segunda-feira, novembro 30, 2009

Serjão ou o otimismo (Panetones e cia)


AVISO: Em respeito às nobres senhoritas e senhoras que acessam este tosco blog e, principalmente, para conservar a pureza e inocência das crianças e adolescentes que caem aqui por acaso enquanto fazem “pesquisa escolar” na net, omitimos os palavrões vomitados por uma das personagens desta inútil crônica, afinal aqui é um espaço familiar, p****!

Gosto de sentar numa mesa de bar com o meu amigo Serjão, que em termos de beberagem só fica atrás do Bukowski e do Fausto Wolff e ainda assim tenho dúvidas se ficaria mesmo em desvantagem. Mas ao contrário do velho safado, que dava vexames e do velho lobo que chorava como criança quando ficavam bêbados, Serjão desanda a falar e geralmente fala com propriedade e lucidez impressionante para quem acaba de secar copos e mais copos de cerveja. Não perde a erudição, mas só abusa um pouquinho dos palavrões, mas nada que seja muito assustador perto de uma sala de aula, por exemplo. Eu, que encontrei Jesus ( a dra. Cristina de Jesus, que me aconselhou ficar longe do álcool, salgadinhos e outros venenos que entopem as artérias e causam impotência), fiquei com a minha limonada trocando uma ideia com o Serjão.

- É, Serjão, meu velho...o ano tá acabando! E passou rápido!
- Foi, e esses filhos da p**** aceleram o tempo! Desde Outubro já estavam com essas musiquinhas chatas de Natal pra todo o lado! P***, que negócio irritante!
- Ah, qualé, Serjão, cadê o seu lado criança? Deixe-se levar pela magia do Natal, do Papai Noel...
- Que p**** de Papai Noel o cacete! Natal é negócio, meu caro, é dinheiro! Vê se a molecada pobre lá da favela tem essa p**** de magia do c**** dessa m**** de Natal importado dos EUA! P***, os caras fazem uma decoração com motivos de inverno em plena periferia sob um calor de 30 graus! Somos é muito otários mesmo!
- Serjão, não precisa ficar nervoso, toma aí sua cerveja. O seu problema é que tu é um cara muito pessimista, sabe?
- E como não ser, c****? Como é que alguém pode ser otimista neste c* de país? Me diz aí, senhor Pollyana, como?
- Sei lá, cara, mas ficar xingando...
- Xingo porque não tem outro jeito e se o povo ao menos xingasse melhorava! Mas nem isso. Só xingam a mãe do juiz que roubou o time, só isso. Aliás, nem a m*** do meu time tem mais dignidade: entregaram o jogo praquele time que conta com a simpatia da maior rede de televisão do país, aqueles mafiosos!
- Peraí, Serjão, aí já é demais, cê tá delirando!
- Delirando? P***, vai t**** no c***, c****! Eu já estou com quase 40 anos, já passei da fase de acreditar em duende e sei bem o que estou dizendo! É como diria a Margarida lá do Fausto, livro daquele alemão metido a filósofo, o Goethe: Tudo gira em torno da grana, meu caro, aprenda isso, você que ainda é jovem!
- Sou extremamente jovem!
- E burro, pelo jeito. Olhaí outro escândalo de um político filho da p***! E o pior é que o desgraçado já aprontou uma vez e deveria ter sido condenado, mas nessa m**** de país a cadeia é só pra pobre e o filho da p*** voltou pro poder e, diga-se de passagem, graças a um monte de c**** que votou nele de novo! E pra justificar a propina, veja só, o cara teve a cara de pau de falar que 50 mil reais era pra comprar Panetone pros pobres! P**** que p****!!! Vá se f****, raça maldita!
- É, é a versão moderna da Maria Antonieta...hehehe! Pena que não tenha uma guilhotina pra esse caso.
- Que guilhotina o que, rapaz! Tinha que ter uma revolução nesta m*** de país, isso sim! Primeiro cortava as cabeças dessa raça toda e depois invadia o palácio e expulsava a corriola a chutes e pontapés mesmo!
- Calma, Serjão, não precisa ser radical também...
- Pô, vou te dizer uma coisa: gosto de você, mas você é ingênuo pra p***, hein? As coisas aqui nesse país só se conseguem mesmo na base da porrada, da truculência, a história do Brasil foi construída assim, na base do cacete e da malandragem!
- Quer dizer que não tem solução?
- Lógico que tem, p****! É entrar no ritmo do povão, que nem liga pra essas coisas e é até capaz de cobrar os panetones na cesta básica! E logo tá todo mundo dançando o “pagode do Panetone” ou “a dança da arruda” porque aqui tudo termina em festa mesmo. Mas eu prefiro a outra solução!
- Qual?
- Ô Manolo, traz mais uma garrafa, c*****!

Siga-me no twitter: http://twitter.com/jaimeguimaraess

13 comentários:

  1. Hahaha!
    Mutio bom o diálogo. Mas, com os palavrões ficaria ainda melhor! rsrs

    Se ele estava revoltado com isso do Arruda e o povo que vota nele depois de tudo... ainda bem que não surgiu o assunto: "Fernando Collor". Cabeças iriam rolar!

    ResponderExcluir
  2. Caramba, o cara é sangue nozóio mesmo,rss!!

    Bjus!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá Jaime,

    Não temos apenas o caso do Panetone...e o dinheiro escondido nas meias? E a oração pedindo perdão pela imperfeição humana?
    É meu caro...chegamos a mais um final de ano e a coisa continua caótica...caótica mesmo!
    É isso aí.
    Bjsss, Fernanda pautajornalistica.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. O brasileiro se orgulha tanto do seu lado malandro, tentando tirar vantagem de tudo, mas mantêm o seu sorriso a la Mallu Magalhães diante de mais um escândalo de corrupção. Aliás, a corrupção no Brasil é uma coisa tão comum quanto ir a padaria.

    Ainda falando em Brasil, especialmente em paixão nacional, espero que o Flamengo não vença o campeonato deste ano. O Vasco já venceu a série B. Imagine dois times campeões nacionais da Globoland! Falarão disso durante semanas com aquela parcilidade e ufanismo de sempre...

    ResponderExcluir
  5. Fico com o "Pena que não tenha uma guilhotina pra esse caso."

    Com certeza eu vou voltar mais aqui.
    E seguir no twitter, rs

    beijo

    ResponderExcluir
  6. Achei excelente o texto. Muito engraçado. Tem partes que eu até reconheci você nas frases "Sou extremamente jovem". Cara, eu ri muito com essa. Parece as nossas conversas pelas redes sociais. rsrs Olha essa do panetone eu poderia fazer comentários imensos, mas sabe o que eu só posso dizer? É um reflexo da sociedade. Eu tava fazendo um trabalho sobre ética e a pesquisa Datafolha desse ano sobre ética mostrou que as pessoas não acreditam na classe política 79% liga política a corrução e 33% acreditam que é IMPOSSÍVEL fazer política sem corrupção. Esse é o retrato do povo que acostumou a ser corrupto. Não quero generalizar, mas as pessoas ficam com troco quando o caixa dá errado, jogam papel de bala no chão mesmo sabendo que as ruas podem alagar, dão calote mesmo tendo o dinheiro. O jeitinho brasileiro, meu amigo é a nossa culpa. O povo não pode só cobrar, deve fazer também. O galho de arruda tá errado? SEM DÚVIDA, mas se vc conversasse com o seu José da esquina, não é dificil que ele faria algo parecido ou vendesse seu voto. Vender voto é compactuar com isso. Enfim, não vou continuar falando sobre essas coisas não, senão meu comentário vai ficar chato.

    Valeu!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  7. Esse nosso país é mesmo uma palhaçada... Mas os palhaços não são os que estão lá em cima não, somos nós mesmos, que rimos da nossa própria desgraça! rs
    Mas o que seria de nós, pobres brasileiros, se levássemos tudo o que nos acontece tão a sério, se a cada dia acontece algo mais vergonhoso no meio político? Simplesmente, não viveríamos, preocupados com tamanha bandalheira!
    Por isso, temos que rir mesmo da nossa desgraça, senão ficamos loucos! Hahahahaha.... (risada insana)

    Acho que eu tô meio doida hoje. Mas passa lá no Blog que tem um texto que acho que você vai gostar.

    Abraços, Groo!

    ResponderExcluir
  8. C****, Serjão é um cara com cabeça! (quente) Essa p*** de país precisa de mais gente feito ele, pra colocar essa p*** pra funcionar :D
    As pessoas ficam usando espírito de natal (que começa em outubro pra render mais) e panetone como política de pão e circo, pro povão ficar satisfeito e esquecer que tão na merda. ops, m****. Pura manipulação ¬¬
    Bora Serjão! =P

    Gostei muito do texto. Vou ler os antigos também =D
    Obrigada por fazer um tuor no meu blog haha, fico feliz quando alguém faz isso (que é raro)... Me faz acreditar que não estão lendo só porque querem que eu vá comentar em seus blogs, mas porque gostaram/se identificaram/odiaram. Ter uma opinião já basta.

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Hahahahahaha!
    Muito bom, muito bom!
    Ele reclama, reclama, e a solução, qual é? Encher a cara!

    Jaime, muito obrigada pelas palavras ditas. O apóio, mesmo que virtual, é bastante válido.
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  11. Hahahahahaha!
    Muito bom, muito bom!
    Ele reclama, reclama, e a solução, qual é? Encher a cara!

    Jaime, muito obrigada pelas palavras ditas. O apóio, mesmo que virtual, é bastante válido.
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  12. haha, adorei o diálogo, que diga-se de passagem as 'estrelinhas' não deixaram a desejar nos palavrões... kkkk foi até divertido completar as lacunas! Uma grande verdade dita pelo nervozinho é o espírito 'tolo' de nós brasileiros... deixamos passar, deixamos levar e tá tudo bem, "não muda mesmo... melhor é rir nas horas difíceis". Mas será que o mau humor seria solução?! rs
    Mais um texto genial, congratulations!

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita e o seu comentário! É sempre bom receber o retorno dos leitores.

Todas as opiniões são livres, porém não serão aceitos comentários anônimos e tampouco comentários ofensivos, discriminatórios e que não prezam pelos princípios da boa convivência - o autor do blog reserva a si o direito de excluir comentários com tais temas.

Volte sempre! =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...