terça-feira, julho 14, 2009

A dignidade humana no Brasil é um ato secreto

De vez em quando eu ainda assisto TV, sobretudo telejornais, CQC e um ou outro jogo de futebol, mesmo que meu time não dê muitos motivos para acompanhá-lo. Felizmente a TV não é minha única fonte de informações e notícias.

Mas uma reportagem que assisti em telejornal local (do poderoso e desenvolvido estado da Bahia) mostrava o depósito de lixo da cidade de Barreiras, no Oeste baiano. “Depósito” de lixo é modo de falar, pois se trata de um terreno onde os caminhões e coletores jogam por lá mesmo as sobras e inutilidades do consumo humano.

E justamente por ser um local de sobras e inutilidades estão ali também os chamados “catadores de lixo”, que disputam com ratos e urubus o sustento necessário para sua sobrevivência. Guardadas as devidas proporções, não muito diferente do que eu e você fazemos todos os dias ao lidar com certos ratos e urubus da política, do serviço público, de empresas sacanas que tem marketing bonitinho e produtos que são verdadeiros lixos (e você só descobre depois que paga e utiliza).

O que me chamou a atenção nesta reportagem foi a declaração de uma catadora, que “mora” no local tendo como quintal montanhas e mais montanhas de lixo e sacos plásticos que voam de um lado pra outro na frente do barraco:

- Eu tenho muito orgulho de trabalhar aqui, pois é daqui que tiro meu sustento.

Dificilmente eu fico “chocado” com certas situações, até porque não sou galinha pra chocar ovo e tomo cuidado com aparelhos eletrônicos para não tomar choque. Mas diante da cena e dos fatos mostrados é impossível não lembrar de Manuel Bandeira com seu desconfortável e genial poema “O bicho”.

Alguns podem argumentar que se trata de “dignidade” em tirar (literalmente) o sustento em meio ao lixo, ratos, urubus e outras pragas. Bom, a mulher poderia roubar, explorar crianças ou traficar drogas, então que se dedique ao alpinismo de montanhas de lixo, pelo menos ganha a vida na honestidade, não é? Outros podem argumentar que “alguém precisa fazer o trabalho sujo”. É verdade, mas para isso já temos o Sarney. E o Congresso Nacional inteiro.

Curioso que ao abrir aquele livrinho de piadas chamado “Constituição Brasileira”, logo na primeira piada, digo, artigo, lê-se que o Brasil tem, dentre outros fundamentos, a “dignidade da pessoa humana”. E mais adiante, logo no terceiro artigo, lê-se que um dos objetivos do Brasil é “erradicar a pobreza e a marginalização”. Eu sei, a piada é boa, é engraçada, agora pare de rir.

Infelizmente esta mulher e tantos outros que “tiram o sustento” em condições tão humilhantes não têm escolha, principalmente quando a barriga começa a roncar. Ingenuamente nos perguntamos por que o tal livrinho citado não é levado a sério, nem pelos governantes e nem por nós.

Taí um ato que não deveria ser secreto.
=====

19 comentários:

  1. O bicho, meu deus, era um homem!


    e o pior é que a piada não tem graça.

    ResponderExcluir
  2. Grande Jaime!
    Belíssimo texto. Conseguiu ilustrar bem.

    Como sempre, falou muito e falou muito bonito!
    hehehehe...
    Pois então, meu caro, isto não é um país democrático, isto é um imprério com muita realeza para poucos súditos.

    Dignidade?
    Isto é para os reis!

    aiai... é lamentável ver quanta injustiça, desigualdade e falta de oportunidade há neste país.

    ResponderExcluir
  3. É, Jaimão... Conheço bem de perto essa realidade. A escola em que trabalho fica exatamente ao lado de um desses "depósitos" e, a maioria esmagadora dos nossos alunos, são filhos de catadores. Tenho muita história pra contar, colecionadas ao longo de 11 anos como "quase um local". Concordo contigo! Também fico indignado por saber que esse papo de "dignidade humana" é pura balela. Coisa bonitinha de se ler, mas vazia na prática...

    E pensar que uma vez, num curso de Direito Constitucional (não sou advogado, ok? Foi pra concurso público... Uahahahahaaaa!!!), ouvi que nossa Carta Magna é escrita, analítica, dogmática, eclética, promulgada, rígida, garantia, dirigente e nominalista. Pra quê tantos requisitos senão consegue assegurar o direito maior de todo o ser humano?

    Por isso, fico com o Thiago de Melo:

    http://www.blocosonline.com.br/literatura/poesia/p01/p011101.htm

    Abração, meu velho! E vamos que vamos!

    ResponderExcluir
  4. Li só ate a metade tá xD
    mas então não existe Dignidade humano, um assasino mata um pessoa, é espancado na cadeia ai quem vem? Direito Humanos? Um assasino é um humano?

    www.allersonblogger.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. É Jaime, infelizmente nosso país tem muito a cultuar e muitas pessoas a aprender o verdadeiro sentido de dignidade!
    É triste essa realidade, mais triste ainda é afirmar que é preferível um catador escalar uma montanha de lixo com dignidade, do que roubar, explorar etc... Será que terá solução um dia?!
    Tenho medo disso, pois parece crescer cada dia...

    Bjuss

    ResponderExcluir
  6. Cara, não sabia em qual blog seu comentar, então vou comentar nesse.

    Não é só na Bahia que tem esse tipo de problema, é no Brasil interio, em São Paulo existem muito terrenos 'vazios' que são usados como lixões.
    Reparei numa coisa, vc disse que isso passou num programa da tv local, correto?
    Pq não passa na tv aberta pro Brasil todo ver? Pq não dá audiência, o que dá audiência é pegar uma menina pobre na favela e transformar o dia dela em 'dia de princesa', dá audiência rodar a tarde toda com um helicóptero vendo o trânsito da cidade..e por aí vai. Agora, pessoas disputando restos de comida com ratos, urubus, e outros bichos, não pode passar na tv, afinal, além de não dá audiência, vai 'sujar' a imagem do País. Que diga-se por sinal, o Sarney já a sujou demais.

    É lamentável isso..
    O descaso com nosso povo, o povo literalmente jogado no lixo!

    Mas assim é novo país cara, temos que abaixar a cabeça e deixar o Senado nos roubar...

    Sobre seu comentário, vc tá certíssimo, mas mesmo assim o público vai ao estádio, mesmo com banheiro imundo, estádio todo quebrado, é pq a paixão fala maior, e os clubes não sabem usar a paixão do Brasileiro pelo futebol.

    É isso..

    Abraço!

    ResponderExcluir
  7. Meu comentário não tem nada a ver com o que você escreveu, mas enquanto eu ia lendo seu texto, fiquei imaginando num passado não muito distante (e não foi na época da Ditadura, foi bem mais recentemente) onde questionamentos deste tipo faziam com que quem tinha este tipo de pergunta ou opinião fosse induzido a conhecer algum fundo de rio, ou estudar a raiz de algumas plantas do tipo "mato", ou conhecer a profundidade de um barranco e, mais radical ainda, testar a temperatura das chamas de labaredas na própria pele.

    www.euzer.blogspot.com
    Venha conhecer, sua visita será bem vinda e bem recebida.

    ResponderExcluir
  8. Groo!!

    E quem é que sente a barriga dos outros, roncar na barriga dele?

    A pessoa que prefere tirar do lixão seus sustento do que roubar, é muita dignidade. Muito diferente dos senhores do congresso que não se contentam só com a mixaria que ganham e procuram meios de ganhar mais de forma nada convencional...

    Faço uma extensão dessa sua postagem, sobre as pessoas que vivem mata-a-dentro na região Amazônica. Vivem sobre medo dos protetores do meio ambiante que não fazem nada pelos que lá vivem, e, que possa preservar e viver com dignidade.

    Saudações

    ResponderExcluir
  9. Fiquei aqui lembrando do filme "ESTAMIRA" e no livro da Mary Douglas... UFF!

    ResponderExcluir
  10. Não sei se alguém já citou em um comentário antes de mim, mas seu texto é bem parecido com um curta documental brasileiro chamado "Ilha das Flores", um dos primeiros do Jorge Furtado, sobre um lugar no RS como esse depósito de lixo. O filme é engraçado, assim como seu texto, até certo ponto, e depois dele não dá para sentir nada a não ser indignação. O "livrinho de piadas" aí parece dizer tudo ou quase tudo que não acontece no Brasil por causa de gente como o Sarney e um povo que não se informa para votar e depois não se mexe para protestar. É lamentável que o homem continue sendo tratado como um animal, ou até pior do que isso, porque animal nenhum merece esse tipo de vida. É revoltante.

    Abraço

    ResponderExcluir
  11. Olá Jaime,
    Gostaria de parabenizá-lo pelo blog e pelo post.
    Há razão em suas palavras ao indagar qual o verdadeiro sentido da palavra dignidade. A Constituição brasileira trata-se, a meu ver, de mera formalidade, ou seja, apenas de um documento que dê a impressão do Estado democrático. Apenas a impressão, afinal, como o senhor bem disse, não temos reconhecidos na prática os direitos garantidos por tal Estado democrático redigidos na Constituição. É lamentável que uma carta legislativa tão evoluída não possua a eficácia que gostaríamos que possuísse!
    Aproveito para convidá-lo a visitar meu blog http://antenar-se.blogspot.com

    Abraços,
    Alexandre Fortuna

    ResponderExcluir
  12. haha essa do egoísmo com os livros foi engraçado!! hahah, mas ta valendo neh, eh mal da humanidade!!!

    Estou com votação de novo layout, depois passa la pra escolher tb!!

    Bjuuuus voltarei sempre!^^

    ResponderExcluir
  13. Filosofia por filosofia, tomemos a de Falcão que dizia "eu sei que a burguesia fede mas tem dinheiro pra comprar perfume". É lamntável a realidade de grande parte da população de nosso país que ainda vive em condições subumanas e pior ainda é ver o descaso do governo que permite que copeiros recebam salários acima de 2mil reais por mês e tapem os olhos a essa dura vida fora dos castelos e mansões que os abriga.

    http://bulanabula.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Como o Caio disse acima, o Ilha das flores é bem isso. Pessoas que têm que disputar o resto dos porcos... E sem dúvida o bicho, meu Deus era um homem... Essas cenas me chocam também, Jaime. Mas sabe o que é me choca mais... Não é o fato das pessoas estarem nessa situação deploravel, mas o fato de eu ser impotente e não conseguir mudar isso. É uma pena, meu amigo. Eu queria mudar o mundo na minha adolescência, tinha todas aquelas ideias loucas dos hippies. MAs infelizmente o mundo foi mais forte que eu e me vi incompetente... Já pedi milhões de desculpas ao planeta, mas ele não perdoa...

    BEm, Jaime... Acho que os jornalistas ainda podem fazer muito pelo país se fizerem um jornalismo decente como o de mostrar essas realidades, pelo menos é uma maneira de mostrar que o BRasil é muito maior do que o Leblon.

    E Foi mal Jaime, mas tô num processo Ferrado! Vamos dizer que é pra TV circunferência... rsrs Vc deve ter entendido. To no fim do processo, vamos ver no que dá. Se não der eu vou é aproveitar minhas férias que ainda não pude fazer nada por conta disso. rs

    Abração!!!!!!!

    PS: E choque-se sempre. Inquiete-se, pois é assim que vamos mudar o país e o mundo. A capacidade de se indignar com essas situações nos mostra que ainda temos algum resquício de ética.

    ResponderExcluir
  15. Fico dividida diante dessas situações, pois por um lado é uma condição subhumana e nenhum ser humano deveria passar por isso, mas, por outro lado, pessoas assim que passam por dificuldades, mas mantém a honestidade me fazem ter fé no ser humano ainda.

    Quanto ao resto, difícil chegar a alguma conclusão.

    ResponderExcluir
  16. Groo, o triste é pensar que, fossem outras as prioridades do governo, essa mesma mulher poderia fazer o mesmo "trabalho" sob condições muito diferentes.
    Em muitos lugares, até mesmo em algumas cidades daqui do Brasil, existe preocupação com o lixo. Reciclagem é uma forma de ajudar todos os lados, a sociedade e o planeta.
    É um pena que apenas essa mulher veja a "dignidade" que até o lixo pode ter. Dignidade essa que sobrepuja a de muitos "representantes da nação".

    Um Abraço.

    ResponderExcluir
  17. E ainda falam - políticos, intelectuais, estudantes - de boca cheia que o Brasil é um país democrático. Que democracia é essa em que a fome, o analfabetismo e o desemprego imperam?

    Aqui em Vitória, um jornalista e cineasta (de qualidade duvidosa, preciso deixar claro) produziu um vídeo premiado intitulado "Lugar de Toda Pobreza", sobre o lixão de Vitória. Uma trsiteza, mas acho que esse filme deveria ser veiculado em escolas burguesas para que se possa ver o que é a realidade que desconhecem.

    Eis o link:
    http://www.youtube.com/watch?v=eZC2fHbq-P8

    E do livro:
    http://www.sebodomessias.com.br/sebo/(S(5c2lxknselzwkruz1stqqyiu))/detalheproduto.aspx?idItem=28282



    Abraço, amigo.
    Anda sumido, hem??!

    ResponderExcluir
  18. Querido Amigo,
    Como sempre, uma excelente postagem!

    Ao ler o post e concordar com todas as suas colocações, lembrei-me de uma reportagem que assisti a mais ou menos uns cinco anos atrás, que tratava sobre o mesmo tema.

    Na reportagem, que com certeza não era muito diferente da que você assistiu, as cenas e os casos contados eram chocantes e degradantes, mas nem por isso as autoridades mudaram o sistema. Nem por isso essas pessoas miseráveis deixaram de ser miseráveis. Depois de tanta comoção, nada mudou e parece que tão cedo mudará. Isso é revoltante!

    Mas nem tudo está totalmente perdido. Acredito que todas as pessoas conscientes deveriam fazer a sua parte, da forma que fosse possivel.

    Que seja escrevendo sobre esse e outros temas igualmente importantes e divulgando suas idéias, como você fez aqui... pelo menos a internet está a nosso favor!

    Só não acho certo vivermos a nossa vida, cruzar os braços e fingir que nada de ruim está acontecendo, perto ou mesmo longe de nós. Parece meio batido falar assim, mas é a mais dura relidade...

    Bjos e até breve!!!

    ResponderExcluir
  19. Parabéns, Jaime, pelo blog. Copiei essa imagem pra uma postagem no meu blog. Está devidamente creditada. ;)
    Abração!

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita e o seu comentário! É sempre bom receber o retorno dos leitores.

Todas as opiniões são livres, porém não serão aceitos comentários anônimos e tampouco comentários ofensivos, discriminatórios e que não prezam pelos princípios da boa convivência - o autor do blog reserva a si o direito de excluir comentários com tais temas.

Volte sempre! =)

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails