quarta-feira, março 25, 2009

Viva los Paraguay!


Ano de 2008. O mundo passava por uma crise que não havia precedentes em sua historia. As grandes empresas, bancos e especuladores faliram e milhares de pessoas perderam seus empregos. Os especialistas em economia, finanças e administração estavam atônitos, sem saber o que fazer. O mundo precisava de um líder. Um líder ousado e revolucionário, e não estamos falando do Obama.

Este líder surgiu na América do Sul, mais precisamente no Brasil,em 2009. Este líder não era tão carismático quanto tantos outros líderes mundiais, mas teve uma idéia brilhante: mudar o mapa da região. E não foram mudanças apenas no desenho dos mapas. Foram mudanças profundas e significativas, que alavancaram a economia do continente sul-americano.

Desta forma foram criados dois novos países: Paraguay del Norte e República Oriental del Paraguay. Vamos descobrir mais sobre estes recentes vizinhos.

REPÚBLICA ORIENTAL DEL PARAGUAY
A criação da República Oriental del Paraguay foi muito fácil. Desde os tempos de Solano Lopez, em meados do século XIX, o Paraguay sempre ambicionou possuir um litoral, seja no Oceano Pacífico ou no Oceano Atlântico. E por isso o Paraguay envolveu-se em uma guerra terrível contra Brasil, Argentina e Uruguai.

Já o Uruguai possui um litoral que é pouco aproveitado pelos seus habitantes, destacando-se apenas o balneário de Punta del Este. Os uruguaios não ligavam pro mar, queriam apenas um território maior para a criação de gado e a energia de Itaipu, é claro.

Sob a liderança do líder brasileiro e sua competente equipe de geógrafos, foi muito simples fazer a troca: o Uruguai vai pro lugar do Paraguay e este ocupa o território que um dia foi a Província Cisplatina. E assim o novo país foi batizado como República Oriental Del Paraguay e os paraguaios orientais estão muito felizes com suas praias, tanto que o país já possui a nova sensação do surfe mundial, o jovem Pablo Romerito e só por isso o Paraguay virou o novo destino dos surfistas de todo o mundo, promovendo o turismo no país. Isso gerou novos empregos e minimizou os efeitos da crise.

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DEL PARAGUAY DEL NORTE
Já a República Democrática del Paraguay Del Norte teve um processo mais complicado. Tudo começou quando o presidente boliviano Evo Z. Morales aceitou refugiados paraguaios - que se recusaram a mudar de país - em seu território. Sob a alegação de serem perseguidos políticos, o governo boliviano forneceu a eles todos os direitos que os cidadãos bolivianos possuem - inclusive mascar coca e a liberdade para negociar.

Os paraguaios criaram, então, uma espécie de governo paralelo no sul da Bolívia, onde não faltava nada àquela região: aparelhos de TV, DVD, som, celulares e até gás natural made in Paraguay. O presidente Evo Z. Morales tentou expulsar os paraguaios, mas sem sucesso: eles já eram numerosos e os poucos bolivianos que restavam na região já aderiram ao modo de vida paraguaia, inclusive cantando guarânias.

A situação tornou-se insustentável na região quando os refugiados paraguaios começaram a falar em independência. O presidente boliviano enviou tropas do exército com a intenção de acabar com os focos de rebelião e idéias separatistas, mas não houve resultados.

Após violentas manifestações pela independência daquela região, o presidente Evo Z. Morales aceitou os termos sugeridos pelo líder brasileiro e recebeu uma indenização de US$ 1 milhão pelo território mais a construção de uma ferrovia na Bolívia.

E assim foi fundada a República Democrática del Paraguay del Norte, que tem como capital a cidade de San José de La Serra, em homenagem ao cerebral líder brasileiro que teve a brilhante idéia de criar dois Paraguais e, assim, fortalecer a economia da América do Sul.

REPUBLICA DEMOCRATICA DEL PARAGUAY DEL NORTE
Fundada em 2009.
Capital: San José de La Serra
Cidades principais: Dom Fernando Henrique Caballero, Ciudad del Oeste, Crusius City, Fuerte Neves, Doctor Chalita de La Peña
Moeda: o que tiver em mãos
População: 200 mil habitantes. Em finais de semana, 1 milhão de habitantes.
Economia: baseada em eletrônica de subsistência
Religião: mercado
Língua oficial: adaptável (de acordo com o freguês)
Transporte: buracos do metrô começam a ser cavados; o país começa a formar uma malha de rodovias com pedágios.
Fornecimento de água: a água é cristalina e pura da SABESP.
Educação: há faculdades e escolas, todas sob a supervisão de especialistas da Finlândia.
Renda per capita: impossível de se descobrir.

26 comentários:

  1. Vote no GROO! Confira: http://grooeland.blogspot.com/2009/03/vote-no-groo.html ou vá ao post do dia 24/03/2009!

    Conto com seu voto, minha gente! Não me deixem só!

    ResponderExcluir
  2. Eu já falei de minha peripécias em Paraguay del norte. Um lugar bem bacana de se visitar. Parece que o Saara (daqui do Rio), um mercadão aberto tivesse dominado o mundo. Doidaço o Paraguay.

    Uns nem sabem que o Paraguay existe e sequer guerreou contra o Brasil. Lembro que a Inglaterra (o mesmo país que obrigou a libertarem os escravos, porque escravo não podia comprar, então com eles livres maior era o mercado). A Inglaterra fez com que Brasil e Argentina se individassem absurdamente com ela, comprando armas e fez esses dois países imbecis destruirem o país mais próspero que havia (o que irritava os ingleses), então... Todo mundo se fu...

    E que erro GROOtesco esse, hein? Daqui a pouco teremos uma Colômbia do Sudeste, uma Bolívia do leste, Uma venezuela... Não, chega de Venezuela... rs

    Valeu!!!

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. E como afirmava Millor, caro Groo, a Guerra do Paraguay não é contada lá como é aqui.
    São duas guerras distintas. Tive um aluno paraguaio que cantava o hino nacional brasileiro de trás para a frente - e dizia que fazia mais sentido. Segundo ele, era uma piada corrente em Assunción.

    Já eu tenho certa birra com o país, porque já me embriaguei de Juanito Caminador.
    Não deu outra.

    ResponderExcluir
  5. Coitado dos bolivianos, sempre tomando prejuízo (risos)

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  6. infelizmente diviram a america em 3 e jogaram 2 na latrina.

    http://raciocinioquebrado.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Que coisa maluca. Está parecendo alemanhã oriental x alemanhã ocidental... ou a coréia do norte e a do sul...
    sinceramente, na minha opinião não vejo muito sentido nisso...
    só não mostra isso pro sr. Lula, que é bem capaz de ele gostar da idéia e promover mudanças no nosso país! hahaha

    ResponderExcluir
  8. "Economia: baseada em eletrônica de subsistência"

    kkkkk.. Muito boa essa...
    Mais haja criatividade geográfica, hein!

    Parabéns pela indicação no concurso!

    ResponderExcluir
  9. KKK!!

    Ah!

    Vou votar em vc agora mesmo!

    Beijão!!

    ResponderExcluir
  10. Realmente, dois Paraguais no mapa foi uma ótima idéia, pena que tenham sumido com o Equador nos livros didáticos! De certo não acharam relevante, vai saber

    ResponderExcluir
  11. O melhor de ter dois Paraguais é com certeza o aumento do contrabando e da pirataria, pense só nos lucros do país!

    ResponderExcluir
  12. Religião : mercado

    muito bom ! ganhou meu voto...

    ResponderExcluir
  13. Groo,

    O Acre nos tempos de Galvêz, já foi uma nação independente. Tudo é possivel, só não pode pegar corda esse San Serra... ele pode acreditar e levar a sério.

    Quando penso na possibilidade do "sabugo Liso" do Serra assumir uma república, chega doer meus calos. Quando calo doi, tá prevendo tempestade!!! Ui sô.

    Parabéns

    ResponderExcluir
  14. ahahahah
    Adorei!
    Moro no bairro da Móoca e aqui ao lado, o bairro do Bresser também foi invadido, mas pelos bolivianos.
    Espero não encontrar o Evo fazendo uma visita.

    ResponderExcluir
  15. excelente crônica meu caro, terrível erro no entando.... pior é ter que aguentar as piadinhas de ocasião como Pânico e CQC dizendo "Pior seria duas Argentinas" .... ohhhhh !!!! viva o Carlos Alberto de Nóbrega !!!!

    ResponderExcluir
  16. a bandeira foi a melhor parte hauhsuahs

    Meu amigo Groo... Aquela proposta de parceria ainda esta de pé, gosto muito do seu blog.

    Obrigado tchau

    ResponderExcluir
  17. bom saber um pouco mais do Paraguai...absurdo esse lance do mapa errado...

    ResponderExcluir
  18. Rapaz,vc me surpreende a cada dia!Muito bom,rsrssrsr!

    ResponderExcluir
  19. posso criar um país também?
    quero um onde os habitantes consigam falar a própria língua!

    ResponderExcluir
  20. E vamo que vamo Groo!!! Tamo nas cabeças!!! Yes, we can. Yes, we will!!!!

    Valeu!!!!

    ResponderExcluir
  21. posso criar um país também?
    quero um onde os habitantes consigam falar a própria língua! [2]

    Huehueheuh, fla sério!

    www.hisdrean.wordpress.com
    votei em você no concurso da comunidade, vc podia dar uam força pra gente né? Estamos no Hobbies e Profissões.

    ResponderExcluir
  22. Só não gosto destas fronteiras que permitem a circulação de drogas..que acabam com os lares brasileiros..
    Eita brasil coloquem mais fiscalização..

    adorei o blogg

    ResponderExcluir
  23. É eu fiquei sabendo que o Paraguai subiu um pouco na América do sul.
    Depois disso fique sabendo que o gauchos queriam o Peru perto deles.

    http://danielisso.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  24. Ei, gostaria muito de morar no Paraguay Oriental.

    "Jose de la Serra"... AHAHAHAHAHAHAHAHAH

    ResponderExcluir
  25. Que merda...hauahuahauhaua.Mas bastante criativo.Parabens cara

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita e o seu comentário! É sempre bom receber o retorno dos leitores.

Todas as opiniões são livres, porém não serão aceitos comentários anônimos e tampouco comentários ofensivos, discriminatórios e que não prezam pelos princípios da boa convivência - o autor do blog reserva a si o direito de excluir comentários com tais temas.

Volte sempre! =)

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails