quinta-feira, julho 03, 2008

Lei Seca: será que "pega" ou será só mais uma lei?

Meus eventuais dois ou três leitores certamente não sentiram a falta de meus toscos “textos” por este espaço, afinal há muitos blogs de qualidade por aí sobre diversos assuntos.

A atualização deste GROOELAND demorou bastante não por falta de assunto ou preguiça em escrever ( muito pelo contrário), mas aconteceu devido a questões mais urgentes a serem tratadas. E logo depois de questões resolvidas, o velho Groo Veiga resolveu passar 1 semana longe de computadores e internet escondido no sertão, ouvindo histórias do tempo em que não havia cerca de arame farpado nas fazendas e todo mundo criava seu gado junto, em paz, sem briga e sem confusão.

Mas essa é outra história. Hoje o assunto dominante no país é a lei seca, e esta sim vem criando algumas confusões.

Hoje, a pergunta mais comum é: será que essa lei “pega”? Há quem diga que “já pegou”. Mas será mesmo?

Em Salvador um juiz foi pego pelo teste do bafômetro que acusou uma quantidade de 0.68 decigramas de álcool no sangue. Pela Lei Seca, se o bafômetro acusar uma quantidade acima de 0,3mg/l de álcool no sangue, o motorista, além de pagar multa de R$ 955 e ter a habilitação retida, é preso ( pena de 6 meses a 3 anos). O referido juiz, no entanto, foi liberado, mas ao menos a habilitação foi de fato retida e irá responder inquérito. Punição severa para uns, abrandamentos para outros.

Mas qual é a diferença entre essa lei e a antiga? Esta Lei Seca é radical e é considerada uma das mais rígidas do mundo. A lei antiga permitia que fosse consumido até 0,6mg/l de álcool, o equivalente a dois copos de cerveja – sem contar que antes só podiam ser submetidos ao bafômetro motoristas que se envolvessem em acidentes. Agora, em qualquer blitze o motorista pode ser submetido ao teste.

Para se ter uma idéia de quão rígida é a nova legislação, em alguns países o índice tolerado de álcool a ser consumido varia entre 0,6 e 0,8mg/l – e em tais países a quantidade de acidentes e mortes no trânsito é inferior à brasileira.

É claro que leis e tentativas para ao menos minimizar as mortes e acidentes de um dos trânsitos mais violentos do mundo são louváveis e muito necessárias; o grande problema é que dificilmente a fiscalização será mantida com a mesma intensidade que vem sendo feita até agora. Como a lei é recente e é novidade, há um empenho maior das autoridades até para que ela ‘pegue’, efetivamente. E sem contar a questão da impunidade, que sempre foi um dos entraves para que qualquer lei efetivamente "pegue" no país - impunidade caminha lado a lado com a injustiça, com corrupção, com uma série de fatores que impedem até o desenvolvimento do país, onde o "jeitinho" é visto como uma virtude admirável.

Mas por conta do frenesi diante da nova lei, muita gente já mudou seus hábitos de consumo de bebidas alcoólicas e isso, por um lado, é algo salutar. Mas sempre há um porém.

Quem toma meia taça de vinho na hora do almoço ou em um restaurante e dirige logo depois pode ser rotulado como “embriagado”? Poderá ser comparado àquele que “enche a cara” de cerveja na praia e depois tenta dirigir por aí? Veja que são situações bem distintas, porém o estado acaba por generalizar a situação: se a pessoa sai para um jantar e consome um pouco de vinho, é considerado um perigo, uma ameaça à sociedade tão grande quanto o sujeito que sai para a balada e ingere latas e garrafas de todos os tipos de bebidas, sem falar de outras substâncias - que passam incólumes pelo bafômetro.

E a hipocrisia suprema: ao passo que uma lei radical é adotada, as propagandas de cerveja na TV continuam muito bem, obrigado, livres em qualquer horário e programação. Propagandas que tratam a “inocente cervejinha” como um meio de socializar-se em bares e festas em imagens que estampam a felicidade de beber com os amigos. Indução ao consumo, pois a mensagem é clara: bebeu, é festa ( você merece); não bebeu, é anti-social.

E é muito comum encontrar em postos de gasolina rodinhas de jovens bebendo suas latinhas tranquilamente ao lado de carros com sons potentes. Não é fácil descobrir onde bebem e como bebem? No entanto, mal se vê uma blitze em tais lugares. Bem parecido com os rachas (ou pegas): todo mundo na cidade sabe onde tal evento acontece... menos os representantes da lei.

A solução, portanto, não é somente adotar uma lei rígida, radical contra motoristas embriagados. A antiga legislação não era má. Precisava de ajustes, sim, mas já seria um grande avanço se fosse feito como agora: simplesmente aplicar a lei.

Senão a coisa toda fica assim:

E O RENATO GAÚCHO?

O Fluminense está de parabéns por ter chegado à final da Libertadores. Faltou muito pouco para o time das Laranjeiras conquistar o título máximo das Américas, mas futebol é assim mesmo.

Mas o Renato Gaúcho, falastrão que só, não escapa, não...para quem disse que só ia "brincar no campeonato brasileiro", então tá:

6 comentários:

  1. De volta o velho Groo!!!!
    Estava sentido falta, deu pra perceber?
    E pare logo de dizer q existem outros blogs patati... patata... o teu e o maximo meu velho!!!

    Passar uma semana no sertao o trem bao!!! O luar, que verdadeiramente nao existe igual, a comidinha, as pessoas e sua simplicidade, as prosas... fazem do sertao um lugar mais que especial. Com essas chuvas o verde deve estar predominando e embelezando o visual. Que inveja!! A ultima vez que usufrui dessa delicia foi a seis meses. BOM DEMAIS!!!

    A lei seca esta me obrigando a ser a motorista honoraria(nao que eu nao aproveite)da familia. Isso porque eu sou a que menos bebe com frequencia, posso passar meses sem ingerir a bebidinha que mais amo vodka batidinha com gelo e limao. Pra compensar quando to afim... sai de baixo. E di cum forca!!! Sei que e um erro...mas...

    Questoes resolvidas
    Groo de volta
    E tao bom quanto o sertao

    Abracos.

    ResponderExcluir
  2. bah vim aqui todos os dias e tava ali o mesmo título, ainda bem que hoje encontro um novo título, realmente a lei esta serevera demais, se tivessem aplicado os testes antes como estão aplicando agora seria muito mais sensato, aliás, é bom que qualquer motorista seja obrigado a fazer o teste, nao importa se ele causou acidente ou não, melhor previnir do que remediar. So acho que não deveria ser feito dessa forma o teste e sim com teste de percepção e tal pq cada organismo reage de um jeito a certas concentrações de alcool..

    beijaooo

    ResponderExcluir
  3. Eu senti falta dos textos! Aparecia aqui direto para ver se não tinha nenhuma novidade :)

    Enfim, sobre essa Lei Seca vi na televisão e li nos jornais muita propaganda, muita coisa foi falada.
    Uma coisa me deixou bastante chocada, lendo em algum site sobre uma reportagem que envolvia essa lei, tinha um comentário na notícia de uma pessoa que dizia que bebeu umas duas latas de cerveja, depois dirigiu, parou meia hora em algum lugar, dirigiu de novo, foi fazer o teste e conseguiu ser liberado. Quer dizer, será que ele estava realmente sóbrio?
    Eu digo, não sei se você viu, mas, quem usa (acho que 30mL) de antiséptico bucal com álcool e fazer o teste do bafômetro, o resultado é de 2,0mg/L.
    Assustador, não? Quer dizer, os especialistas recomendam que quem usa o tal antiséptico beba um copo de água e espere 10min em casa para poder sair dirigindo. Será que essa lei está sendo mesmo justa com todos?
    Porque afinal, eu não penso que é impossível você usar o produto, sair de casa e em menos de 4 minutos encontrar uma blitz. E ooooops, ser preso.

    E como você disse, a propaganda das bebidas com álcool é muito tentadora...amigos e mulheres...se você beber cerveja, claro! Quem não quer? Tem um programa que eu gosto, o CQC da Band, aí, antes do programa começar, aparece que a classificação é de 12 anos e durante uma reportagem e outra (dentro do próprio programa) eles fazem propaganda de cerveja com os jornalistas bebendo e fazendo a festa. O pior é a contradição do Marcelo Tas quando diz: "bem vindos ao programa da FAMÍLIA brasileira".
    Quer dizer, o guri de 12 anos já fica achando que se ele beber, vai ter amigos e mulheres, que nem os caras que ele admira do CQC.
    Acho que as vezes os famosos não pensam no tamanho da responsabilidade que eles têm em mãos.

    Essa lei é muito boa, não nego, mas, é também necessário que a população seja educada, porque não é todo bêbado que vai ser pego em uma blitz e ser preso. Se não houver uma política de educação por parte do governo (principalmente nos jovens) ainda irão acontecer acidentes e pessoas inocentes irão morrer.

    ;*

    ResponderExcluir
  4. Ah, voltando aqui...
    Acho que só existe a possibilidade do mundo melhorar e de nós sermos pessoas melhores, quando muitos pensarem: "eu não vou beber porque não tenho o direito de tirar a vida de um outro ser inocente". Mas, muitos pensam hoje: "eu não vou beber, porque não quero ser pego num desses testes da lei Seca e também não quero ficar 1 ano sem dirigir".

    Tem vários pontos como esse...tem muita gente que usa cinto de segurança porque não quer pegar multa, mas, o mais correto é usar pra não perder sua vida.
    Enfim...

    ResponderExcluir
  5. Parabéns, seu blog foi votado ao prêmio 5 estrelas.

    Participe vc tbm!

    ResponderExcluir
  6. Agora, aquela famosa torta de licor de jenipapo, da tia Arminda, vai ser proibida, nem as velhinhas podem dirigir mais heheh!

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita e o seu comentário! É sempre bom receber o retorno dos leitores.

Todas as opiniões são livres, porém não serão aceitos comentários anônimos e tampouco comentários ofensivos, discriminatórios e que não prezam pelos princípios da boa convivência - o autor do blog reserva a si o direito de excluir comentários com tais temas.

Volte sempre! =)

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails