segunda-feira, janeiro 02, 2012

Depois dos fogos e dos festejos, o que resta?

A primeira segunda-feira do ano novo é um chamado de volta à realidade: a imprensa faz questão de lembrar a sopa de letrinhas dos impostos que escondidos por trás de siglas muitas vezes misteriosas para a população. E segunda-feira pós ano-novo é também dia de “balanço das rodovias estaduais e federais”: o Brasil é um país de motoristas insanos, a julgar pelos números de acidentes, mortos e feridos nesta verdadeira guerra não declarada.

É dia também de retomar o trabalho. Enfrentar aquele trânsito caótico, congestionamentos, transporte público ineficiente; pegar fila para pagar aquela conta que vence daqui a dois dias; é dia de planejar as ações na semana no trabalho, lidar com o patrão que lembra o velho Scrooge antes de ser visitado pelos três espíritos de natal. Ainda bem que as crianças estão em férias – ainda bem?

Voltamos à rotina. Passada a euforia do natal e do reveillon, saudamos o ano novo exatamente como deixamos o anterior: com as pendências e as atribuições de sempre no cotidiano. Claro que há a esperança de um ano melhor. O ser humano é assim: adora a ideia de encerrar um ciclo – ou ciclos - para “começar de novo”. Faremos melhor, faremos diferente, nada será como antes. O que ficou no passado fica lá mesmo, afinal quem vive de passado é museu, não é isso o que dizem?

Há dois dias, na virada do ano, muita gente caprichou nos rituais e nos pedidos. O uso de roupas brancas já é tradição neste período, além das famosas resoluções. Uma das coisas que as pessoas mais pedem é “paz” no ano que se inicia. A cor branca, das roupas ou de alguma peça íntima (!) representa esse estado pacífico que todos esperam.

Talvez aí esteja o problema: “esperar”. Acreditar em energias positivas e bons fluidos faz bem, mas esperar que alguma entidade que rege o universo ou que atue em planos espirituais tenha pena da pobre humanidade e lance sementes de paz na noite da virada de ano mudando, assim, o coração de todas as pessoas é muito comodismo. Tais sementes, aliás, já foram lançadas por palavras e ideias de grandes mestres ao longo da história – o que ficou no passado fica lá mesmo, é assim?

Não dá para vestir roupas de cor branca, abraçar as pessoas e pedir “paz” se não houver um desarmamento de espírito. A vida aí fora é insana, é difícil, é estressante, cada vez mais competitiva, é verdade; porém aquelas mesmas pessoas que pediram por paz há dois dias poderiam acelerar um pouco menos seu automóvel; poderiam ter paciência com os idosos na fila do caixa ou do banco; poderiam tratar aos demais com alguma cortesia; poderiam, enfim, semear a paz que tanto almejam nas atitudes cotidianas.

Ou então depois da queima de fogos tudo o que restará é a fumaça dissipada pelo vento e as imagens registradas pelas câmeras de TV e armazenadas para retrospectivas – novamente nos deparamos com o passado. E não adianta culpar 2012: é apenas mais um ano na contagem do calendário da era Cristã.

19 comentários:

  1. Como eu odeio retrospectivas!!! Acho a coisa mais desnecessária do mundo! Também é um purgante aguentar a vaidade de fim de ano: é roupa pra isso,sapato,mandinga. O que tem de gente que eu conheço que se empetecou todo e não teve nem pro arroz e feijão do dia,mesmo que seja natal ou ano novo,mesmo assim se come,não apenas é pra se exibir. Aí falam: Fulana cadê a sua roupa disso,roupa daquilo,você não vai ver os fogos? Fogos, o caralho cidadão!Só fazem merda em cima de merda o ano todo depois vem com esse papinho de paz e amor na virada,ficar pulando de casa em casa para reparar na vida alheia,principalmente nos trajes alheios e pra ver se conseguem filar alguma gororoba sem pagar nada,afinal gastaram tudo para chamar a atenção. É uma fogueira de vaidades! Aff,prefiro me apartar dessas celebrações e ser cordial,interessante e boa pessoa o ano todo! Nem preciso dizer que concordo com tudo o que você falou na sua postagem! Fiquei muito grata com a sua visita ao meu blog amigo! Beijocas,o espírito é esse!

    ResponderExcluir
  2. Bem, o que dizer, antes dos esclarecimentos, eu era um desses cidadoes que vestia branco no ano novo,mas não mudou em nada minha situação, em quesito sorte ou não. Passei bem largado esse, com a familia bem de boa, bermudão, chinelo...Espero que esse ano as coisas sejam melhores no quesito sorte, mas tenho certeza que se não fizer a minha parte, o ano iria ser ruim de qualquer jeito. Só nos resta tentar ser pessoas melhores.


    Abraço Jaime.

    ResponderExcluir
  3. Jaime,

    A charge me fez lembrar o tal IPTU, que sempre me pareceu um pouco estranho: o cara batalha para quitar todas as mil e não sei quantas prestações do sonho da casa própria, isto em 20 anos, e se parar de pagar no décimo nono ano perde a casa, daí vem o tal imposto porque na verdade ele tem de continuar pagando pela casa dele.

    IPTU é um imposto que eu acho cruel para quem só tem um imóvel: a casa própria; neste caso deveria ser abolido.

    ResponderExcluir
  4. O mundo não muda em instantes assim como num passe de mágica, e a virada do ano não passa de mais um dia após o outro. Mas tem gente que acredita nessas mudanças mágicas que duram as vezes até um dia inteiro, hahahahahahahaha e realmente quando vem o ipva e o iptu a realidade dói...

    Aparece lá no meu blog pra conhecer depois.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  5. É isso que muitas pessoas esperam... a mudança em passe de mágica. Isso em vários aspectos. Elas não se empenham em fazer o melhor, mas querem o melhor. Gostei do seu ponto de vista.

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Jaiminho,
    meu amigo querido!
    Primeiro quero te agradecer o comentário lá no Humoremconto, fiquei um tanto emocionada com o comentariãoooo, sabia? De alguma forma para lá de esquisita, acho que meu texto (um tanto hippie - paz e amor), está completando este teu, e vice-versa... você sentiu isso também? O meu, Revolução das Flores, mais genérico, mas acho que na receita tem o mesmo composto do remédio! rsrs

    Não vejo problema algum em se vestir de branco,dar os não sei quantos pulinhos, acender velas, rezar, cantar... e o que mais? Mas os fogos, sim, só para os bichinhos, sem contar as pessoas mesmo...

    Curiosamente aqui em Porto Alegre dia 30 fez máxima perto de uns 32,33 graus; mas dia 31, na virada, (que deu uma virada mesmo, mas no tempo), estava com uns 16 graus ... ou seja, quem preparou seu vestidinho branco se deu mal (no que me incluo), depois para catar uma roupa meia estação/inverno que seja branca? Virei com rosa... rosa?

    Os místicos (sim, ouvi eles, para rir Jaiminho, só para rir, tá bom?), dizem que vai ser o ano da paixão..., garoto, acho que estão levando a sério isso, tive que tirar do meu perfil meu e-mail, sabia? Não é brincadeira, mas parece.

    O fato que infelizmente a vida é uma sequência, poderia mesmo zerar tudo..., mas não é, e lá fui eu hoje pagar os IPVAssssssssss, simmmm... mais de um, para aproveitar o desconto. E a vida segue... trânsito caótico com a volta da praia, e meu chefe, xiiii... me incomodou um monte hoje (sou eu mesma, você sabe, não é?), mas o meu outro eu, a Cissa-chefe é muito exigente, e não deixou a Cissa-funcionária puxar um ronco, passou café e serviu para ela à tarde toda.

    A vida segue amigo! E as COISAS também (te passo, não esqueci..., não esquenta, tá bom?).
    Queria ter comentado de forma mais inteligente, primeiro comentário do ano..., mas como é uma sequência mesmo, pode não ter sido o primeiro..., fiquei pensando só uma coisa... e se os Maias estão certos mesmo? :)

    Beijinhos, querido amigo!
    Te cuida, tá bom?
    Obrigada por compartilhar esse brilhante texto, eu com um comentário que não fez jus a ele. Perdão. Perdoa?
    Mais beijosss

    ResponderExcluir
  7. Jaiminho, queridinho, já aviso bem rapidinho que, geralmente passo final de ano toda de preto! Só por birra desses rituais. Mas, incrivelmente, depois de muitos anos seguindo essa tradição de passar com a cor negra(desde a adolescência… eita! Muito tempo!!!! ), esse ano passei com um vestido longo, nos tons de azul(mas, nada teve haver com a cor e sim pq o bendito me emagrecia! kkkkkkkkkkkkkk) Por mais que eu fale que não curto cores, querendo ou não, o preto se tornou meu ritual de iniciação(???)… sei lá pq as pessoas sentem mesmo essa necessidade de seguir uma 'simbologia', como se algo fosse mudar de fato. Eu por exemplo, tenho meu ritual da faxina geral!kkkkkkkkkkkk.

    Só sei que é cada louco com sua loucura, no entanto, o que não dá é pra ficar pensando que só isso vai resolver, pois como vc bem disse, dia 2 a vida real volta ao normal. As contas pra pagar… AS CONNNNNTAS PRA PAGAR!??? Vou mudar de assunto…
    Mas, sabe o que mais me irrita? São as metas estipuladas nessa época. As pessoas ainda não entenderam que o lance é AGIR! Fazer projetos não é o problema... tudo bem! O grande "perrépes" é ficar de braços cruzados achando que os "sonhos irão se realizar" como num passe de mágica. Vai entender…

    --
    Adorei seu comentariãããããoooo… sabe que a primeira postagem do ano, lá do Umas e outras é sua caaaaara, né!? Sim… pelo simples(simples?) fato de ser a respeito do Chinaski… Bom, nem preciso completar nada do que vc falou, pq seu aulãããããããããoooooo sobre do velho safado já tá completo! Aprendi tantão aí, heim!? Só acrescento uma coisa, sobre o que vc disse do velho ser [quase] niilista, eu diria(em minha humilde opinião, de pouco conhecedora) que ele é niilista e meio… com certeza!

    Ah, eu adorei as ilustrações de Robert crumb, no livro que estou lendo… simplesmente um casamento entre escrita e ilustrações. Valeu pelo esclarecimento a respeito da literatura Beat(particularmente não sabia a respeito, até a Ana Carolina citar e vc clarear. principalmente mostrando o qto Buk não se encaixa nesse grupo). Pô, Henry Miller fez parte de uma época em minha vida(final da adolescência). Uma época em que as coisas eram muito certinhas/conservadoras e eu procurava algo mais denso pra ler, pra sair da "mesmice literária" em que eu me encontrava… digamos que ele me trouxe algo de muito, digamos, intenso para minhas viagens imaginárias(pô, e como viajei! Aiai… xáquieto! Eu meio que conseguia esses livros no "mercado negro"… mamãe não comprava pra mim… kkkkkkkk). Rá! Vc me fez recordar… olha o tal de "recordar é viver" de novo aqui!

    Valeu por compartilhar… aprendi de montão com vc, Jaime Chinaski! ;)
    Beijocas JoicySorciere => Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  8. Rituais e promessas, fantasias e sonhos. O mundo vai mudar porque a contagem dos dias indica a chegada de um novo ciclo? Mas nós somos os mesmos e continuamos responsáveis por qualquer transformação que nos caiba iniciar. O que é "ano"? Uma caixa de surpresas? Simplesmente, a sequência dos dias, a rotina diária. Se podemos fazer algo, qualquer dia pode ser o primeiro de nosso novo existir.
    Excelente texto!

    Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Jaiminho, querido!
    Obrigada pelo comentário em função do meu comentarião sem-graça e do teu super comentariãooo!!! :)

    Você é muito gentil, além de ser um presentão!

    Na verdade até arranjo tempo, mas estou um tanto desconcentrada para te passar a coisa, mas assim que me organizar, te passo, ok?

    Beijos, bichinho, te cuida por aí!
    Da amiga do paralelo 30 (acho!) rsrs

    ResponderExcluir
  10. Ah! Esqueci de te dizer,
    a procura está enorme pelo "Gaúcho e o baiano", mas não posso dizer aqui quais palavras-chaves de buscas estão levando ao texto, mas... imagina! rsrs
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Vc disse tudo nesse texto,Jaime,principalmente quando fala,no desarmamento de espirito.
    Não há como fazer milagres e ter paz,se nós mesmos vivemos numa guerra silenciosa,um querendo derrubar o outro,um querendo ultrapassar o outro,um querendo ser melhor do que o outro.Enfim...um querendo usar o outro para seus próprios benefícios.
    Acho que a generosidade,a troca sem interesses,a boa vontade,o escutar melhor o outro,já ajudaria bastante.
    Quem sabe por aí começaria um longo caminho para a tão almejada paz.
    Quanto aos ritos de fim de ano?Ja fiz todos,e parei com todos.Roupas brancas,começar o ano com dividas.Comer lentinha,passar o ano sem grana.
    Pular as setes ondinhas?Válido,o mar tem uma energia boa e leva com ela as energias ruins que mandamos e recebemos durante o ano.
    Um ano melhor?Nós fizemos,com sangue,suor e muitas lágrimas, correndo atrás mas se pisotear os outros.Assim no final de ano podemos festejar com dignidade e a consciência tranquila de dever cumprido.
    O que não é o caso da maioria dos políticos.Mas sabe,vou te dizer algo...aqui onde moro em Canoas,está havendo uma grande mudança.O município está crescendo à olhos vistos.Estão nos oferecendo uma saúde melhor,e digo isso pq fiz alguns exames rápidos que demorariam um ano pelos SUS,uma cultura melhor e gratuita,as escolas municipais tem sido muito elogiadas e a infra estrutura da cidade tá ficando bonita.
    Então,tá dando gosto de pagar o IPTU!
    Bom ano pra vc,profe!!!!rsrs
    Bjcas

    ResponderExcluir
  12. Oi Jaime...
    2012 de paz a vc e em vc.

    Olha..o mundo não muda.
    A mudança tem que vir de cada um.
    Somos a mudança que queremos no mundo.
    O resto é utopia.

    Um beijo.......

    ResponderExcluir
  13. Asua charge... hilária... não é que a vidente acerta mesmo??

    beijos...

    ResponderExcluir
  14. "Está tudo como dantes no quartel d’Abrantes".Já dizia o dito.Palavras,precisam ser ditas,mas atitudes,essas sim,mudam o mundo.Isso que eu espero em 2012,mais atitude e menos blábláblá.Isso serve para todos!
    Beijão,Jaime!Bom voltar a comentar nesse espaço inteligente e suave.Um ano lindo pra ti.Dani.

    ResponderExcluir
  15. CHEGUEI MEU LINDO!
    VIM TRAZER MEU ABRAÇO DE ANO NOVO,DESEJAR TUDO QUE TE FAÇAS FELIZ NESTE 2012.
    POSSO TE PEDIR UMA COISA?
    NÃO VOU PEDIR POIS ESTOU COM VERGONHA!
    BJSSSSSSSSSSSS AMADO!

    ResponderExcluir
  16. Oi Jaiminho!!!

    Verdade... É só mais um marco no calendário cristão, não quer dizer que as coisas irão mudar em decorrência de todos usarem branco, preto, amarelo ou sei lá qualquer merda. Mas... Por exemplo eu tenho minhas manias! Até escrevi isso lá no blog... KKKK!!! É a porra da cacinha... Fazer o que? É mania, sabe? tem que ser rosa, amarela,vermelha, uma besteira só! Eu sei, mas não consigo! É quase um TOC! Rsrsrsrs...

    Esse ano eu passei de chinelo, bermuda e camiseta... Largadona, FODA-SE! Tô nem ai, mas a calcinha, bem a calcinha só conto lá no blog! Rsrsrs...

    Mesmo sendo um rito, um calendário ou sei lá o que, gostaria de aproveitar, mesmo assim, e desejar só coisas boas a você (já desejo normal mente, mas a gente acaba aproveitando essa época do ano para isso também)que seja um ano de novidades para você ;o)

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  17. Ah, acho até engraçado esses rituais todos, mas concordo contifgo. Acredito que de nada adianta fazer simpatias e usar cores de roupas se você mesmo nao tomar de fato uma atitude rumo àquilo que deseja, e isso pode ser feito em qualquer tempo, não precisa esperar pela virada do ano.

    Agora, como disse a primeira colega, também ODEIO essas retrospectivas que passam na televisão, com foco nas principais tragédias do ano e dos mortos.

    Abçs! Parabéns pelo post!

    Danilo Moreira
    http://blogpontotres.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. Sobram anseios, falta planejamento.

    Acho que um dos principais motivos para que muita gente se sinta frustrada durante o fim de ano é que elas projetam a mudança que elas querem ver nos outros, e não nelas. E culpam os outros que as "atrapalharam" para a conquista das metas. Ficar esperando por altruísmo e a ajuda dos outros, é pedir para se iludir.

    ResponderExcluir
  19. Oi Jaime, você disse tudo o que acontece, depois de tantas festanças. Adorei essa charge.
    Estou de volta depois de uns dias ausente.
    Desejo uma semana imensa de coisas boas. Obrigada pelo carinho da amizade...Um abraço!

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita e o seu comentário! É sempre bom receber o retorno dos leitores.

Todas as opiniões são livres, porém não serão aceitos comentários anônimos e tampouco comentários ofensivos, discriminatórios e que não prezam pelos princípios da boa convivência - o autor do blog reserva a si o direito de excluir comentários com tais temas.

Volte sempre! =)

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails