terça-feira, julho 27, 2010

Revolta, revolta, revolta!

È revoltante! Clique na imagem e veja a charge em tamanho maior, para sua revolta!

Recentemente dois fatos abalaram o orgulho, o brio e o patriotismo dos brasileiros e receberam resposta à altura da população que tem acesso à internet e ao microblog twitter. Foram episódios revoltantes!

A primeira confusão foi com o ator estadunidense Sylvester Stallone, conhecido por representar papéis de alta carga dramática como John Rambo e Rocky Balboa em filmes dos quais um único soldado dos EUA acaba matando aproximadamente 500 mil soldados asiáticos e consegue com que o russos, no auge da guerra fria, caiam de amores por um pugilista que venceu seu campeão “em plena mãe Rússia”. Tudo para enaltecer a superioridade dos Estados Unidos diante do mundo! É revoltante!

Pois bem, Stallone fez algumas declarações sobre o país que acabaram ferindo o orgulho dos brasileiros. Rambo afirmou que “você pode explodir o país inteiro e eles vão dizer ‘obrigado, e aqui está um macaco para você levar de volta para casa’.” E continuou: “Os policiais de lá usam camisetas com uma caveira, duas armas e uma adaga cravada no centro; já imaginou se os policiais de Los Angeles usassem isso? Já mostra o quão problemático é aquele lugar". Rocky Balboa afirmou que isso não passou de piada, é revoltante!

A reação dos brasileiros, revoltados, foi acessar o twitter e descarregar toda a sua fúria com um CALA A BOCA STALLONE, tentando repetir o sucesso mundial do CALA A BOCA GALVÃO. E deu certo, não? O ator acabou pedindo desculpas pela tentativa frustrada de humor. Que humor que nada, isso é pra revoltar qualquer um!

A segunda confusão foi com o piloto Felipe Massa. No grande prêmio da Alemanha de Fórmula 1 o brasileiro, pilotando sua Ferrari, liderava a corrida e seguia tranquilo para a vitória quando recebeu a ordem dos patrões: “Sai da frente e deixa o Alonso passar porque ele tá em melhor colocação no campeonato” – obviamente foi assim que Felipe Massa entendeu a brilhante “mensagem secreta” que o chefe bolou após ler Conan Doyle, Edgar Allan Poe, Agatha Christie e Georges Simenon.

E o fato gerou outra revolta não apenas no twitter, mas também nos blogs e espaços para comentários das versões on-line dos jornais. O termo mais utilizado para se referir ao Felipe Massa foi “covarde” – ei, ele ia perder o emprego, já aconteceu isso uma vez! - e houve até quem inventasse um verbo, o “Barrichelar”: “Felipe Massa barrichelou na Alemanha igual ao Rubinho em 2002”. Que revoltante!

Enquanto esses dois fatos dominaram o twitter, a atenção dos internautas, as conversas e a revolta dos brasileiros, uma notícia que foi divulgada no mesmo período acabou “passando em branco” e não mereceu muita menção e tampouco revolta: o Brasil continua um dos países mais desiguais do mundo e, na América Latina, só é superior na distribuição de renda ao Haiti e à Bolívia. Parafraseando o próprio Stallone, é um lugar problemático.

É revoltante, não? Não parece... o fato não mereceu maior atenção dos internautas que acessam o microblog. Particularmente não levo tão a sério o twitter; no entanto é uma excelente ferramenta de comunicação, divulgação e indexação de notícias -e, claro, diversão - , o que acaba até funcionando como uma espécie de “termômetro” sobre os assuntos que chamam a atenção dos brasileiros que tem acesso ao microblog e à informação – e o que fazer com isso, afinal?

Obviamente o twitter não é composto apenas por modinhas, fãs alucinados do Fiuk, Justin Biba - ou Bieber, sei lá -, Crepúsculo e “pseudo aspirantes a subcelebridades de segunda linha” (!) e nem se trata de conferir rótulos aos usuários, nada disso. Mas é interessante verificar as reações até exageradas de uma considerável quantidade de pessoas para fatos que detonem pueris revoltinhas em 140 caracteres. É revoltante!

Siga-me no twitter e expresse sua revolta CALA A BOCA GROOELAND: www.twitter.com/jaimeguimaraess

13 comentários:

  1. "Fiuk et Stallonius sunt correlatum"
    Cícero

    Novo endereço Groo!

    ResponderExcluir
  2. Olá, meu amigo Jaime! Olhe, eu ainda não pensei em uma alternativa viável, mas fico pensando sobre esse nosso modelo de democracia representativa, onde acabamos outorgando toda a responsabilidade de cada um e de todos juntos, nas mãos de representantes(?) do povo. Isso não estaria transferindo as atenções para assuntos mais picantes, como nos exemplos que você bem citou? E o restante , deixado para ser pensado e resolvido por nosso ilustres representantes, afinal , em tese, não seria para isso que os escolhemos com tanto zelo?(sic). Qual assunto do cotidiano das pessoas interessa mais a elas? a situação real do país, portanto de cada um em particular ou o glamour simbólico que ostentamos? Sei, não, mas desconfio de muita coisa.Seu texto me deixou assim, cheio das elucubrações. Valeu, mestre! Abraço grande. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  3. Em uma palavra? pseudopatriotismo.
    E tem mais um fato que o "povão super antenado" do twitter e afins não se lembrou. 2010 = ano de eleição. E estão mais preocupados em se revoltar com coisas sem importancia. Stallone, amigo... até que não estas completamente errado, viu....

    ResponderExcluir
  4. Em meio a tantos protestos no twitter lancei o meu:

    "O Brasil já tem muitos problemas (sérios) para ficar com raivinha de gringo...E outra, não vi nada de demais no que o moço boca torta falou."
    "Brasileiro tem que aprender a não ficar babando o ovo de gringo.Com raivinha do Stalone? Aprende e da próxima n abre as pernas..."

    Perdi 3 followers por conta disso, mas não me abalei! O povo perde muito tempo com bobagens e o que deve ser realmente discutido, ninguém quer falar!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Concordo contigo. O twitter é um ótimo termômetro em relação ao que anda rolando por aí. É muito engraçado porque, ultimamente, há assuntos que só fico por dentro através dele. Foi o caso do episódio Stallone: "Que porra é essa?" - pensei. Aí, fui dar uma conferida e me pus a par de tudo.

    Sabe que quando li sobre o Fiuk, me veio à cabeça o lance dele com o tal Felipe Neto - não é Melo, é Neto mesmo! Uahahhaha!!! Conhece o cara? Pois é, é um ator de 24 anos que lançou um videoblog, incorporando uma personagem mal humorada que fala de tudo e de todos. Seu vídeo mais famoso foi sobre a modinha "Crepúsculo", que teve mais de três mil acessos - até onde eu sei. Gosto do Felipe e do humor dele, nem um pouco politicamente correto, mas, às vezes, o cara parece trazer a personagem pra vida real. Pra mim, isso ficou bem claro quando ele e o Fiuk se envolveram num bate-boca no microblog.

    É, meu caro... essa é a internet brasileira! E no meio disso tudo, há fatos que realmente passam despercebidos.

    Ah, gostei muito do seu comentário no "Diz"!

    Abração, meu velho!

    ResponderExcluir
  6. Olá, professor!

    Reportagens "sérias" nos Segundos Cadernos da vida, apontam para os usuários do Twitter como a "classe média pensante". Somos o supra-sumo da sociedade brasileira, alvo dos publicitários, dos políticos, das emissoras de rádio e tv, dos portais da Internet, as maiores redes varejistas nos querem como clientes e... somos uns bobões.
    Protesta-se com o teclado em punho contra tanta coisa, mas qndo se sai da frente do computador e chega a hora da ação real se faz o q?
    Stallone revoltou pessoas q se comportaram como quem nunca contou ou riu de uma piada de português. Pimenta nos olhos dos outros é refresco.
    Já o Massa... &%$@#*&$#! Eu fiquei revoltada. Não com ele, provavelmente eu faria o mesmo se meu chefe mandasse (e os números no meu contracheque cantassem "ne me quitte pas"), mas com a atitude da Ferrari. Tirar o doce da boca de uma criança é muito feio, mesmo qndo se tem outra criança "merecendo" mais o doce.

    bjohnny!

    ResponderExcluir
  7. Retweetei o seguinte tweet esses dias: "Reação de brasileiro revoltado com qualquer coisa: xingar muito no Twitter. O moleque fã do Restart tava certo."
    FONTE: http://twitter.com/thiagofialho/status/19511897429

    Como eu disse uma vez, o brasileiro se preocupa, se "revolta" com o secundário. Milhares de pessoas passando fome, sofrendo golpes, agonizando até a morte em hospitais, tendo parentes assassinados e/ou envolvidos com o tráfico de drogas e... bom, vamos fechar nossos olhos... "Se a gente for se preocupar com tudo isso né..."

    Então para muita gente, o mais fácil é fechar os olhos, fingir que não viu ou está vendo, que as coisas são assim mesmo e que não vão mudar então, conformemos-nos.

    Agora se o Brasil perde um JOGO de Copa do Mundo, é a maior tragédia da Terra e a mídia só fala disso e procura culpados como você escreveu a respeito recentemente aqui no Grooeland.

    Então as pessoas procuram assuntos mais "povão" para mostrar que estão por dentro dos fatos, que tem uma "opinião própria formada".

    O mais vergonhoso de tudo é ver que a juventude do Brasil é assim. Demonstra ódio e revolta com besteiras mas não entendem praticamente nada de política. Sequer devem saber se a eleição desse ano é para presidente ou prefeito. ¬¬

    ---
    Você está convidado a xingar muito no Twitter. Se quiser seguir O CÃO OCIDENTAL, procure @ocaoocidental e xingue com toda a sua força e em CAPS LOCKS!

    ResponderExcluir
  8. Sabe Jaime, eu ficaria surpreso realmente se fosse o contrário: se a fala do Stalonge e a coragem do Massa fosse relativizada e os níveis de distribuição de renda estivessem bombando no twitter !!! Ai eu me preocuparia mesmo !!!

    Está tudo certo, man....

    Acho....

    Daniel Bykoff

    ResponderExcluir
  9. Muito bom o texto! O Twitter é mesmo esse termômetro para saber que tipo de assunto afeta os brasileiros e, não se limitando, o ser humano em geral. Essa repercussão do Stallone eu achei um absurdo, para falar a verdade. Foi igual quando o Robin Williams fez piada com a escolha do Rio como sede de Olimpíada. O Danilo Gentili falou muito bem sobre isso na época, eu lembro bem. Disse que "o brasileiro é uma gorda de 200 quilos que odeia ouvir dizer que está gorda". Não é verdade?

    Acho que Stallone foi sim infeliz na direção de sua "piada", mas se receber críticas é problema para o brasileiro, deveria manter o mundo todo muito longe. E chegou a aparecer boato de boicote ao filme do cara, achei uma falta de propósito: não é porque não concordo com a forma como o diretor vê meu país que vou deixar de ver o filme dele.

    Do Massa nem vou comentar, se ganhasse os milhões que ele ganha faria o mesmo... Fiuk e Justin Bieber são modas passageiras, não adianta nem falar muito porque daqui a pouco eles somem. Um, ator e cantor que não faz nenhuma das duas coisas direito e subiu na vida porque é filho do Fábio Júnior. Outro, cantor, dançarino e músico medíocre que só faz a cabeça das garotinhas de menos de 12 anos... Se alguém leu ISSO e se revoltou, é sinal de que sua mentalidade precisa evoluir. rsrs

    Abraços! :D

    ResponderExcluir
  10. Jaime, serei bem sincera: tudo que vira estardalhaço na boca, ou melhor, nos twitters do povo, eu praticamente ignoro. Leio uma coisinha pra saber do que se trata e quase sempre esçoço um 'Ah, é isso? ¬¬'
    Me impressiona a capacidade de enaltecer coisas pequenas, medianas e ignorar os reais absurdos que ocorrem diariamente e são tidos como 'normais', isso em diversos setores sociais. E outra, desde quando a imagem que o Brasil faz questão de passar é positiva? Isso aqui é tido como oba-oba e puteiro lá fora, perdoe o linguajar chulo e a colocação clichê, mas a grosso modo é isso. Ou será que ninguém mais se embra disso: http://www.nucleodenoticias.com.br/2009/01/10/guia-classifica-mulheres-do-rio-de-maquinas-do-sexo/ ? Isso sim mereceria revolta, mas com certeza muitos já esqueceram. Pasmem! Nem nos esportes podemos ser vistos com alguma dignidade, ao que vejo, mesmo sendo leiga nesse assunto.

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Jaime, serei bem sincera: tudo que vira estardalhaço na boca, ou melhor, nos twitters do povo, eu praticamente ignoro. Leio uma coisinha pra saber do que se trata e quase sempre esboço um 'Ah, é isso? ¬¬'
    Me impressiona a capacidade de enaltecer coisas pequenas, medianas e ignorar os reais absurdos que ocorrem diariamente e são tidos como 'normais', isso em diversos setores sociais. E outra, desde quando a imagem que o Brasil faz questão de passar é positiva? Isso aqui é tido como oba-oba e puteiro lá fora, perdoe o linguajar chulo e a colocação clichê, mas a grosso modo é isso. Ou será que ninguém mais se embra disso: http://www.nucleodenoticias.com.br/2009/01/10/guia-classifica-mulheres-do-rio-de-maquinas-do-sexo/ ? Isso sim mereceria revolta, mas com certeza muitos já esqueceram. Pasmem! Nem nos esportes podemos ser vistos com alguma dignidade mais, ao que vejo, mesmo sendo leiga nesse assunto.

    ResponderExcluir
  13. Olha, eu fiquei muito brava com esse imbecil do Stallone!
    Isso me fez perceber como nós somos considerados nada lá fora.
    Eu já sabia disso, mas só senti na pele neste episódio.
    A galera do primeiro mundo pensa que é tão superior ao resto do mundo... e se esquecem que a maior parte do mundo é feita de pessoas "inferiores" pq a economia de muitos países é ruim.
    É phodaaa!

    Tb fiquei triste com essa notícia sobre a desigualdade, mas isso eu já sabia.
    Por exemplo, vc está em Diadema, uma cidade bem zoada, ela faz divisa com SP, vc entraem SP e percebe instantaneamente como tudo fica melhor e chique... e quadras depois... da-lhe favelas de novo.

    Me interessei pela autora q vc indicou, vou procurar agora mesmo na internet algo dela =)_

    Só hj vi que vc comentou no post da bandeira de político... imagino a sua vergonha... a minha foi pelo serviço de corno e tbm pelo partido que eu não gostava. Me vendi 2 vezes,rs!

    Te recomendo uma passada no oktober viu?
    Tenho certeza que vc iria adorar!
    Não só pelo chopp, a festa é totalmentetemática, vc se sente na Alemanha mesmo, e tem os desfiles muito engraçados e bacanas, as músicas engraçadíssimas, e o clima de festa, todo mundo feliz =)

    Bom resto de semana pra você!

    Um beijão!

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita e o seu comentário! É sempre bom receber o retorno dos leitores.

Todas as opiniões são livres, porém não serão aceitos comentários anônimos e tampouco comentários ofensivos, discriminatórios e que não prezam pelos princípios da boa convivência - o autor do blog reserva a si o direito de excluir comentários com tais temas.

Volte sempre! =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...