sábado, dezembro 22, 2012

As leituras de 2012

Felizmente, ou infelizmente para alguns, o mundo não acabou – o que acabou foi a tinta dos sacerdotes maias ou mesmo a paciência deles em continuar o calendário. Superado mais um apocalipse que não veio ( aguardem 2033), é hora da famosa “retrospectiva de 2012” que será acompanhada em todos os canais de TV, sites e revistas.

A retrospectiva aqui é um pouco diferente: trata-se dos melhores livros que eu li neste ano cabalístico. Não faço a contagem de quantos livros foram lidos, mas selecionei 06 obras que eu gostei bastante e recomendo aos 3 ou 4 leitores deste bloguezinho. Vamos à listinha.

A GUERRA DAS SALAMANDRAS, de Karel Capek. Ed. Record
“É um livro ao mesmo tempo divertido e trágico, uma sátira a respeito dessa bobagem dramática que é o ser humano, uma espécie que engendra permanentemente seu próprio fim”. As palavras do tradutor da obra-prima de Capek, Luís Carlos Cabral, dão uma boa medida com o que o leitor vai se deparar: a descoberta de uma espécie de salamandras inteligentes logo é vista pelo homem como potencial econômico. As salamandras são escravizadas e passam a movimentar a economia mundial; porém as coisas escapam do controle dos homens e isso pode significar o fim da humanidade. Capek, autor dos ótimos “Histórias Apócrifas” e “Fábrica de robôs”, não perdoa nada: capitalismo, comunismo, Hollywood, superpopulação, ciência... todos são satirizados pelo autor tcheco neste genial, divertido e perturbador livro.

TRILOGIA SUJA DE HAVANA, de Pedro Juan Gutiérrez. Ed. Alfaguara
O autor cubano Pedro Juan é comparado a Bukowski e Henry Miller, inclusive na contra-capa do livro – “uma espécie de Bulowski caribenho ou de Henry Miller de Havana”. Creio que tais comparações acontecem por conta do estilo de Pedro Juan: direto e sem rodeios ao tratar de temas como sexo, fome, violência, prédios caindo aos pedaços, bebidas e trabalho. Neste ponto – da “crueza” das palavras – os autores se equivalem; porém na “Trilogia...” encontramos poesia e sensibilidade ao lado de várias situações explícitas narradas por Pedro Juan - é bom lembrar: o cenário é a Cuba de Fidel nos anos 90, com o fim da União Soviética e bloqueio econômico dos EUA. Outro aspecto bem interessante: é destacada em várias passagens a religiosidade dos cubanos, que lembra bastante o sincretismo religioso praticado sobretudo em Salvador e recôncavo baiano.

UMA CONFRARIA DE TOLOS, de John Kennedy Toole. Ed. Best Bolso
“Aquele gordão esquisito é uma bomba tônica cem por cento garantida. Porra, meu, é só jogar ele por cima de alguém e todo mundo pega a sobra, acaba tudo sendo detonado!” É assim que um dos personagens descreve o anti-herói Ignatius J. Reilly, um intelectual preguiçoso, guloso, egocêntrico, amante da Idade Média e incapaz de sustentar um emprego simples como vendedor de cachorro quente. Ignatius é tão desagradável que nem mesmo a sua mãe o suporta mais o dia todo em casa soltando gases e escrevendo seus tratados. E mesmo assim este “Dom Quixote” de Nova Orleans dos anos 60 consegue ser uma personagem cativante. Um dos melhores livros que eu já li, sem dúvida!

O CORAÇÃO DAS TREVAS, de Joseph Conrad. Clássicos Abril Coleções
“Marlow silenciou e permaneceu sentado, afastado, indistinto e calado, na pose de um Buda meditando. Ninguém se mexeu durante algum tempo”. E foi exatamente assim que eu me senti ao final da leitura deste clássico de Conrad, como se fosse um tripulante do Nellie. O romance, com pouco mais de 100 páginas, conta a missão de Charles Marlow pela selva africana em busca do Sr. Kurtz, administrador de um posto comercial. Mas o sr. Kurtz não é só isso: ao longo da trama ele vai sendo construído através de relatos e idealizações - o “notável” sr. Kurtz, afinal, existe? A medida que Marlow embrenha pela selva hostil e desconhecida o tom da narrativa se torna mais sombrio – e encontramos a face cruel do colonialismo europeu na África. Um mergulho no coração da alma humana.

O GRANDE GATSBY, de F.Scott Fitzgerald. Penguim Companhia
“Afinal, quem é esse Gatsby? - perguntou Tom de repente. – Algum figurão contrabandista?” Long Island, ilha de Nova Iorque, anos 20 do século passado: festas, glamour, jazz, álcool, jovens e ricos – o sonho americano é retratado neste romance de Fitzgerald, ele próprio egresso da aristocracia. O misterioso Jay Gatsby promove festas suntuosas em sua mansão e ninguém o conhece realmente – apenas Nick Carraway, o narrador que se torna a pessoa “mais próxima” de Gatsby e descobre sua motivação. “O grande Gatsby” é uma obra fantástica: ao lado de tanto glamour e vaidades, há traições, desencantos e amores mal resolvidos. O livro já foi adaptado para o cinema e repetirá a dose em 2013.

TARÁS BULBA, de Nikolai Gogol. Editora 34
Há muito tempo eu queria ler essa obra do ucraniano Nikolau Gogol, autor de contos como “O Nariz”, “Diário de um Louco” e “O Capote”. Tarás Bulba, “um dos velhos e radicais coronéis” dos cossacos, recebe os dois filhos que retornavam dos estudos em um colégio interno de Kiev. Para um cossaco “se emancipar”, é preciso passar pelo serviço militar. Logo, os rapazes estão em campanha, mas um deles – romântico e idealista – desagrada ao pai. As batalhas contra os poloneses são descritas vivamente por Gogol, assim como o estilo despojado e livre dos cossacos.




Tenham todos um excelente 2013, com muitas realizações e ótimas leituras!

18 comentários:

  1. Bizarra coincidência. Tirando A Guerra das Salamandras, que comentei com você, mas não sabia que havia lido. Reli O Grande Gatsby este ano, e o Coração das trevas li no ano passado. Taras Bulba ainda não terminei pq, numa dessas mudanças ele sumiu por um tempo (já o achei. Os outros dois estão na lista. Pois hei de terminar Quarup, J'Acuse e começar o Educação Sentimental! Estranhas coincidências...

    ResponderExcluir
  2. Jaiminho, querido amigo!
    Você entendeu agora porque é difícil comprar um livro para te presentear né? Você lê trocentos livros por ano garoto!
    Confesso sinceramente que não li nenhum destes, ou seja, minha qualidade de comentário vai ser péssima..., mas li com toda a atenção as tuas observações.
    Desejo-te um ótimo ano de 2013, que na verdade, é uma sequência, mas que seja uma sequência para melhor!
    Desculpe o comentário desbotado.
    Beijos e beijos e te cuida!

    ResponderExcluir
  3. Querido professor, 2012 foi um ano de leituras interrompidas. Não me recordo de ter lido algo q me arrebatasse, portanto não posso compartilhar minhas leituras (q foram em grande parte acadêmicas). porém sempre pego dicas nas suas listas/sugestões e certamente a Trilogia Suja de Havana entrará na minha lista de próximas leituras.
    O Coração das Trevas li há algum tempo, após ter lido (e muito influenciada por) O Fantasma do Rei Leopoldo, livro q posso considerar como um dos responsáveis por eu ter escolhido fazer História.

    Bjohnny e um excelente 2013!

    p.s.: não se engane com a demora do próximo fim do mundo, 2013 tem treze letras e isso deve significar alguma coisa... mesmo q seja só pro Zagalo)

    ResponderExcluir
  4. Querido professor, 2012 foi um ano de leituras interrompidas. Não me recordo de ter lido algo q me arrebatasse, portanto não posso compartilhar minhas leituras (q foram em grande parte acadêmicas). porém sempre pego dicas nas suas listas/sugestões e certamente a Trilogia Suja de Havana entrará na minha lista de próximas leituras.
    O Coração das Trevas li há algum tempo, após ter lido (e muito influenciada por) O Fantasma do Rei Leopoldo, livro q posso considerar como um dos responsáveis por eu ter escolhido fazer História.

    Bjohnny e um excelente 2013!

    p.s.: não se engane com a demora do próximo fim do mundo, 2013 tem treze letras e isso deve significar alguma coisa... mesmo q seja só pro Zagalo)

    ResponderExcluir
  5. Querido professor, 2012 foi um ano de leituras interrompidas. Não me recordo de ter lido algo q me arrebatasse, portanto não posso compartilhar minhas leituras (q foram em grande parte acadêmicas). porém sempre pego dicas nas suas listas/sugestões e certamente a Trilogia Suja de Havana entrará na minha lista de próximas leituras.
    O Coração das Trevas li há algum tempo, após ter lido (e muito influenciada por) O Fantasma do Rei Leopoldo, livro q posso considerar como um dos responsáveis por eu ter escolhido fazer História.

    Bjohnny e um excelente 2013!

    p.s.: não se engane com a demora do próximo fim do mundo, 2013 tem treze letras e isso deve significar alguma coisa... mesmo q seja só pro Zagalo)

    ResponderExcluir
  6. Oi Jaiminho,

    Tudo bem? Parabéns pelas leituras! Não li nenhum dos títulos e se falar por aqui, vou falar besteiras. Então, desejo novas frentes em 2013, novos conhecimentos e inspiração para viver, sempre.

    Beijos no coração.

    ResponderExcluir
  7. Muito legais as dicas, Groo! E a coincidência é que estou lendo "O Coração das Trevas" agora! Muito bom mesmo. Semana que vem vou postar minha retrospectiva!
    bjos

    ResponderExcluir
  8. Meu querido, de todos os livros que vc citou, eu quero muito a trilogia suja de Havana. A verdade é que algumas citações e comentários seus, no facebook, me fizeram sentir imensa vontade de lê-lo!!!!

    Excelente 2013 para vc, querido.

    bjks :)

    JoicySorciere => CLIQUE => Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  9. Jaime,

    Agora eu fiquei bolado, que vai haver em 2033? Rapaz, na virada do dia 20 para o dia 21 eu estava escrevendo e olhando o relógio, daí vc calcula o drama: quando deu meia-noite, fiquei ali viado!

    ResponderExcluir
  10. Parceiro, eu também não gosto de contabilizar e nem de quem fica contabilizando a quantidade de livros que lê. Por vezes, fazem isto apenas para parecerem cults e quando perguntamos a respeito, não sabem opinar. Nem sempre ler muito significa absorver.
    Admito minha ignorância literária de não ter lido nenhum dos títulos, porém, Pedro Juan é um dos autores que me atraem.
    Muito legal fazer uma retrospectiva literária de final de ano ao invés de retrospectiva pessoal que há em tantos e tantos blogues, inclusive o meu, rs.

    => CLIQUE => ESCRITOS LISÉRGICOS...

    ResponderExcluir
  11. ANOTADO! Acrescentei dois a minha lista! Valeu a dica.
    bjs

    ResponderExcluir
  12. Li somente três livros esse ano,uma pobreeeza..
    Vou ver se eu leio "O coração das Trevas",me despertou curiosidade.
    Parabéns pelas leituras e obrigada pelas recomendações.

    Beijão,Dani!

    ResponderExcluir
  13. Caramba! Ótimo enriquecimento do intelecto, eu não conhecia nenhum desses livros (Como?), pois é, pois é, estou precisando aperfeiçoar minha lista cultural de livros. Geralmente eu leio livros voltados para a psicologia, mas confesso que preciso diversificar mais...

    Mas sim, Jaime!! :D Como está sendo seu ano novo?
    Que tudo de melhor esteja para acontecer em sua vida!

    Grande Abraço!

    ResponderExcluir
  14. Olá, Jaime.
    Não li nenhum destes aí, valeu pela dica.
    O último livro que li foi Max e os Felinos, de Moacir Scliar, de onde talvez tenha sido tirado a ideia do escritor do aclamado A Vida de Pi (que dizem ter se tornado uma adaptação excelente para o cinema nas mãos de Ang Lee).
    Pretendo ler a série A Torre Negra (o "Senhor dos Anéis" do Stephen King) que também está para virar filme.
    Abraço e desejo um excelente 2013 pra ti, Jaime.

    ResponderExcluir
  15. Adorei teu Blog! Uma leitura inteligente e super agradável.
    Feliz 2013 pra você!

    Abraço

    ResponderExcluir
  16. Olá, querido Jaime!
    Ótimas recomendações. E com a 'falha' do fim do mundo, eu espero que a previsão de Philip Roth, de que a Literatura como a conhecemos vai acabar em 20 anos, falhe. Posso falar com segurança sobre O CORAÇÃO DAS TREVAS, de Joseph Conrad. Clássicos Abril Coleções: o que eu tenho é da Martin Claret. Foi uma das melhores leituras da minha vida. De quebra, ainda preparei-me para ver Apocalypse Now.
    Ticy

    ResponderExcluir
  17. Ah, o Café Quente está de volta...

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita e o seu comentário! É sempre bom receber o retorno dos leitores.

Todas as opiniões são livres, porém não serão aceitos comentários anônimos e tampouco comentários ofensivos, discriminatórios e que não prezam pelos princípios da boa convivência - o autor do blog reserva a si o direito de excluir comentários com tais temas.

Volte sempre! =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...