sexta-feira, junho 05, 2009

José Manoel, o Zé Mané ( ou como um sujeito fica à mercê da má-vontade burrocrática e estúpida em nome da lei)

Ando muito preocupado com o meu amigo, o bom José Manuel. Tratava-se de um jovem educado, refinado até, bom caráter, articulado (nunca ouvira um palavrão sequer emitido por seus lábios) enfim, um bom candidato para a diplomacia – nem falo de sacerdócio, pois Zé Mané, até onde sei, não é chegado a criancinhas. Mas isso, pelo visto, ficou no passado; ultimamente meu amigo tem estado muito nervoso, falado palavrões pelos cotovelos e arriscaria até a dizer que ele anda revoltado. Tenho até medo que cometa alguma loucura.

Encontrei-o no nosso habitual boteco, que na verdade é a sala de psiquiatria sem glamour e daqueles que não se levam a sério em demasia. Deixei-o falar, sem interrompê-lo, já que desabafo é assim que deve ser.

“Cada vez mais me convenço de que nesta bosta de país o sujeito que é honesto e quer fazer tudo certinho não vai pra frente mesmo. Você sabe, eu sempre condenei o jeitinho e a esperteza que um monte de gente utiliza pra tirar vantagem de alguma situação. Mas isso mudou: não apenas retiro meu veredito como apoio quem se utiliza destes expedientes! Eu falei a você, comprei um monitor destes de LCD, cheio de frescura e de marca que diziam ser muito boa. Tá certo, fui lá e comprei à vista porque esse negócio de prestação e dívida em cartão não presta. E não é que com 15 dias a porra do monitor pifou? Sabe qual foi a pior parte? Foi achar que a culpa era minha. Então verifiquei cabos, corrente elétrica, ligações, tudo normal. O jeito foi levar pra assistência técnica, essa praga dos tempos modernos, só pior que DETRAN, repartição pública e serviços judiciários. Lá ao menos tive um alívio: a culpa não foi minha. Foi problema de fabricação mesmo. Ora, se a culpa não é minha e é defeito do aparelho, o jeito é trocar, não? Não é isso que a lógica e o bom senso pedem? Pois é. A mocinha da assistência técnica me sugeriu voltar à loja e tentar efetuar a troca, pois trata-se de um estabelecimento comercial bem conceituado. Ao chegar na loja um dos gerentes me atendeu e disse que não efetuaria a troca, pois não li as letrinhas miúdas lá da nota fiscal: só efetuamos trocas no prazo de 72 horas após o a venda do produto. Apelei para a política de satisfação do cliente pois um produto que deu defeito com apenas 15 dias é foda! Mas nada feito, os patifes estavam “cumprindo o que a lei determinava”. Juro que vou me lembrar disso. O jeito foi voltar à assistência técnica. A mocinha da recepção de serviço – até jeitosinha – afirmou que o reparo levaria 30 dias. Porra, 30 dias! Esses malditos chineses fabricam uma porcaria de monitor em 10 minutos e esses filhos da puta não querem simplesmente trocar meu LCD detonado por um novo, seria bem mais fácil. Mas não, tem que ser tudo do jeito difícil pra foder com o consumidor. Filhos da puta é o que são! Mas é porque tá na garantia, aposto que se eu pagasse o serviço andava rapidinho! Então deixei a merda do monitor lá pra eles arrumarem sei lá que diabo e fui ao PROCON. Porra, eu poderia fazer qualquer coisa naquele dia, afinal era meu aniversário, mas você sabe como eu sou. Quando expliquei o caso para a atendente lá – não era assim tão bonita, mas uma simpatia só – ela simplesmente disse que tanto a loja quanto a assistência técnica estavam com a razão e amparadas pela lei. Perguntei, então: e o trouxa aqui é quem sai no prejuízo, não? Porque a loja simplesmente me disse “se vira” e a assistência técnica só me deu uma alternativa e nem sequer um monitor substituto enquanto o novo ficava lá no estaleiro. A moça me disse que se eu reunisse provas de eu que fui prejudicado durante este período eu poderia entrar com ação no tribunal de pequenas causas, mas ela mesma me disse que isso demora de 45 a 60 dias. Agradeci à moça pela sinceridade e saí dali pensando na puta humilhação, é, é humilhação o que passei e nessas leis que só fodem com o sujeito. Eu deveria era imitar o Michael Douglas no filme 'Dia de Fúria', quem sabe assim eu resolveria meu problema? Porra, essa cerveja tá quente, traz outra, que saco!”

Na verdade eu compreendo meu amigo. Zé Mané é todo certinho e formal, Zé Mane é educadinho demais, Zé Mané ainda acredita em “palavra”, Zé Mané é dócil, um gentleman. Geralmente estas pessoas, quando sofrem alguma injustiça surtam de vez ou acabam se fragilizando cada vez mais, impotentes diante do mundo das leis das “otoridades” e até dos espertos. Crescem com ideais e valores nobres até serem engolidos pelo monstro deformado e burro chamado “Burrocracia” - eu sei, uma "monstra", filha da ponte que caiu. Eu realmente estou preocupado com meu amigo Zé Mané. Se ele ao menos escrevesse, poderia expurgar suas revoltas, suas frustrações. Até daria um bom escritor, honesto e sem floreios, que é o que precisa nossa literatura.

36 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Buenas tardes!

    Querido Zé, digo, Groo, ao menos o caso do seu monitor, ops, do Zé Mané, redeu uma boa postagem!

    É aquela velha história (se não me engano, da MTV): "Desliga a TV e vá ler um livro!, no seu caso, quero dizer, no caso dele, 'Pare de tc com a Garota, desiliga o monitor e vá ler o livro que eu te dei' (ok, ainda não está aí, mas deve chegar em breve, assim espero! kkkkkkkk...).

    De manutenção enrolada eu entendo.

    Lembra o caso do meu notebook, né?

    Pois então, só na próxima semana eu vou ter uma resposta e o pior de tudo, é que nem um 'barraco básico' eu posso fazre porque eles estão com minha máquina e podem me sacanear, ainda mais.

    É uma dureza...

    Diga ao Zé para passar lá em casa, ele pode chorar as mágoas no meu colinho, enquanto lemos alguma coisa agradável, longe dessa tecnologia toda, vice?

    Kiso

    ;)

    ResponderExcluir
  3. E aí, meu bom e "mais velho" Groo! Tudo em riba?

    Cara, não conhecia esse seu alter-ego, Zé Mané, digo, José Manoel...

    Rsrsrsrsrs!

    Meu amigo, acho que você descobriu o óbvio: nesse país, tudo, inclusive a Legislação, foi feito pra beneficar todo mundo, menos quem realmente precisa: nós!

    Talvez você, quero dizer, o Zé, devesse ter dado uma de Michael Douglas mesmo. Lembra quando o cara entra num Mc Donald's da vida, olha o sanduba que pediu, olha o do cardápio, compara e vê que tinha levado a pior?

    Bom, o resto da história, o amigo já conhece...

    Rsrsrsrsrsrsrsrs!

    Calma, Groo... Se quiser, te ensino um mantra, pra ficar mais calminho. Lá no blog mesmo, escrevi sobre um: "Os 30 são os novos 20, os 30 são os novos 20..."

    Uahahahahhaaaaaaaaa!!!!

    Abração, meu velho!

    ResponderExcluir
  4. Groo, a burocracia foi criada com intuito de ajudar, mas só tem Fo@#$dido a gente. É muita sacanagem no dia do aniversário passar por isso. grande presente, não é? O problema é que a gente quer fazer tudo direito, falando educadamente, mas as empresas sem rosto querem é que nos danemos e o judicário não faz nada. As leis não foram feitas para nós seguirmos, foram feitas pra nos sacanear por e esse pedaço da letra da música de Eddie Vedder chmada Guaranteed é perfeita "I knew the rules but the rules did not know me".

    Somos massa, não temos rosto, como as empresas vão ressarcir alguém que não existe?

    Abração!!!

    ResponderExcluir
  5. Isso me fez lembrar daquele homem q levou sua gelaeira na frente da loja onde ele a comprou e a marretou!!! Por motivos parecidos... Rsss

    ResponderExcluir
  6. Essa história de satisfação do cliente é coisa só pra eles, os donos da loja em que voc~e comprou o monitor.
    Já passei por uma situação parecida e no final das contas tive que deixar o produto na assistência técnica por quase dois meses.

    ResponderExcluir
  7. Pôxa, revoltante!
    E o pior é que isso sempre acontece por aí. Conheço casos e casos...

    O jeito é esperar e "dormir com esse barulho". Se o Zé Mané conseguir, é claro!

    Bjão!

    ResponderExcluir
  8. Eh como dizem msm, agentee tenta ser honesto e tal, pra vim um e cometer injunstiçaa !

    :(

    ResponderExcluir
  9. Adorei o blog, muito humor e preocupação com a situação social. Parabens!
    Adorei o Zé Mané...
    Acessa o meu blog, é bem similar:

    http://aprendizdepoeta.zip.net/index.html

    ResponderExcluir
  10. Muito bom o texto!
    E é sempre assim com nós, pobre consumidores...
    Pensando bem, todos nós somos Zés Manés e o governo os espertalhões. =S

    Abraços

    ResponderExcluir
  11. Pois eh
    somos todos uns Zé manés
    infelizmente
    gostei do blog.

    ResponderExcluir
  12. Adorei o blog, o post ta bem legal ein, continue assim.
    Retribuindo a vistinha ;)

    ResponderExcluir
  13. Eis o resultado dos consumidores que são mal atendidos, e ficam totalmente insatisfeitos com o que as empresas sem responsabilidade de relacionamento fazem com os clientes.
    Infelizmente isso acontece (e muito) mas, frente o mercado nos dias de hoje, com a tal Crise, uma empresa que tenha um bom relacionamento com o consumidor, faz disso uma força competitiva.

    ResponderExcluir
  14. Pois bem, infelizmente ou felizmente? é meu dever concordar em certos pontos da sua cronica!
    tb odeio a burocracia em todos os niveis! mas, o brasil é grande e se a gente se ligar em tudo isso, para! um abraço e vamo em frente

    ResponderExcluir
  15. É..a gente procura fazer tudo certo,ser gentil,ser dócil e utilizar as palavras para resolver as coisas,mas a droga das pessoas desse país não ajudam.A maior parte da população é um bando de folgados que querem f@%*#$ com todo mundo. Poxa, no dia do aniversário isso acontecer..cara,eu sinto muito.

    Tenta ver o lado bom,como já disseram acima: ao menos lhe rendeu um belo póst.

    sorte pra ti,beijão!

    ResponderExcluir
  16. Acho que um dia tudo vai se encaixar e as coisas vão melhorar! Tenho minhas apostas no Brasil!
    ;**

    Beijos


    http://wanessalins.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. O texto é bom.
    Tem um tema interessante que prende o leitor. Desculpe se não fui inteligente o suficiente, para vc é claro.
    Mas é só isso que achei do seu blog.

    ResponderExcluir
  18. O texto é bom.
    Tem um tema interessante que prende o leitor. Desculpe se não fui inteligente o suficiente, para vc é claro.
    Mas é só isso que achei do seu blog.

    ResponderExcluir
  19. Caraca!! Texto grande e interessante!! Eu acho que sou como o Zé Mané: acredito muito nas palavras, nas pessoas, e só me ferro por isso!!XD
    E, infelizmente, quando alguém me magoa ou algo assim, sempre acabop ficando revoltada ou algo do tipo...
    Parabéns pelo seu blog, adorei!
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Parabéns caro Groo, além de bom blogueiro é bom leitor.
    .
    - Bom blogueiro porque nos traz textos como este do nosso amigo Zé Mané, vulgo, o brasileiro. Em nossa sociedade altamente individualista o Zé Mané só tem dignidade como consumidor e potencial cliente. Após consumir e ser cliente de fato (já gastou o dinheiro) ele perde a dignidade e a importância. De alguma forma relaciono isto com meu texto sobre Analfabetismo Funcional e a postura do brasileiro e aproveito para dizer que:
    .
    - Bom leitor, pois no referido texto de meu blog ele leu (realmente leu) e deixou um comentário inteligente e estimulante. Obrigado.

    ResponderExcluir
  21. Puxa vida, hein! Que texto! Já ouvi falar muito bem do seu blog pelos amigos blogueiros e hoje resolvi lhe visitar. O seu texto reflete uma coisa que está em alta na sociedade: a inversão de valores! As pessoas boas são confundidas com otárias...o que é um grande engano. Mas, por mais que sejamos bons, não devemos nos calar e sempre lutar pelos nossos direitos!

    Abraço

    ResponderExcluir
  22. Groo:

    Na segunda vou bater um papo com você sobre esta sua postagem e sua visita. Estou em casa no not do meu filho, esse treco não vejo muito bem.

    Abs.

    ResponderExcluir
  23. Olá...
    Todos os dias, tenho a vontade de me tornar o ator de Um dia de fúria, principalmente ao ligar a TV...
    E a população - marasmo total.
    Abraços
    Everaldo Ygor

    ResponderExcluir
  24. Poxa, Groo!!
    Que sacanagem, viu!!

    Engraçado que meu pai (que nem é José) também tá passando por uma situação parecida com esta.


    Comprou um celular, o mesmo deu defeito e já tem 2 meses que a empresa não manda uma solução...

    É complicada essa legislação brasileira, em que o consumidor nunca ganha nada.

    SAudades de vir aqui, viu!!
    E obrigada por sua presença lá no Cafezinho...

    Abraço e sorte!!

    ResponderExcluir
  25. Infelizmente quem faz as coisas direito no Brasil é Zé Mané mesmo. Ou você se junta a eles, ou vai ficar tomando rasteira e ficar puto da vida toda vez que der de cara com algo errado.

    Ainda vai levar ANOS para essa situação mudar pois não muda muita coisa a cada geração. É um dèjá vu a cada dia.

    ResponderExcluir
  26. A gente "espera Godot com cara de Jó" prá caramba, né?... Pouco alertas, e muito obedientes...
    Que raiva!
    BJS!

    ResponderExcluir
  27. O problema é que o Brasil não é habitado por brasileiros, mas, pelo menos uns 90% do país é ocupado por Zés Manés.

    Parabéns poor abordar um assunto tão sério com tanta criatividade, sem cair nos mesmos clichês que vemos sempre pela net!!

    Voltarei mais vezes!!!

    ResponderExcluir
  28. Cara, encontrei teu blog por acaso e gostei muito. Escreve muito bem, de um jeito refinado, irônico e crítico. Há, realmente, muitos Zé Manés por aí. EU ouvi falar que até o póprio Procon não passa no teste de qualidade que ele mesmo impõe. E é justamente ele quem deveria nos proteger de casos como o do nosso querido Zé Mané. Mas, o jeito é não desanimar, se é que isto é possível. Abraços!!

    www.danpessoa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  29. Sei que sabe que li, refleti e entendi.
    Me recuso a comentar pois antes vc tinha só 2 ou 3 leitores!
    hahahahahahahhhahaahahhahhahaahha

    ResponderExcluir
  30. Pois é, seu Zé Mané, não se acostumou ainda com a tal modernidade? Lembra dos negócinhos no "fio do bigode"? Pois é, Zé Mané, foram substituídos por isso que chamam de avanços. Somos otários, todos, e pagamos muito bem para isso. Vou concordar com a menina Nat,lá do primeiro comentário: abrande seu coração, desligue o PC e vá ler um livro. hahahah! (não sei de que eu estou rindo!) Paz e bem.

    ResponderExcluir
  31. Acho que cada vez existem mais 'ZÉ MANOEIS' por aí. O problema é que a maioria encontra uma decepção atrás da outra, e como você dizem, acabam sendo engolidas pelo MONSTRO.

    Acho que temos que nos equilibrar. Saber ser Zé Manoel em algumas horas, e sermos espertos em outras. Tudo em exagero é ruim. Foi nisso que o Zé errou.

    Beijos

    ResponderExcluir
  32. Grande Groo!

    É isso mesmo, o tão necessário progresso e desenvolvimento, nos faz vítima dela...... "Os Chinas demoram 10 minutos para construirem um treco e para consertá 30 dias" Rsrsrsrs

    Sobre sua visita, você sempre tem a super sensibiidade para absolver minhas escritas.....acho que a gente caminha pelas mesmas trilhas.

    A única diferênça é que ocê é GENIAAAAAAAAAALLLLLLLLLL.

    Abração

    ResponderExcluir
  33. Já passei por coisa parecida com um MP4 q eu ganhei de natal. Não tinha mais assistencia técnica em SP, de inicio nao conseguia ligar pro atendimento deles, a lj n fez NADA, levei o caso ao procon, pedi o dinheiro de volta e consegui resolver o caso. Período total: 6 meses e meio...

    E só pra complementar, graça sa burrocracia, já tive até uma tia com depressão... pra vc ver como as coisas são...

    Maldita burrocracia...

    Abçs!!!!

    http://blogpontotres.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  34. Já estive aqui :)

    http://martonolympio.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  35. A situação real e, parece que irreversível, da relação comercial é que sempre o consumidor, parte mais fraca da relação, terá tendência a levar desvantagens.

    Se pelos meios competentes, como a Justiça ou o amparo no Código do Consumidor, de se solucionar tais abusos não temos a segurança para que nossos anseios sejam solucionados, parece que o jeito é passar a estar atento a todos as possíveis situações de ricos para nós consumidores no momento de fazer uma compra. Apesar de essa ser uma posição um tanto que condescendente com essa nossa fragilidade no âmbito comercial.

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita e o seu comentário! É sempre bom receber o retorno dos leitores.

Todas as opiniões são livres, porém não serão aceitos comentários anônimos e tampouco comentários ofensivos, discriminatórios e que não prezam pelos princípios da boa convivência - o autor do blog reserva a si o direito de excluir comentários com tais temas.

Volte sempre! =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...