sábado, dezembro 15, 2012

Diário do fim do mundo


(clique na imagem para vê-la em tamanho maior) 


Segunda-feira, 17 de Dezembro, 2012 – começou a contagem regressiva. Ou seria “contagem depressiva”? Faltam poucos dias para o mundo acabar e nem escolhi uma roupa ainda. Eu nunca sei o que vestir nesses eventos. Bom, depois eu penso nisso. Hoje é a última segunda-feira da história e eu vou para o trabalho. Acordei cedo, animado e registro logo pela manhã o meu roteiro para este dia com coisas que eu sempre tive vontade de fazer nos últimos 5 anos: me declarar para a secretária, arrebentar aquela impressora diabólica, chamar aquele patrão idiota e sabotar todo o sistema da empresa. Eles merecem! E depois vou ao cinema. 


Terça-feira, 18 de Dezembro, 2012Não fiz nada daquilo que planejei ontem. A secretária continuou me esnobando, a impressora continuou rebelde (impressoras são instrumentos diabólicos!), o patrão me chamou de idiota e fiz todo o trabalho rotineiro no sistema da empresa. E não fui ao cinema. Passei em frente a uma concessionária e vi o carro dos meus sonhos por um preço que eu teria que trabalhar 10 anos sem férias e sem gastos supérfluos - como alimentação - para poder pagá-lo. Mas dane-se:  já que o mundo vai acabar, que eu realize ao menos um sonho, não é? 

Quarta-feira, 19 de Dezembro, 2012Acordei todo moído esta manhã. Na volta do trabalho o ônibus quebrou e eu preferi voltar a pé para casa, não quis esperar outro transporte.  Pois é, não comprei o carro: como estou com o nome sujo no SPC, não pude fazer o financiamento.  Mas pensei melhor e decidi que vou fazer uma grande festa aqui em casa no dia 21, o último dia deste bom e velho mundo. Vou convidar o pessoal lá do trabalho... não, nem todos, pois vou me demitir hoje e arranjarei vários inimigos na véspera do fim. Lá da empresa vou chamar apenas a secretária e o office-boy que descola uns cigarrinhos para a galera. Vou chamar os caras do time, um pessoal lá do boteco e chamar umas strippers para animar o povo. E uma banda, claro. Vou pensar em um nome legal para a festa! 

Quinta-feira, 20 de Dezembro, 2012A “Última festa da sua vida” (não consegui achar um nome melhor) foi cancelada. Pudera: assim que cheguei à empresa, a secretária me esnobou e se declarou para o office-boy; o patrão chegou com um visual de surfista ( camiseta regata, bermuda, sandália e, claro, uma prancha de surf), subiu na mesa e gritou para todo o escritório: “Vocês todos estão demitidos, seus escravos imbecis! E nem passem no departamento pessoal para acertarem as contas – não terão tempo para gastar o seguro-desemprego! Chupa!!!”; corri pelo corredor para alcançar a impressora maldita mas cheguei tarde: o auxiliar de escritório, a recepcionista e o analista contábil já estavam chutando e pisoteando o que sobrou da máquina.

O jeito foi telefonar para os caras do time e falar da festa, mas alguns alegavam que iriam aguardar o fim do mundo com a família. Tive pena do Miltinho, todo perdido entre esperar o fim com a família ou com a amante - e ele aflito me pedindo conselhos, mas quem mandou procurar sarna para se coçar?; o Careca, pô, eu considerava muito o cara e pensei que a recíproca era a mesma, mas quando telefonei para ele o cara começou a falar tudo o que pensava sobre mim – e não foi com termos gentis; o Betão falou que iria aguardar o fim na igreja e o Zeca cavou um buraco no quintal de casa. Tentei as strippers, mas todas já tinham agendado apresentações em festinhas com semanas de antecedência.

Restou passar no mercadinho e saquear umas latas de cerveja – sim, saquear, pois o povo enlouqueceu e o dono simplesmente abandonou os negócios. Ainda tive a sorte de conseguir três pacotinhos de amendoim japonês. 


Sexta-feira, 21 de Dezembro de 2012.

Prezado planetinha azul,

Hoje a sua trajetória no universo chega ao fim.  Eu nunca entendi as expectativas exageradas dos seres humanos apostando no fim dos tempos: perto do ano 1000 já falavam em  “Juízo final” e como você continuou aí firme e forte, surgiram profetas, videntes e a máxima “a mil chegará, mas de dois mil não passará”. 


A verdade, querido planetinha, é que não somos tão espertos assim. Qualquer cometinha passando perto daqui e somos tomados pelo pânico, como se fosse acontecer a tragédia que dizimou os antigos moradores de suas dependências, os dinossauros – dizem que foi um meteoro o responsável pela extinção dos bichos. Mas é interessante notar que temos certo gosto pela catástrofe. Filmes, literaturas e profecias sobre o “fim do mundo” fazem sucesso por aqui. Perto do ano 2000 os “best-sellers” nas livrarias eram obras relacionadas às profecias de Nostradamus; hoje é a vez do calendário maia: a civilização maia era muito boa em astronomia e criou um calendário (bem complexo, diga-se de passagem) de ciclos; 2012 é apenas o fim de um ciclo de acordo com aquele calendário, mas alguns místicos confundiram tudo e saíram por aí espalhando que era o “fim do mundo”. 

Convenhamos, mundo velho de guerra: 2012 foi mesmo um ano muito estranho! Os próprios astrônomos registraram explosões solares com atividades bastante violentas; alguns políticos, no Brasil, foram julgados e condenados à cadeia por corrupção – se eles cumprirão as penas é outra história; o Corinthians foi campeão da Taça Libertadores da América e o Palmeiras foi rebaixado de novo; Sílvio Santos parou de pintar o cabelo – por um período; e quase que o grupo “É o Tchan!” retornou com sua formação original!   

É claro que eu não acredito em nada do que essas profecias ( Nostradamus, maias, Edgar Cayce, Mãe Diná) dizem - acredito apenas em meu horóscopo alertando que hoje é não é um bom dia para tratar dos assuntos regidos por Marte, embora eu não tenha assuntos a tratar por lá. Contudo, como bem lembra um ditado espanhol, “yo no creo em brujas, pero que las hay, las hay”. 


Foi muito bom conviver contigo, simpático planetinha. Vai desculpando o lixo que eu produzi durante meus 30 e poucos anos de existência e de como eu me aproveitei de seus recursos sem dar nada em troca. Esta primeira cerveja, das muitas que eu consegui saquear, é dedicada a você, in memorian

Adeus, mundo cruel.

15 comentários:

  1. Olá, Jaime.
    Ótimo texto; pior o que ter de esperar o mundo acabar é não poder despedir-se dele apropriadamente.
    Decepção em dobro.
    Acho que sempre teremos um "Fim do Mundo" da moda, já que é muito mais fácil para muitas pessoas colocar a culpa no além (ou nos astros, que estão nem aí pra nós) de que ser responsabilizado por seus atos e ser obrigado a prestar conta do que fez na vida.
    Enquanto isso, muitos espertalhões aproveitam para vender literatura sensacionalista que, sinceramente, é o fim.
    Abraço e bom final de semana pra ti, Jaime.

    ResponderExcluir
  2. "acredito apenas em meu horóscopo alertando que hoje é não é um bom dia para tratar dos assuntos regidos por Marte, embora eu não tenha assuntos a tratar por lá." Uahahahahhahahah tb não sei o que tenho que fazer por lá, sempre pago as contas no bar.

    ResponderExcluir
  3. Cê sabe que tô com uma dor no estômago,né meu amigo?
    Jaiminho...
    volto com calma para digerir melhor teu texto! hehe
    Beijos e ótimo fim de semana!

    ResponderExcluir
  4. Jaime,

    Divertido o teu ponto de vista, e a semana planejada. Minha ansiedade é pelo jogo de logo mais.
    Quanto ao dia 21, eu digo: Vem, Senhor Jesus. Pois ele vem um dia.

    =)
    Marcos

    ResponderExcluir
  5. nossaaaaaa eu que não bebo mais, morri,então?

    ResponderExcluir
  6. Parabéns, professor,pela profecia.A minha vidente disse que viverei até os 99 anos,portanto...
    Beijão
    Neli

    ResponderExcluir
  7. Jaiminho, querido amigo!
    Voltei... antes do fim do mundo, né?
    Adorei o texto! E fiquei pensando numa coisa, e vá que essa profecia for verdadeira... e quanto ainda tinha para fazer... :)
    Mas o balanço, pelo menos de final de ano, não de mundo, é inevitável e bom, penso eu: as acertadas e erradas. Parece-me bom rever um pouquinho de cada coisa, e as importantes, mesmo que até algumas que nem pareçam importantes podem nos ter definido coisas importantes.
    Pois viva o fim de mundo, ops! Ano! E por aí vamos...

    Beijos e um ótimo Natal e ano novo!
    Meu comentário foi um comentário desbotado, mas quis vir hoje, pois sabia que seria um momento mais ligth, que talvez minha semana de fim de mundo não me permita haha

    ResponderExcluir
  8. Nossa!Que semaninha,hein.. foi o próprio fim do mundo,rs.
    As pessoas não se dão conta que o mundo se acaba a cada dia..Já chegamos ao ápice do caos,só falta explodir tudo.
    O fim do mundo é a corrupção;o fim do mundo é a violência;o fim do mundo é o desemprego;o fim do mundo é a falta de Educação;o fim do mundo é a falta de humanidade;o fim do mundo é pensar que o fim do mundo AINDA vai chegar,ora!,ele já está aí..
    O fim já chegou e faz tempo,e não precisa de nenhum calendário Maia para sabermos disso..
    Como diz a letra da música:"O inferno são os outros.." Digo mais,o inferno é aqui..Muito triste! Esse mundo que já morreu faz tempo..

    ResponderExcluir
  9. Jaiminho,

    Tudo bem? Acho que vou começar fazer a minha semana. Adoro resoluções de final de ano e quem dirá as de final de mundo.
    Para começar, vou começar por aqui:
    Nesse mundo que se vai trabalhei muito e ainda estou com pendências, mas agora não tenho tempo hábil para fazer o que é necessário e fico infeliz com essa agenda tão curta. Tinha prazos para cumprir e contas a pagar que me deixaram sem um controle das minhas horas de descanso. Fugi da normalidade. Fechei olhos. Fragmentei as distâncias. Infernizei a própria direção do vento. Dei a cara tapa. Abracei o momento. Venci a mim mesma e o amor sobrou. Devo dizer que me esbaldei.........

    Enfim, amigo que venha a nova era e quem sabe nos encontramos nas estrelas.

    Beijos de adeus!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  10. Escrevi na minha cripta...mais um frustrado. Agora que o mundo vai acabar, quem vai ler minha cripta?

    No fim das contas, descobri que não sou humano, sou um vírus que consome e destrói e que o planetinha azul como você cita, deve estar tomando um antibiótico dos fortes.


    Abraço grande amigo.

    ResponderExcluir
  11. Hahaha quase morri de tanto rir com teu post! Vc simplesmente leu minha mente e eu gostaria de ter escrito isso antes! Kkkkkkk
    Acho que eu chitaria minha impressora tb! Kkkkkkkk
    Nossa parabéns mesmo pelo texto! Espero que o mundo nao acabe porque quero ler mais coisas que vc escrever! Kkkk

    ResponderExcluir
  12. Olá Jaime,

    Obrigada pela presença, achei que tinha esquecido da Smareis risoss.
    Esse planetinha azul ainda vai nos dar muitas alegria.
    Seu texto é um dos melhores que já li nessa semana sobre essa coisa de final de ano.
    Eu não acredito nesse calendário dos Maias. O Criador não daria esse direito a um ser humano, nem o seu próprio filho sabe o dia e a hora.O mundo pode até acabar no sábado, mais na sexta que não vai ser.

    Que o brilho do Natal ilumine você todos os dias do Ano Novo com a a mesma intensidade do Amor, da Paz, e da Sabedoria.
    Feliz Natal, e um Novo Ano cheio de muitas realizações.
    Grande beijo em teu coração!
    Refletindo com a Smareis

    ResponderExcluir
  13. Oi Jaime
    Obrigada pelo carinho no meu blog. Vc sabe que seu comentário foi o primeiro do meu blog? Em março deste ano? Te acho um cara muito, mas muito inteligente, tanto que tinha a mesma idéia a respeito do Christian, de que vc era bem mais velho do que vc é kkkkkkkk, só depois que vc postou aquela foto no grupo que deu o maior Ibope que eu vi que vc deve ter a mesma idade que eu, então seu elogio ao meu conto foi muito importante.
    Seu texto, sem comentários, mas vou comentar mesmo assim kkkkkk. Maravilhoso, me fez rir e refletir, porque esse papo de fim do mundo é mesmo uma piada, e vc fez uma ótima reflexão dessa piada do ano, além do Corintians ter sido campeão Mundial, aff.
    Bjão. Fique com Deus. Um 2013 abençoado para ti e tua família!

    ResponderExcluir
  14. UHAUAHUAH Muito bom! A tirinha também foi ótima. Foi bom ter passado por aqui antes do dia 21!

    Um abraço!




    ResponderExcluir

Agradeço sua visita e o seu comentário! É sempre bom receber o retorno dos leitores.

Todas as opiniões são livres, porém não serão aceitos comentários anônimos e tampouco comentários ofensivos, discriminatórios e que não prezam pelos princípios da boa convivência - o autor do blog reserva a si o direito de excluir comentários com tais temas.

Volte sempre! =)

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails