quinta-feira, dezembro 30, 2010

Para ter um bom ano novo...

(Esta é uma mensagem programada.Neste momento estou em algum local isolado,em férias)

O ser humano adora ciclos programados e rituais. A natureza tem seus ciclos próprios, como se pode constatar durante as estações do ano, nascimentos e demais eventos.E o homem também possui seus ciclos, porém controlados por calendários e relógios.

Assim, de acordo com este ciclo controlado, chegamos ao final de mais um ano. E neste período assistimos a programas de TV com suas retrospectivas, confraternizações das quais (quase) todo mundo estará vestindo peças de roupas brancas, listinhas de promessas que vão desde “emagrecer 40 quilos”,passando por casamentos,mudança de vida e tantas outras promessas que junto ao ritual de pular as ondas do mar e comer lentilhas serão realizadas,é claro.

Nesta época sempre lembro do saudoso Carlos Drummond de Andrade que dentro de sua sabedoria e simplicidade nos presenteou com o magnífico “Receita de Ano Novo”:

Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor de arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação como todo o tempo já vivido
(mal vivido ou talvez sem sentido)

Para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser,
novo até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?).

Não precisa fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar de arrependido
pelas besteiras consumadas
nem parvamente acreditar
que por decreto da esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.

Para ganhar um ano-novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.

É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.


Mesmo se tratando de um mero simbolismo – pois as mudanças dependem de cada um, independente de números ou rituais - desejo a todos vocês um ano de 2011 excelente!

6 comentários:

  1. Grande Dru-dru! Feliz ano novo, Groo! =) bjos, Cris (agora, de blog novo! =D)

    ResponderExcluir
  2. desejo a todos os homens do tipo homem que comessem um ânus novo com o pé na jaca e o culhão direito, pegando muita piguancha no calçadão de Copacabana!

    =D
    Marcos

    ResponderExcluir
  3. gostei do que vi por aqui! Se puder visite o meu blog. Um abraço!
    http://pensamentosduneto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. As mudanças que quase todos preconizam são uma espécie de alheamento. rsrs. Se não começar de dentro para fora, nunca ultrapassaremos os meros rituais. Muito bom, meu grande amigo. Muito bom também ter partilhado de sua companhia neste que se foi. Espero que tenhamos muita saúde, disposição e alegria durante todo o 2011 e possamos continuar dividindo impressões, ideias e ideais, além de fraternidade. Meu abraço. paz e bem.

    ResponderExcluir
  5. Desejo um maravilhoso ano para você!

    Beijão!!!


    PS: não sei porque, mas sempre que passa essas retrospectivas do ano, me sinto mal e não consigo assistir!!

    ResponderExcluir
  6. Olá, Jaime!

    Obrigada pelo comentário no blog!

    É tão gostoso quando a gente encontra um livro bacana "ao acaso" na livraria! Pra mim também foi uma grata surpresa. Depois do "Histórias apócrifas" tente "A guerra das Salamandras". Não sei se está fora de catálogo, o meu é bastante antigo, mas é uma leitura muito bacana.

    Abs e vamos trocando figurinhas!


    Fernanda

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita e o seu comentário! É sempre bom receber o retorno dos leitores.

Todas as opiniões são livres, porém não serão aceitos comentários anônimos e tampouco comentários ofensivos, discriminatórios e que não prezam pelos princípios da boa convivência - o autor do blog reserva a si o direito de excluir comentários com tais temas.

Volte sempre! =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...