quarta-feira, dezembro 30, 2015

Breve retrospectiva 2015 através de charges

2015 foi um ano intenso sob vários aspectos. Crise política, desastre ambiental, operação "Lava Jato", manifestações, greves de professores... . 

Alguns destes acontecimentos foram retratados por diversos artistas através de charges e cartoons. Como eu rabisco alguma coisa de vez em quando, resolvi publicar uma breve (e incompleta) retrospectiva deste ano através dos meus desenhos. É bom lembrar que a charge, conforme a definição encontrada na Wikipedia, é "uma crítica político-social onde o artista expressa graficamente sua visão sobre determinadas situações cotidianas através do humor e da sátira".  

Uma das expressões que mais ouvimos ao longo deste ano foi "corte" por parte do governo federal. Pena que não foram cortes de cabelo:


A sonda espacial New Horizons chegou até Plutão, em uma viagem que durou 7 longos anos.  Não há evidências de vida no planeta, mas fico imaginando o que os plutonianos pensariam (se eles existissem) sobre o comportamento dos seres humanos. 


Eles certamente teriam sábios conselhos para a humanidade: 



E por falar em aconselhamento, a escritora Ruth Rocha não é fã do Harry Potter e não seria problema nenhum se ela parasse por aí mesmo




A operação lava jato colocou políticos e empresários em maus lençóis - um esquema de corrupção de fazer inveja a "bandidos profissionais". 


Por falar nisso, um nome começa a se destacar neste cenário: Eduardo Cunha. E um belo dia o japonês da Polícia Federal chegou até ele



Falando em dinheiro - ou a falta dele - tivemos mais uma edição da Black Fraude, digo, Black Friday no Brasil. 

Com tantas notícias sobre corrupção, crise econômica e coisa e tal, uma coisa permanece igual: a péssima remuneração dos professores. Mais um ano em que a Lei do Piso do Magistério continua sendo descumprida por diversos estados e municípios. 



Duas tragédias aconteceram no segundo semestre: os atentados em Paris  e o desastre em Mariana, MG. E nas redes sociais, principalmente no Facebook, a insana "disputa" pelo "monopólio do sofrimento". 


E já ouviram falar na expressão "a raposa tomando conta do galinheiro"? Pois é:

                                   

No futebol brasileiro, tivemos a despedida do goleiro Rogério Ceni:

                         

O título do Palmeiras na Copa do Brasil - com a colaboração do Nilson, "atacante" do Santos que perdeu UM GOL incrível

                              
E o rebaixamento do Vasco:

                                             


E falando em rebaixamento, uma palavrinha que não ouvíamos desde a década de 90 voltou à cena: impeachment. Graças a ele, Eduardo Cunha, que soltou a bomba pra ver o estrago. 


                                    
E a crise política escancarou de vez com a cartinha do vice-presidente, Michel Temer, para a presidente Dilma Rousseff: 

                                          

O cenário político "pegando fogo" e em São Paulo o governador Geraldo Alckmin resolve colocar mais lenha na fogueira com uma tal de "reorganização escolar" que na verdade é o fechamento de escolas em SP - a motivação, claro, é a redução de "despesas". Os alunos ocuparam diversas escolas e as costumeiras cenas de repressão policial não poderiam faltar - infelizmente. 



E no campo pessoal, eu estava lutando contra os prazos e a Lei de Murphy para concluir a monografia. Mas a Lady Murphy é terrível! 



Apesar de todos os contratempos, consegui terminar! 



Se está ruim pra mim, imagine para a Justiça Eleitoral, que cogita o retorno das cédulas de papel nas eleições de 2016.



2015 não poderia terminar sem uma tragédia colossal, épica e todos os superlativos possíveis que vocês puderem imaginar: o bloqueio, por 48 horas, do aplicativo WhatsApp! Pânico, desespero, revoluções no Facebook e twitter! 



E você achou que mandar cartas, como o Michel Temer, era "ultrapassado".


Por fim, chegou o natal! Aquela época de confraternização na qual todo mundo é amigo...

... e aquele sentimento de felicidade está no ar - só que não:


E com essa crise a galera está topando qualquer coisa para levantar uns trocados!


Mas se você resistiu às visitas dos três espíritos de natal...


.... e contabilizou o que ganhou neste período, 


... pode dizer que 2015 foi um ano intenso - e imenso, que parece não ter fim: até o Lemmy, do Motorhead, morreu. Keith Richards, Ozzy Osbourne e Iggy Pop, contrariando todas as expectativas, continuam a enterrar os camaradas do rock. 



Estas charges são publicadas, em maioria, no meu Instagram: @jaimegbr. 

Desejo a todos os amigos e visitantes um ano de 2016 com muitas mudanças para melhor. Que façamos o desarme de comportamentos e atitudes agressivas para realmente desfrutarmos da paz - a paz que tanto desejamos ao vestir branco e repetimos constantemente durante as confraternizações da virada de ano. E sempre com o bom humor que encontrarmos em charges e cartoons. 


LinkWithin

Related Posts with Thumbnails