sexta-feira, novembro 13, 2009

Foi a Pirataria que venceu?

(sim, a charge tosca é minha. Clique para ver melhor os detalhes grotescos)

Eu já afirmei por aqui que não sou muito chegado a cinema de um modo geral. Para eu entrar em uma sala de cinema e desfrutar da “sedução da 7ª arte” tem que haver muito poder de convencimento por parte da outra pessoa - evidentemente que do sexo feminino, afinal estamos falando em “sedução”e, se o filme for ruim, parte-se para outras atividades no escurinho. E ser for bom, também. Mas essa é outra história.

Nem sala de cinema, nem TV, nem DVD. Sempre preferi a literatura e a música para meus momentos de lazer. Uma questão de gosto, apesar de ter assistido a alguns bons filmes na vida. Gosto de alguns clássicos como as comédias incríveis do Monty Phyton, um e outro do Hitchock, “Cidadão Kane” ( que já assisti umas 3 ou 4 vezes) e uns filmes mais "atuais" e esquisitos como o sensacional “Trainspointing” (e a trilha sonora é ótima!), “Cães de Aluguel” e “Corra Lola Corra”.

Mas recentemente estive assistindo os filmes da trilogia de “O Poderoso Chefão” por indicação muito feliz de uma amiga (que tem bom gosto, diferentemente de mim) e gostando muito da trama. Assisti as partes I e II e no fim de semana passado fui buscar a parte III na locadora. Só que a locadora estava com um aspecto diferente. Algumas prateleiras vazias, cartazes retirados...perguntei ao dono se eles estavam planejando alguma reforma. Mas não era nada disso:

- Infelizmente, vamos encerrar nossas atividades. A gente tá até vendendo uns filmes aqui para fechar mesmo o negócio.
- Puxa, que chato! Mas vocês vão encerrar as atividades aqui no bairro ou vão fechar de vez?
- É, vamos fechar de vez. Não dá mais pra continuar.
- Mas o que houve, desculpe perguntar...
- A pirataria venceu, simplesmente isso.

Fiquei triste pela família que era proprietária da locadora, mas pensei nessas palavras: “a pirataria venceu”. Será que é só isso mesmo?

Já escrevi por aqui o que eu penso sobre a pirataria. Acesse que é interessante (modéstia à parte, eu já escrevi melhor, sei lá o que está havendo). Retornando: a pirataria tem grande parcela de culpa no fechamento das locadoras no Brasil. Só em Salvador, nos últimos 02 anos, mais de 600 locadoras fecharam as portas. Mas convenhamos: vídeo locadora é um tipo de negócio que mais cedo ou mais tarde sofreria este baque.

E não apenas por causa da pirataria: com a popularização da internet e o acesso cada vez maior a conexões banda larga ( embora de forma tímida, os números são favoráveis e mostram crescimento a esse tipo de serviço, mas precisa melhorar muito – principalmente o preço e a qualidade da conexão) fica muito fácil baixar filmes na grande rede. Ainda há as chamadas “TV’s por assinaturas”e, embora as mensalidades ainda sejam caras para a maior parte da população, é mais uma “concorrente” para as locadoras.

Muitas ainda resistem e vão resistir por algum tempo. Por anos ou décadas, talvez. Mas é natural que isso aconteça: profissões desaparecem ou assumem novos perfis, instituições são extintas ou se adaptam aos novos tempos. A própria internet é um exemplo que se renova o tempo todo. Como diz o grande Nelson Ned, “tudo passa, tudo passa”.

PS: Infelizmente, chegaram bem antes e levaram pela bagatela de R$ 15 a trilogia de “O Poderoso Chefão” e por R$ 5 outros filmes muito bons, entre eles Monty Phyton. Não sobrou nem mesmo “Garganta Profunda”, afinal esse é um grande clássico.

POLUINDO A BLOGOSFERA – Além deste texto chato e charge horrível que vocês conferiram aqui, fui convidado pela Vivi Righi para escrever um texto no blog “Fluindo o olhar”. Enviei um texto e uma charge e ela, muito gentilmente, publicou. Agradeço a Vivi e à equipe que faz o blog “Fluindo o Olhar”. Acesse AQUI para ler o texto. E seja gentil!

Follow me on twitter: http://twitter.com/jaimeguimaraess

13 comentários:

  1. Triste, cara! Quando se trata de filmes, nunca hesitei comprar o DVD original (isso, obviamente, se o filme valer a pena), já que sou cinéfilo pacas! Apesar de curtir ler também, prefiro filmes, hehehe

    A pirataria não venceu. Até os camelôs estão se dando mal, hoje. Os downloads gratuitos, sim, é que venceram! Pior, é que não há lei que proiba as pessoas de baixarem arquivos na net. Sério! Já estudei o assunto, uma vez. Pirataria tem de dar lucro (lucro mesmo! Dinheiro!). No máximo, os produtores podem entrar com ação civil de indenização, mas nada de cunho criminal...

    Os reflexos disso são o que a gente vê por aí: video locadoras sendo fechadas, mercado fonográfico se ferrando... e até camelôs indo atrás de outras coisas pra fazer, pois nem a R$ 5,00 alguém vai querer comprar o DVD.

    A charge ficou muito boa, cara! Putz! Bem sacada, e tudo a ver com a postagem. Aliás, como sempre vc faz por aqui :)

    Abraços o/

    ResponderExcluir
  2. Até para ter o gosto de fazer uma 'dvtoteca' é necessário ter sido educado um tiquinho mais e melhor do que é permitido e estimulado hoje em dia; é uma proporção semelhante a quem dá ou não valor a fazer uma biblioteca doméstica.
    A situação é inevitavelmente mutante, já que a tecnologia não parou igualmente de 'mutar'; mutação que não desascelerou desde que foi deflagrada.
    O que nos cabe é trançar ética e estética nas estratégias educacionais...E não parar de 'treinar' nossa própria construção de senso crítico e gosto.
    Que as pessoas não percam o gosto pela Cultura, pela Arte!...Torçamos!

    ResponderExcluir
  3. Hipocrisia.
    Deixa os piratas.
    Em Brasília, Capital Federal, tem umas feiras enormes, só de piratas , de tudo, desde maquiagem, bolsas, óculos, jogos, filmes, tudo tudinho perfeitamente "legal".
    Tem campo de trabalho prá todos?
    Então que venham e fiquem os piratas.
    Quem é contra nunca passou por perrengue de grana e aí lembro da frase do Juca Chaves, dizendo que é a favor da pirataria porque ao menos deste modo, ele sabe quem o rouba enquanto que, se tudo certinho, ele não sabe qual é o ladrão.
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  4. Não esquenta!
    Na internet você baixa a trilogia facinho kakakakaka

    ResponderExcluir
  5. Nunca comprei DVD pirata, mas CD, sim. Sem a menor culpa, já que, no frigir dos ovos, a grana vai quase toda para as gravadoras mesmo. Sem culpa, sim, mas cheia de arrependimento: a qualidade dos ditos era péssima.
    Enfim, pirataria só rola em países pobres. E com a Internet e outras tecnologias, novas formas de comércio artístico serão pensadas, e não só na seara musical.
    abçs
    PS: a ilustração está ótima!

    ResponderExcluir
  6. Nossa, Groo.. Minha consciência até pesou ao ler seu post. Eu nunca havia pensado no fato das locadoras chegarem a fechar por causa da pirataria. Mas, taí. É verdade! A pirataria está em toda parte. Conheço um policial militar daqui de BH que compra DVD´s piratas para sua filhinha de 5 anos se divertir com super lançamentos de filmes infantis que sequer chegaram às locadoras. Pois se até polícia "pode" comprar, imagina o resto da população! Eu também compro um ou outro de vez em quando, por isso minha consciência pesou. Menos empregos por causa disso.
    Mas, enfim, é como você disse. A tendência é essa mesmo. Com tanta facilidade de se conseguir um filme sem pagar nada, pra quê pagar então? É mais ou menos por aí. É complicado isso...

    Abraços, bom final de semana!

    ResponderExcluir
  7. Eu todo fim de semana vou na locadora aqui perto de casa e dá pra ver que ela está falindo.e eu acho ruim por que "os piratas"não não são confiaveis.depois de comprar um dvd do shrek terceiro,e acabar decobrindo que era um dvd de música sertaneja,eu decidi que nunca mais ia comprar dvds piratas,e tambem por que eu vi depoimentos de menores infratores que disseram que compram armas e drogas com o dinheir de dvd pirata.dizem que esse tal de Blu-ray que já tá chegando vai ajudar as locadoras a crescer,mas eu duvido.parece que os donos de video locadoras vão ter que se adaptar,e essa profissão vai ser uma das varias que sumirão,assim como afinador de piano,lambe-lambe e etc...

    Valeu pelo seu comentário no meu blog,foi p unico da postagem,mas valeu por muitos

    ResponderExcluir
  8. As locadoras estão infelizmente com o destino certo: o desaparecimento. O que talvez fosse dar certo em questão de locação de filmes seria uma versão brasileira do Netflix.

    ResponderExcluir
  9. Apesar de ser contra a pirataria e o download de filmes pela internet (não pela questão legal, mas sim porque houve todo um trabalho na produção daquele filme/cd que merece ser reconhecido), acho que o governo faria melhor se, ao invés de ficar com essas inúmeras propagandas, cria-se incentivo fiscal sobre os produtos, tornando-os mais baratos e acessíveis.

    Como você mesmo colocou no outro post sobre a pirataria, nas lojas americanas mesmo é possível achar diversos dvds por 14,99; 12,99... O Estado, se quiser, consegue reduzir ainda mais o preço, desestimulando o crescimento da pirataria e aumentando o consumo de produtos originais.

    Ah, a locadora aqui perto da minha casa, para não fechar, só abre de sexta a segunda...

    Não sei quem venceu, mas com certeza não fomos nós.

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Engraçado que dia desses, eu tava pensando justamente no "A Vida de Brian", aí, eu chego aqui e encontro você falando do Monty Phynton.

    É, a Sra. Valarini (foi ela, não foi?) tem razão. A saga dos Corleone é sensacional! E você fica tirando onda, mas é um profundo conhecedor da sétima arte, que curte Orson Welles (é assim que se escreve?!), Boyle (tem o livro também, já leu?)e otra coistas mas.

    Essa questão da pirataria é séria mesmo. Lembra do episódio do "Tropa de Elite", que vazou e todo mundo assistiu, antes da estreia no cinema? Inclusive a família do ex-Ministro Gil (não teve uma história assim?!)!? Se bem que, nesse caso, o tiro saiu pela culatra... O que teve de gente que correu pra sala escura, ver como o "pede pra sair" ficava na telona...

    Enfim: é foda. Enquanto isso, locadoras fecham e o meu amigo Jaimão fica na mão. Mas, não se preocupa. Eu tenho uma amiga, cá no Rio, que tem a trilogia completa, na casa dela. Querendo, é só combinar...

    Uahahhaaaaaaaaaa!!!!

    Abração, cara!

    ResponderExcluir
  12. Oi Jaime!

    Para quem diz não gostar de cinema, vc esta me saindo um cinéfilo de carteirinha. Os filmes citados, demonstram que vc tem conhecimento e um excelente gosto cinematográfico. Não é qualquer um que gosta de Orson Welles e curte "o poderoso chefão".

    Quanto a pirataria, hj ta complicado mesmo. Ta difícil manter seu negócio já que temos tantas facilidades. Nas lojas americnas, por exemplo, conseguimos comprar ótimos filmes a preços bem acessíveis. Inclusive, um dos filmes citado por vc; "O poderoso chefão II", comprei o original na semana passada pela bagatela de R$ 5,00, na Casa e vídeo. Isso atrapalha o trabalho das videolocadoras.

    Uma de minhas chefes, tem uma videlocadora aqui na minha terra. Além da matriz, existem mais 3 filiais. Para manter seu negócio viável, ela investe pesado em material de divulgação (site, promoções, preços mais acessíveis, concursos, interatividade). Assim ela vai se mantendo forter no mercado. A única que conheço que faz sucesso.

    Agora, são poucos que possuem este tipo de recurso, que no final sai caro. O custo com material de divulgação não é barato e o retorno geralmente ocorre a longo prazo.

    Acredito que num curto espaço de tempo, de fato, as locadoras tendem a desaperecer, uma a uma. No fim so uma meia dúzia de gatos pingados ficarão.

    Ah, gostei muito do seu último comentário la no blog, sobre o "muro de Berlim" e concordo com vc. Hj vivemos a "história" em tempo real, minuto a minuto. Privilégio de nossa geração.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  13. Peço mil perdões por não ter tempo de fazer um comentário a altura do texto. Eu acho que esse negócio de pirataria está errado. O pirata rouba algo, certo? Se você baixar um programa, vc está lesando a empresa? A companhia ficou sem o programa? Não, só deixaram de vender uma cópia. Enfim, Acho que as pessoas devam ser pagas pelos seus trabalhos sim. Sou contra a pirataria no sentido de acabar com muito investimento. Agora compartilhar informação com o mundo todo é ótimo. É incentivo à cultura.

    Mas as locadoras são uma forma de pirataria não são? Eles compram o filme e saem ganhando dinheiro com ele. A pirataria ganhou? uhahua O criador de God of War (game) disse que odeia com todas as forças as locadoras... depois a pirataria. É uma palhaçada só.

    Eu não vou à locadora porque existe uma parada chamada internet banda larga! Pra quê sair de casa com risco de ser assaltado?

    A única coisa que eu fico triste é o fato de os cinemas não terem como se sustentar e venderem seus espaços para Igrejas.

    É que o ritual de ir ao cinema está acabando. As pessoas preferem baixar filmes e verem no DVD. Droga! rs

    Ah! Já existem muitos jogos que só são vendidos em dados, ou seja, na da de DVD ou Blu-ray. O zeebo, por exemplo, o videogame brasileiro possui tecnologia 3G imbutida. Ótimo isso, não é? Agora quem vamos culpar?

    Abração!!!!!!!!

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita e o seu comentário! É sempre bom receber o retorno dos leitores.

Todas as opiniões são livres, porém não serão aceitos comentários anônimos e tampouco comentários ofensivos, discriminatórios e que não prezam pelos princípios da boa convivência - o autor do blog reserva a si o direito de excluir comentários com tais temas.

Volte sempre! =)

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails