segunda-feira, janeiro 05, 2009

Estamos em uma guerra não declarada

Os ataques do exército de Israel aos Palestinos na Faixa de Gaza já mataram mais de 500 pessoas em dez dias de confronto. O exército israelita utiliza moderno armamento militar, tanques, aviões e helicópteros e mísseis inteligentes sob a justificativa de acabar com o grupo palestino Hamas (grupo terrorista, segundo Israel). Caso queria entender o conflito, clique AQUI.

No Brasil saiu o balanço da polícia rodoviária federal em relação às festas de fim de ano. Foram 435 pessoas mortas nas rodovias federais no curto período compreendido entre 20 de Dezembro e 04 de Janeiro.

Repare bem: Na Palestina sob ataque, em 10 dias, mais de 500 mortos; No Brasil, com feriadão e “festas” de fim de ano, em 14 dias, 435 mortos.

Isso apenas nas estradas. Se pudéssemos contar o número de homicídios ocorridos no Brasil apenas nestes primeiros 05 dias do novo ano, teríamos números estarrecedores, que certamente ultrapassariam 500 vítimas em curtíssimo espaço de tempo. Apenas em Salvador nos 3 primeiros dias do ano foram 19 assassinatos.

Para a ONU, Organização das Nações Unidas, um índice acima de 15 mil mortes violentas por ano em um país configura um estado de guerra.

No Brasil tivemos, em 2006, 50 mil mortes violentas.

Em suma, estamos em guerra não declarada. Exército em morros cariocas, esquadrões da morte em favelas de São Paulo e Vitória grupos de extermínio em Salvador e Recife, um trânsito claramente agressivo nas grandes e médias cidades, meninos de rua executados, assassinatos cruéis, violência gratuita de grupos de jovens ( pit boys, arrastões, etc).

O pior é que toda essa violência é banalizada. É comum ligar a TV às 7 da manhã e deparar-se com cadáver com um tiro na testa e sangue à vontade na rua enquanto você toma seu café da manhã.

- Tenha um bom dia, amor!
- Bom dia, querido! Ah, você pode me buscar hoje? É que quero chegar mais cedo em casa...é hoje que a Amelinha vai matar o Florêncio na novela!

Difícil explicar o porquê de tanta violência no Brasil. Sérgio Buarque de Hollanda (sim, pai do Chico) em seu “Raízes do Brasil” lançou a tese do “brasileiro cordial”. Que não tem nada a ver com mansidão ou gentileza. O “cordial”, nesse caso, vem do coração, da emoção, de como o povo brasileiro coloca a emotividade em primeiro lugar. Da informalidade no cotidiano, do “jeitinho” pra se dar bem à custa da conversa.

O caso do trânsito, por exemplo. Há leis rígidas. Mas quem ganha: a lei ou a lábia do motorista infrator acompanhada de um “cafezinho”? O cara sabe que não deve dar uma de esperto e pegar a pista na contramão. O cara sabe que ele não pode tomar aquela garrafa de cerveja e dirigir por aí. Mas ele faz. Não tem “otoridade” olhando pra multar. Se não tem quem multe, então tá liberado, galera! Depois da curva é que se vê o resultado.

Junte estas supostas raízes com tráfico de drogas, falta de investimentos em educação e infra-estrutura, corrupção, Gilmar Mend...digo, judiciário ineficaz e teremos a guerra. Mas logo, logo começa o Big Bródi e tudo fica legal...

8 comentários:

  1. O pior é que toda essa violência é banalizada.

    ResponderExcluir
  2. isso mesmo, todos nós vemos isso, nos indiginamos, mas ja acostumamos.

    muito bom o blog.
    parabens.

    ResponderExcluir
  3. pois eh, uma guerra nao declarada... mata tanto quanto ou mais... mas nao sei se ela eh banalizada... eh claro que tem muita midia tentando esconde tudo isso... mas tambem tem muuita midia ganhando dinheiro em cima disso... oq tambem nao eh bom... mas oq eu kero dizer eh que a midia mostra isso sim! mas o povo brasileiro eh ke nao ker ver neh... prefere o big brodi... e eh soh investindo em educaçao ke a gente vai mudah isso neh.. mas somos nos ke temos ke fazer isso!! a gente nao pode ficah simplesmente olhando e falando mal.. a gente tem que agir, cara!! e nao podemos esperar ke nenhum politicozinho aih va consertah as coisas pq nao vai!!!

    ResponderExcluir
  4. Há tempos estamos em guerra.
    E a corrupção é ensinada de pai-para-filho.
    Não é à toa que os gringos acham que o Brasil possui o povo mais falso e "espertinho" que existe.
    Lamentável.
    Parabéns pelo texto, me identifiquei com seu jeito de escrever.

    ResponderExcluir
  5. ai! desculpa o desabafo: Mas que merda né?!
    :@@@
    BJOS!
    ME add por aew!@

    ResponderExcluir
  6. É, sem guerra oficial estamos matando adoidado... Esceveu e não leu, o pau comeu... Cara, seu Blog é deveras supimpa... Sério mesmo... Conteúdo de primeira... Com certeza estarei sempre por aqui... E quanto à MAD, tenho edições raras históricas desde 1964...

    ResponderExcluir
  7. palavras pra resumir como você finalizou a postagem >> pão e circo.

    esse blog é mto fodão cara o,Ó eu tava dando umas olhadas nos outros posts e caramba...mto legal mesmo, bato palmas pra tu

    abraço

    http://paranoiaelucidez.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Guerra, amigo.
    Há anos.
    E, ninguém presta atenção ou acredita nisso.
    Até que doa na própria pele.
    É a lamentável realidade. Não apenas aqui, mas onde quer que você olhe.
    "E assim caminha a humanidade".

    Beijo.

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita e o seu comentário! É sempre bom receber o retorno dos leitores.

Todas as opiniões são livres, porém não serão aceitos comentários anônimos e tampouco comentários ofensivos, discriminatórios e que não prezam pelos princípios da boa convivência - o autor do blog reserva a si o direito de excluir comentários com tais temas.

Volte sempre! =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...