é um ano especial por todo o misticismo que o envolve – calendário Maia, fim do mundo, etc – o blog Grooeland foi procurar saber o que os astros e os místicos revelam para este ano cabalístico. Alertamos que as opiniões dos profissionais contatados não correspondem necessariamente às opiniões do autor do blog.

LÓRA EMBRONARA, astróloga
LÓRA EMBRONARA - astróloga
Lóra Embronara não revela a idade por nada deste mundo, mas adora estar em contato com coisas do outro mundo e já atravessou décadas e décadas elaborando mapas astrológicos e fazendo previsões que foram publicadas em revistas, jornais e livros. Atualmente dedica-se ao site http://www.previsoes.cz/

Grooeland: Lóra Embronara, fale sobre o ano de 2012 sob a visão da astrologia.
Lóra Embronara: Sim, vamos lá: este ano é regido pela Lua, do elemento água, regente do signo de Câncer. Uma característica dos cancerianos é a imaginação, portanto é bom ter pés no chão e não andar com a cabeça no mundo da lua!

Grooeland: E para o Brasil, o que esperar de 2012?
Lóra Embronara: Como Netuno está em conjunção a Aquário e Peixes, isso significa que teremos problemas com as chuvas e inundações no país; Mercúrio estará transitando pela casa II em Áries e Touro, o que indica um ano de muitas dores de cabeça na política. Na saúde, educação e segurança pública vejo muitos planetas retrógrados, o que significa que essas áreas, infelizmente, não irão pra frente em 2012.

Grooeland: A senhora poderia fazer as previsões sobre 2012 para cada um dos signos?
Lóra Embronara: Pode, mas vai custar mais caro.
Grooeland: Não faz mal, temos convênio com uma ONG que paga por isso.
Lóra Embronara: Vamos lá, então:

Áries: bom ano para investir na criação de caprinos.
Touro: cuidado com os relacionamentos, livre-se de coisas na sua cabeça!
Gêmeos: um ano de indecisão e dualidades. Cuidado com pessoas de duas caras!
Câncer: um ano muito bom para investir em frutos do mar, como crustáceos.
Leão: atenção para a saúde: faça mais exercícios e não exagere no chá mate!
Virgem: um ano de descobertas e rompimentos no campo do amor.
Libra: o ano ideal para buscar o equilíbrio!
Escorpião: tome muito cuidado com animais peçonhentos este ano.
Sagitário: Ah, Sagitário, não viaja!
Capricórnio: o ano vai ser organizadinho, certinho, direitinho...capricornianos, qualé!?
Aquário: Invista em um hobby este ano: que tal peixes ornamentais?
Peixes: será um péssimo ano para a pesca.

Grooeland: E o mundo vai acabar em 2012?
Lóra Embronara: Além de um eclipse, Marte, Plutão e Saturno estarão em conjunção no segundo semestre, o que denota algo estranho, terrível e aterrorizante ocorrendo principalmente no Brasil no mês de Outubro.
Grooeland: Não é em Outubro que teremos eleições?
Lóra Embronara: Ah, o senhor também é vidente? Acertou na mosca!

MAHAVI DENTE, vidente
MAHAVI DENTE, vidente
Mahavi Dente diz ter 80 anos mas “num corpinho de 79”, o que não impede a lucidez e a vivacidade deste indiano nascido em Bangalore e radicado no Brasil há 50 anos. Suas vidências são famosas no mundo inteiro pela precisão e espantoso grau de acerto.

Grooeland: Vamos começar, senhor Mahavi Dente: o mundo vai acabar em 2012?
Mahavi Dente: Vejo algo muito curioso acontecendo dia 12/12/12 às 12:12. Ainda não sei dizer direito o que é, mas é algo terrível...
Grooeland: O que pode ser? Tsunami? Terremoto? Pragas? Invasão de ET´s?
Mahavi Dente: Não, não... vejo pessoas...
Grooeland: Mortas? Em desespero? Em fuga?
Mahavi Dente: Não...vejo pessoas...postando isso o dia inteiro no Facebook e twitter... e atribundo significado místico para isso.

Grooeland: Ok, senhor Mahavi...diga-nos o que o senhor vê para o Brasil em 2012.
Mahavi Dente: Oh, sim, Hum...Auuuun....
Grooeland: Senhor Mahavi Dente?
Mahavi Dente: Silêncio! Estou tentando sintonizar as energias cósmicas, mas está difícil.
Grooeland: Puxa, o que será? Muita energia negativa pairando no cosmos?
Mahavi Dente: Não, esse monte de celulares e antenas de TV está atrapalhando a sintonia! E o sinal de internet está bem ruim hoje! Maldita operadora!

Grooeland: Até agora o senhor não fez nenhuma previsão e o tempo cobrado é por hora.
Mahavi Dente: Ok, o que o senhor que saber mesmo?
Grooeland: Hã...o que o senhor vê para o Brasil em 2012?
Mahavi Dente: Ah, sim, claro,vamos lá: eu estou vendo muita corrupção, muito descaso para com a saúde e a educação, mais ministros cairão ao longo deste ano, haverá escândalos políticos, um artista famoso vai morrer, um novo artista vai fazer sucesso com uma música infame e a seleção brasileira vai continuar jogando aquela bolinha!

Grooeland: Já que o senhor falou em futebol, que tal nos dizer os campeões deste ano?
Mahavi Dente: Tudo bem, vamos lá:

Campeonato paulista – um time de São Paulo.
Campeonato carioca – está entre Flamengo, Vasco, Fluminense e Botafogo!
Campeonato Mineiro – na atual fase do futebol mineiro, quem chegar leva.
Campeonato Gaúcho – um time gaúcho, tchê!
Campeonato Baiano – aí só perguntando pros orixás da Bahia, lá a coisa é complicada.
Copa Libertadores da América – um time da América Latina.
Campeonato Brasileiro – um time brasileiro.

Grooeland: Vidente, o mundo vai acabar em 2012?
Mahavi Dente: Eu vejo... muita gente...fogo...fumaça...muito barulho...pessoas procurando o topo das residências...
Grooeland: Meu Deus, teremos o que profecias antigas revelam? A Terra será consumida pelo fogo?
Mahavi Dente: Que? Eu tô falando do churrasco de fim de ano com a galera, na laje do Ditão! Tá a fim? Bora!

Grooeland: Uma última pergunta, Mahavi: como será o ano de 2012 para o blog Grooeland?
Mahavi Dente: Ora, isso é fácil: continuará o mesmo blog tosco e com péssimo gosto de sempre. Agora vamos logo porque estou prevendo que se chegarmos tarde nós não encontraremos mais nada!

***
E assim o Grooeland encerra o ano de 2011 com as previsões dos mais respeitados e sérios místicos que a nossa verba conseguiu pagar. Desejamos a todos os leitores, visitantes e comentaristas um feliz 2012 com muitas realizações positivas – independente das previsões, faça de 2012 o melhor ano de sua vida! ( não se preocupe, o mundo só acaba quando o juiz apita o fim de jogo – fora os acréscimos!)

sábado, dezembro 24, 2011

Feliz natal para mim e para você!


(um pouco de humor não faz mal)

Nestes dias que antecederam o natal eu fui buscar minha avó e minha mãe na igreja. Na saída do estacionamento, pequeno e acanhado, uma fila de carros se formou e começou o buzinaço. Um senhor agitava os braços freneticamente e pela leitura labial era possível entender um e outro palavrão pronunciado.

Mais tarde fui ao supermercado com minha mãe. Completamente lotado, com filas nos caixas e muita confusão - e assisti a uma discussão ríspida entre dois homens que aguardavam na fila com seus carrinhos abarrotados de compras. Não sei qual foi o problema, mas os gritos chamaram a atenção da segurança local. Só aí pararam com as ofensas.

Ao acessar a internet vi em uma dessas redes sociais uma mensagem muito bonita sobre o natal postada por uma pessoa em seu perfil, desejando feliz natal aos amigos. Algumas horas mais tarde qual não foi a minha surpresa ao ver uma mensagem rancorosa postada por essa mesma pessoa em seu perfil.

Hoje, na noite natalina, essas pessoas estarão com seus amigos e familiares confraternizando e desejando os votos de um feliz natal. Ao menos é o que espero.

Dizer "Feliz natal" é muito simples. São apenas palavras que qualquer um pode repetir por aí o tempo todo e para quem quiser - mera formalidade, algo bastante comum. É por isso que muita gente fala em "resgatar o verdadeiro sentido do natal" e até condenam a figura de Papai Noel - e não é algo novo: em 1951, na cidade francesa de Dijon, tentaram acabar com o Papai Noel. Um grupo de padres da cidade incendiou um boneco representando o bom velhinho por associá-lo ao consumismo e ao paganismo. Obviamente as autoridades eclesiásticas não foram bem sucedidas em sua missão e o Papai Noel reapareceu dias depois na prefeitura para a alegria das crianças e população local.


É verdade que o apelo do consumismo, o estresse, as provocações, os melindres, as convenções sociais, tudo isso desgasta qualquer pessoa. E com isso cometemos deslizes, nos irritamos. De repente compreendo a depressão natalina - a obrigação de estar feliz neste período, a inadequação ao momento e ao senso comum, a tristeza e a sensação de vazio ocasionada pela ausência de alguém querido ou mesmo a impossibilidade em "presentear".

Se para os cristãos o natal representa amor, paz, nascimento, reflexão, perdão e humildade, antes de desejar "feliz natal" aos parentes, amigos e colegas, é preciso primeiro desejar para si próprio um "feliz natal".

Como cristão que sou - embora não frequente igreja ou templo - desejo "feliz natal" para mim mesmo. Isso requer um exercício de autocrítica que talvez nem todos estejam dispostos a fazer, pois "mexe" com emoções e acontecimentos que não gostaríamos de lembrar.

Após ter feito isso estou mais à vontade para desejar a todos vocês, leitores e visitantes do Grooeland, um feliz Natal!

segunda-feira, dezembro 19, 2011

O cãozinho, a enfermeira e o mundo "perfeito" das redes sociais




O vídeo que flagra uma jovem agredindo de forma estúpida um cão da raça yorkshire causou comoção e revolta nas redes sociais. De fato trata-se de uma sessão de torturas ao pobre e indefeso animal que não resistiu à violência dos golpes desferidos pela mulher e morreu bastante debilitado.

As imagens espalharam rapidamente pelas redes com seus usuários clamando por justiça e para que denunciem outros atos de crueldade aos animais – todo este clamor, aliás, justo e necessário: recentemente 15 gatos foram mortos (suspeita-se de envenenamento) em um condomínio em Salvador e no interior de SP um cachorro teve a mandíbula quebrada após ser espancado pelo dono. È preciso punição da justiça para estes agressores.

Voltemos ao caso da enfermeira de 22 anos que agrediu até a morte o cão yorkshire. O que realmente chama a atenção é a descrição do perfil da jovem em seu twitter:



“Sou tranquila, casada, amo meu maridão, meu filho, meus cachorrinhos. Enfermeira por amor. Muuuuito feliz”. Diante de um perfil com tais características, quem poderia imaginar que esta jovem fosse capaz de praticar tal ato?

Zygmunt Bauman, citando Karl Marx, afirma que “a realidade deve ser vista como atividade sensória humana, prática, já que a vida social é essencialmente prática”. Nas redes sociais há construções de identidades das quais muitas vezes não correspondem à realidade ou às práticas de parte dos usuários. Logo, em perfis e fotos do twitter, Facebook e Orkut é muito comum encontrarmos pessoas que se definem como felizes, engajadas, livres de preconceitos, defensoras da ética e da moral e, claro, politicamente corretas.

Quando algum “amigo” dentro desta esfera virtual posta ou pratica algo que vá contra àquela identidade construída, é comum aparecer alguns contatos expressando sua “decepção”, afinal ocorreu uma quebra do encanto – e nem precisa ser algo gravíssimo como este espancamento do cãozinho: "para os jovens o principal atrativo do mundo virtual é a ausência de contradições e objetivos conflitantes que rondam a vida off-line”, novamente recorro a Bauman. Na vida "on-line" praticamente não existem imperfeições -  pelo contrário: a capacidade de reinventar a identidade on-line de acordo com as conveniências ou circunstâncias (por exemplo, aderir a uma causa porque está "na moda") é (também) um dos grandes atrativos que a internet oferece por meio destas redes. Claro que o ato de "construir uma imagem" não é novo e tampouco algo exclusivo das redes sociais, mas estas podem potencializar comportamentos narcisistas por parte de alguns usuários.

Não podemos esquecer que por trás daquele perfil “dos sonhos” exposto nas redes sociais existe um ser humano. Com suas qualidades, seus problemas e suas dualidades. Sim, as pessoas xingam, as pessoas se acotovelam em corredores lotados de shopping centres, às vezes aceleram seus carros acima da velocidade permitida fora do limite dos radares, as pessoas discutem, enfim, é a vida real. E há quem cometa crueldades contra os animais, mesmo que estampe no perfil “amo meus cachorrinhos”.

Em tempo: vários internautas – e não são poucos - estão desabafando sua revolta com xingamentos e ameaças à enfermeira agressora do cãozinho. Que o ato é revoltante e deixa a qualquer um indignado é verdade, mas é preciso tomar cuidado para não ultrapassar certos limites. O caso de um motorista de ônibus de 59 anos que teve um mal súbito ao volante, perdeu o controle do veículo e foi espancado até a morte por dezenas de pessoas revoltadas demonstra bem o que a ira descontrolada pode provocar. Evidente que não comparamos os atos, mas se enveredarmos pelo caminho da barbárie para combater outra barbárie, definitivamente é hora de “jogar a toalha”.

sexta-feira, dezembro 16, 2011

Indicações literárias I

Vocês já sabem como é: final de ano é tempo de listas e retrospectivas. Lista de presentes, lista pro Papai Noel, lista de amigo secreto, lista de confraternização, programas chatos de TV, a “retrospectiva 2011” e assim por diante.

Para desgosto e apreensão dos meus 5 ou 6 leitores – aumentou este ano, oba! - eu também farei uma lista e retrospectiva por aqui, mas de alguns livros que eu li ao longo deste ano. Não esperem resenhas elaboradas como os críticos literários fazem – eu tenho a maior inveja de quem consegue escrever poeticamente ou trechos como “o autor destila em sua obra gotas agridoces que reverberam em nosso interior fluindo a cada página magistralmente escrita” - e sim apenas algumas rápidas considerações de quem é apaixonado por literatura.

Histórias Apócrifas – Karel Capek
Pensem assim: o que teria acontecido se Romeu e Julieta realmente casassem e vivessem “felizes para sempre”? E que tal o desabafo de um padeiro de Jerusalém sobre um “certo nazareno” que multiplica pães e os distribui gratuitamente para as pessoas? E Don Juan no leito de morte fazendo uma confissão? E tudo isso e muito mais com um senso de humor agudo e inteligente? Senhoras e senhores, este é o fantástico escritor tcheco Karel Capek. É um livro sensacional que indico entusiasticamente.

A Fábrica de Robôs – Karel Capek
Capek é muito pouco conhecido no Brasil. Quando se fala em literatura tcheca lembramos imediatamente de seu representante mais famoso: Franz Kafka. E de Milan Kundera, principalmente por “A Insustentável Leveza do Ser”. Mas lembre-se de Capek ( ou Tchápek) ao deparar com a palavra “robô”: foi o responsável por universalizar este termo – que tem raízes etimológicas no eslavo e no tcheco, no sentido de “escravo” e “trabalho forçado”. O que Capek traz nesta obra, escrita em 1920, é um alerta sobre os avanços indiscriminados da ciência e da tecnologia, quando robôs assumem as atividades humanas. Capek também escreveu “A Guerra das Salamandras” e este já está aqui na minha prateleira para a leitura em 2012 – se o mundo não acabar, é claro.

Cartas na Rua – Charles Bukowski
A editora L&PM detém os direitos para a publicação da obra do velho safado aqui no Brasil. E fez um belo trabalho este ano: “Pedaços de um caderno manchado de vinho” ( que traz o primeiro conto de Bukowski publicado), “Mulheres” e este “Cartas na Rua”. E recomendo este livro para quem deseja iniciar no universo do escritor porque está tudo ali: as mulheres, as bebedeiras, os pretensiosos, os empregos imbecis – Bukowski trabalhou 11 anos nos Correios de Los Angeles e em mais uma série de empregos e subempregos antes de viver apenas da literatura, coisa que só foi acontecer muito mais tarde – e, claro, a literatura. Os marinheiros de primeira viagem podem assustar com o estilo desbocado, obsceno e confessional do autor, mas identifiquem o senso de humor e as críticas ao “american way of life” de um jeito que só Bukowski sabe fazer.

A arte de viajar – Alain de Botton
Eis um livro que engana em sua introdução, um tanto enfadonha. O primeiro impulso é conferir o número de páginas: 272 nesta lenga-lenga descrevendo um plano de viagem, impressões sobre um hotel no Caribe e aeroporto? Não é muito estimulante. No entanto, superadas as primeiras páginas, chegamos à página 272 com aquele gostinho de “quero mais”. Alain de Botton é filósofo suíço e traz nesta obra considerações sobre o ato de viajar – não as viagens dos pacotes, guias e turistas apressados em “curtir” brevemente 6 países da Europa e tirar fotos e mais fotos, mas como as viagens podem e devem ser apreciadas fora de roteiros pré-estabelecidos, além de serem inspiradoras. E o autor tece suas considerações em companhia de gente ilustre: Baudelaire, Van Gogh, Flaubert, Ruskin, dentre outros grandes artistas. Uma agradável e deliciosa surpresa a leitura deste livro. Boa viagem!

A vida humana – André Comte-Sponville
Do filósofo francês eu poderia indicar o extraordinário “Pequeno Tratado das Grandes Virtudes” e o incrível “Bom dia, Angústia”, mas indico este pequeno “A Vida Humana” porque é um livro que trata com muita sensibilidade e inteligência fases da vida humana ( infância, adolescência, trabalho, morte, etc). Tal como “A arte de viajar”, também este livro inicia de forma enfadonha – e o próprio Sponville pede desculpas ao leitor por iniciar com as “abstrações”. Um belíssimo livro que mesmo em momentos mais duros – nunca tire conclusões de uma frase deste filósofo materialista: aguarde até ele concluir todo o raciocínio – traz uma mensagem inteligente e mesmo confortadora.

As crônicas marcianas – Ray Bradbury
O livro mais conhecido do autor norte-americano é “Fahrenheit 451”, que é realmente muito bom e recomendo também este livro que narra o drama do "bombeiro" Montag. Já “As Crônicas Marcianas” constitui-se em pequenos contos ou crônicas sobre a tentativa do homem em colonizar o planeta Marte. Escrito em 1951, alguns criticam Bradbury por ter sido “mau profeta” – no livro a 1ª expedição tripulada para o planeta vermelho acontece em 1999 – mas o que importa aqui não é o exercício de futurologia, e sim a literatura, a ficção: como o ser humano lidaria com um planeta novinho em folha, prontinho para explorar? Prestem atenção ao personagem chamado Spencer, mas não torçam (muito) por ele...

O Melhor de Stanislaw Ponte Preta
É sempre muito bom ler e reler o velho Stanislaw, pseudônimo do jornalista e escritor carioca Sérgio Porto. O criador de personagens tão hilários quanto sagazes do naipe de Tia Zulmira e Primo Altamirando brinda os seus leitores nesta coletânea com um humor leve, criativo e inteligente. Foi também o inventor do termo “FEBEAPÁ – Festival de Besteiras que Assola o País”. Em plena ditadura o velho Stanislaw usava o humor para demonstrar as peripécias políticas no Brasil – se estivesse vivo hoje o escritor teria farto material para continuar o FEBEAPÁ.

Eles eram muitos cavalos – Luiz Ruffato
Meu, esse livro é São Paulo em seu estado mais bruto e bagunçado, tá ligado, mano? É tudo misturado em uma única trama: nordestino, mineiros, paulistanos, judeus, chamadas publicitárias, prosa, poesia, conto, classificados de jornais, passagens bíblicas, cartas, enfim, uma zona, tá ligado? Lembra até o clássico “Zero”, de Ignácio Loyola Brandão em determinados momentos. Trata-se de um livro que é igualzinho São Paulo: caótica, plural e surpreendente.


Estes foram alguns livros no ano de 2011 que indico a leitura. Em breve espero trazer a segunda parte desta lista e com um bônus não muito agradável: os livros que não agradaram. Como diria um famoso literato, “faz parte”.

sábado, dezembro 10, 2011

O gaúcho e o baiano


(clique na imagem para visualizar melhor - se tiver coragem, claro)

Sebastião é gaúcho do distrito de Coxilha do Bugre; Jó do Ghetto é baiano do Pau Miúdo – calma, minha senhora, isso é o nome de um bairro em Salvador. Apesar da distância de pouco mais de 3 mil quilômetros separar os primos (sim, eles são parentes!) a internet os mantém em contato. Mas a boa e velha conversa ao telefone entre parentes e amigos ainda tem espaço - sobretudo quando se trata de um convite.

- E aí tchê bagual? Quanto tempo criatura! Como tu estás? Aqui nestes pagos do sul tá um frio de renguear cusco!

- Digaí, negão, colé de mêrmo? Aqui é niuma, miserê, tudo tranquilo, pois a Bahia é linda, Salvadô é linda! E aê, meu véi, tu sumiu!

- Vivente! Tu não podes esperar mensagem minha no tal de emeéssene, é esse o nome do bicho? E o fassebuc, não sei mexer nessa coisa, sou muito guasca, lembra? Só no tal de emeilll, porque a patroa me explicou.

- Tô ligado! Rapaz, tô aqui retado, virado na zorra com o trabalho, é falta de tempo mesmo, mas cê tá ligado que cê é minha corrente, né, véi?

- Tu és meu primo, sangue do meu sangue, filho do meu tio mais amado, o Floriano, que Deus o tenha! Por isso, te faço convite primo macanudo.

- Diga lá, vá!

- Aqui cerquita da Coxilha do Bugre tem a filha do fazendeiro Borges, dono de umas terras que vão até o Chuí! Prenda flor de linda, flor de formosura. Morocha! Os cabelos são mais negros que a asa da graúna.Tá solterita no más, e quer compromisso sério, pensei em ti piazito.

- Massa, véi! Até tô querendo, mas...

- Bah, tchê! Já estás com uma prenda nesse rincão aí?

- Oxe, eu até andei quexando umas nêga uns tempos, mas eu me saí logo. Olhe, faça assim que não tem errada: manda o msn e o face da piriguéti que a gente troca uma ideia.

- Já te falei que não sei mexer nesses troço aí, emeéssene, fassebuc, ou fassebóc? E não posso charlar com a prenda solterita que a Maria, minha patroa, me esgana!

- Oxe! E aí, faz o que?

- Mas tchê, não te deste conta bagual? É para tu vires aqui no sul passar uns dias no sítio. Garanto churrasco gordo, chimarrão e te levo lá na fazenda do Borges, meu companheiro de charla, aí conheces a filha do homem, a prenda flor de formosura.

- Oxe, lá ele! Colé, meu bróder, acha que vou aí comer um frio da miséria como esse? Aoooonde?!

- Estás me estranhando homem? Aqui prendemos a lareira o dia todo. E a morocha não pode esperar. Bom partido, logo arranja um gaúcho e tu perdes a oportunidade primo, agora que já fiz teu cartaz.

- Foi mal, primo, foi mal... cê é corrente, cê é meu bróder. Olhe, eu agradeço, cê sabe que não sou de fuleragem, mas não posso sair agora, não, véi, senão me jogava mermo: primeiro que tô lenhado, não dá pra viajar; e também minha agenda tá é cheia,maluco!

- Estás fino primo. Tens até agenda? Os emeneéssecoisa também... Estás dando uma de magrinho da capital? Aqui nessas coxilhas o tempo passa devagarzito, ainda tiramos leite da vaca. Te aremanga e vem!

- Oxe, primo, nem pensar: agora em Dezembro tem a festa de Santa Bárbara, Nossa Senhora da Conceição e depois vem Natal e Reveillon, vai ser massa! Em Janeiro tem a festa da Boa Viagem, aí depois tem festa na Lapinha, festa da Ribeira, festa de São Lázaro, festa de Iemanjá, Lavagem do Bonfim, lavagem de Itapuã...

- Bah, quanta lavagem, tchê! Salvador tem que ser um rincão muito limpo.

- Cole bróder, sossegue, terminei não: e ainda tem ensaios dos blocos e bandas, Festival de Verão e Carnaval! Bróder, é muita coisa, aqui o verão é animado, é tempo pra cumê água e sair atrás do trio de Ivete, Bel, Jau, Léo, Tom, Gil, Caê, Gal, Line, Val! A Bahia é linda, Salvadô é linda! Eu é que tenho que te chamá pro reggae, negão! Bora? Se pique logo, misera, aí cê traz a menina!

- Tchê, não posso, eu tenho que cuidar do gado e da patroa. Os gaúchos têm o Natal e a festa do fim de ano, mas a Maria tem uma tal de festa do amigo secreto. Mas tchê, tu sabes quem é esse tal de amigo secreto? Será que a patroa tá querendo que eu vista chapéu de vaca?

- Olhe, bróder, festa de amigo secreto é uma brincadeira onde se presenteia um amigo sorteado na hora, tá ligado? Agora veja aí que o problema não é a brincadeira, é o amigo secreto de Maria - se for Ricardão, oxe, fique esperto que o bicho é miseravão!

***

Este texto foi o resultado da parceria com a Ana Cecília Romeu, do blog HumorEmConto – http://anaceciliaromeu.blogspot.com. Recomendo bastante a visita ao blog desta gaúcha tri legal que conta as engraçadas e misteriosas histórias de um condomínio com uma turminha que apronta mil e umas – ok, parece chamada da Sessão da Tarde, mas o blog é bom e o melhor: as histórias são inéditas. Muito grato a Cissa pela parceria!


LinkWithin

Related Posts with Thumbnails