terça-feira, outubro 06, 2009

Re: Os normais 2 e a preguiça do baiano


(politicamente corretos de plantão: a charge é minha e não boicotem o blog por isso)


De: XXXXX
Para: Jaime Guimarães
Assunto: Os Normais 2 – preconceito!!!

AOS MEUS AMIGOS

ESTOU REPASSANDO MENSAGEM SOBRE ESSA PROPAGANDA NEGATIVA QUE VEM PREJUDICANDO OS BAIANOS!!! FUI ASSISTIR AO FILME "OS NORMAIS-UMA NOITE INESQUECÍVEL", E TIVE O DESPRAZER DE ME DEPARAR COM UM FILME DE BAIXÍSSIMO NÍVEL, ALÉM DE UMA PIADA DE MUITO MAL GOSTO SOBRE BAIANO: "VC SABE O RESULTADO DA MISTURA DE UM BICHO PREGUIÇA COM UM SER HUMANO? UM BAIANO DE SUÉTER!" EM SEGUIDA APARECE UM BICHO PREGUIÇA VESTIDO!

POR ESTES MOTIVOS É QUE PEÇO A TODOS OS BAIANOS QUE NÃO GASTEM SEU TEMPO E DINHEIRO COM UM LIXO DE FILME ACULTURADO E PRECONCEITUOSO. BOICOTEM!! POR FAVOR, REPASSEM!!!

De: Jaime Guimarães
Para: XXXXX
Assunto: Re: Os Normais 2 – preconceito!!!

Meu caro XXXX: você sabe o quanto aprecio receber seus e-mails sempre muito bem humorados, principalmente aqueles que trazem coletâneas de piadas sobre portugueses, bichas e corintianos. Continue enviando-os, são bastante divertidos!

Ora, todos nós sabemos que o baiano não é preguiçoso. O que dizer dos espanhóis, então, com a hora da siesta? Na verdade essa história toda de preguiça não é só com os baianos: é também com o brasileiro em geral, diversas vezes rotulado como “preguiçoso e indolente” ( isso é histórico, mas não vou discutir isso por aqui, não é?); no entanto estamos no ranking entre os povos que mais trabalham no mundo, mesmo com todos esses feriados e carnavais fora de época por aqui.

Portanto, relaxe, meu rei! Vai ficar ofendido por conta de uma piadinha boba num filme que eu nem assisti (nem pretendo porque não sou chegado a cinema) e que se propõe a ser um besteirol? Oxe, menos, meu velho, menos! Além do mais, você sabe que esse mito da “Bahia preguiçosa, que faz festas todos os dias” vem sendo perpetuado por conta de gente aqui “da terra”. Lembre-se do Dorival Caymmi, do Caetano, da própria indústria cultural e turística aqui mesmo da Bahia, que vende essa imagem do baiano festeiro "com outro ritmo de trabalho" para o país todo e para o resto do mundo.

Ao invés de repassar essas revoltinhas bobas do tipo boicote a um filme de besteirol, você poderia soltar por e-mail a excelente tese da antropóloga Elisete Zanlorenzi que desmistifica toda essa história do baiano preguiçoso. Faça isso, mesmo sabendo que a maior parte dos que estão na sua lista de contatos gosta mesmo de receber mensagenzinhas de powerpoint com textinhos de auto-ajuda (com música melosa, claro!) e garotas posando nuas com closes ginecológicos.

E a Bahia e os baianos têm coisas mais sérias com o que se preocupar, não acha? A capital tem um prefeito que admitiu ter desviado dinheiro da merenda e da saúde pro carnaval; a capital vai receber uma Copa do Mundo e não tem nem metrô e a infra-estrutura da cidade é péssima; os casos de dengue no estado já passam de 100 mil; a Bahia possui quase 2 milhões de analfabetos e etc, etc e etc!

Repasse isso, meu rei!

Atenciosamente,


Jaime Guimarães

http://grooeland.blogspot.com/
www.twitter.com/jaimeguimaraess
http://www.fotolog.com/jaimeguimaraes

19 comentários:

  1. Uhull!

    Tirou as palavras dos meus carnudos e voluptuosos lábios, caríssimo Jaime!

    kkkkkkkkk...

    Aff... ¬¬' Não leve o que escrevi acima a sério, considere o que vem a seguir:

    Você matou a pau quando citou os emails com piadinhas de português e por aí vai.

    O mal das pessoas é se ofender, taxar de xenofobia quando um assunto lhes atinge diretamente.

    Então quer dizer que piadinhas infames de gaúcho não são discriminatórias?

    Caso a película tivesse falado do carioca folgado ou do cidadão de Campinas pseudo-afeminado, este seu colega invés do baiano ("preguiçoso") teria se irritado?

    Garanto que não!

    Muito pelo contrário.
    Com toda a certeza, ele teria dado muitas risadas e ainda indicaria o filme, taxando 'Os normais 2' de 'American Pie Tupiniquim'.

    Acredite no que eu digo, afinal, faço parte de uma minoria discriminada: Mulher, corintiana, maloqueira, sofredora e louca por ti, Corinthians!

    kkkkkkkkk...

    É muita coletividade na quebrada 'certo'?

    uahauhauahuahu...

    Se esse cara vier "esparramar" pro teu lado, manda ele vir ter uma conversinha comigo. Sabendo da minha forma de lidar com certas coisas, garanto que não teria a mesma paciência que você, capire?

    Kiso

    ResponderExcluir
  2. P.S.: Aquele jeitinho Siciliano de lidar com as coisas!

    uahauhauahu...

    =D

    ResponderExcluir
  3. Jaime,

    Acho que está mais do que na hora de eliminar determinados pré-julgamentos e estereótipos, principalmente em canais significativos, como é o caso de filmes, voltados ao entretenimento.
    Entendo perfeitamente sua indignação! Pude presenciar como sua cultura e povo, são hospitaleiros e batalhadores. Dividem o que tem, e como todo brasileiro se vira como pode diante de tantas dificuldades enfrentadas. Afinal vivemos num país com muitas desigualdades sociais, e isso é uma característica presente em vários estados do nosso país.
    Fernanda

    ResponderExcluir
  4. Jaime, eu vou lhe dar minha humilde opinião sobre essas coisas do humor. Eu sou contra, extremamente contra, o politicamente correto. É bom haver piadas de baianos, cariocas, paulistas, capixabas. O problema disso é o exagero. Imagine como uma pessoa que mora no Acre não se sente ao ler diversos textos sobre o seu Estado? Acho que um filme que se propõe a ser besteirol deve ser encarado como tal. Quando se faz um filme falando de portugueses, de amaericanos, zoando o Lula, o povo não ri? Ri porque a piada é em outra pessoa. Eu concordo plenamente contigo quando vc disse que se é pra se revoltar que faça algo que preste, que seja sério, que dê resultado. Vai querer atacar um filme (que eu vi e adorei, mas eu gosto de besteirol mesmo e não abro mão. rs). E outra coisa, a questão da imagem é algo tão importante, mas tão importante que as pessoas naõ prestam atenção. O esteriótipo só existe porque o senso comum que há é esse, é o do baiano festeiro, que não trabalha, que é preguiçoso. Sei que não é assim, mas é a imagem. É o mesmo com o país, que aqui no Rio por exemplo... Ai ai ai O prefeito ou o governador (não lembro) colocou mulatas dançando no aeroporto internacional. Depois quer ser taxado de quê?!

    Filho, eu só tenho uma coisa a disser ao seu amigo que gosta de correntes de email (eu odeio, se recebo um email FW: já deleto. Odeio power point rs)... faça um blog, e escreva sobre como é o baiano de verdade! Mostre ao mundo o que é ser baiano e se defenda. Mas atacar por atacar é o mesmo que não fazer nada. O final vai ser o mesmo e a sua IMAGEM é que vai ficar manchada.

    Ah! Tinha uma kombi com três argentinos. Aí o motorista correu demais e se jogou sem querer de um abismo matando os três argentinos. Um cara, o dono da kombi chorou muito, gritou... Um conhecido dele chegou perto e perguntou: Por que você está chorando? Está sendo solidário aos colegas? Ele respondeu com lágrimas nos olhos: Mas é que cabiam muito mais!

    Abração, Jaime!

    ResponderExcluir
  5. realemnte o pessoal e meio apelativo nesses filmes mas é humor, e eles apelando ao estremo mas o filme os normais 2, foi um dos filmes mais sem graça que vi esses tempos..

    http://midiasocialbrasil.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Ah, para,vai! Esse pessoalzinho é muito tenso! A vida já é muito punk pra ser levada tão a sério!

    Concordo com Renan: sou absolutamente contra o politicamente correto! E também acho que uma pessoa que pagou um ingresso pra assistir OS NORMAIS 2 deveria saber o que encontraria pela frente. PelamordeDeus! Menos, meu povo, menos...

    Eu tenho uma colega de trabalho e grande amiga, que eu costumava sacanear, chamando de Negona Gostosa. Uma vez ela me contou, que um pessoal veio buzinar no ouvido dela, que aquilo era inadmissível, que tinha de tomar providências, etc. e tal. Mas ela deu uma resposta à altura, e o assunto foi encerrado. Putz, será que tem gente que não conhece a diferença sequer entre um tratamento entre amigos pruma ofensa racial de verdade?!

    Discussões históricas, antropológicas, sócio-culturais e sexuais a parte, ouvi uma vez uma historinha do próprio Caymmi que ilustra bem esse episódio. Lá estava o velho baiano, deitado numa rede com o violão em punho, quando alguém passa e pergunta: "Descansando, Caymmi?" E ele: "Não, trabalhando." Mais tarde, nova cena, com ele, dessa vez, cuidando do jardim. A pergunta é outra: "Trabalhando, Caymmi?" A resposta: "Não, descansando."

    Sábio Caymmi...

    Uahahahhahahahhaaa!!!!

    ResponderExcluir
  7. oi gostei do seu comentario ... acho q devemos nos preocupar mais com o q ta acontecendo no brasil com os politicos q estao roubando pacas e nao fazemos nada

    ResponderExcluir
  8. Oi Jaime!

    Concordo em genêro, número e grau com o Renan e o Marcelo.
    Sou contra tb ao politicamente correto. Isto não existe. Se levarmos a vida tão a sério piramos.
    Viver aqui neste mundo ja é uma doidera, se não brincarmos de vez em quando a vida acaba.

    Seu amigo foi muito "radical". Quem nunca fez uma brincadeira na vida que atire a primeira pedra né.

    Imagina eu, que sou filha, neta e irmã de portugueses se fosse levar a sério tudo que ja ouvi de minhas origens, já teria infartado, pois me sacaneiam pra caramba. Sempre levo na esportiva.
    Claro, que existem aqueles que querem depreciar, mas, ai é so uma questão de observação e de atitude na hora certa.

    E se ele foi assistir a este filme ja deveria imaginar o que sairia da história né. O primeiro ja foi uma doidera, imagina o segundo.

    Um abraço.
    Cintia Carvalho.

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. OMG, eu ainda estou treinando o "senso crítico" sou muito nova nisso sabes, e quando li o e-mail do XXXXX fiquei um pouco em dúvida mas ressaltei a ideia(sem acento) de que ele estaria exagerando, porque se eu fosse ligar para todas as piadas racistas já estaria louca...
    ..enfim foi muito bom mesmo o que você escreveu, gostei do começo ao fim!
    realmente não acredito que os baianos são preguiçosos, a festa de vocês é realmente linda, e temos verdadeiramente coisas mais importantes para se preocupar,
    beijo

    ResponderExcluir
  11. Concordo,
    devíamos todos lembrar e dar maior importância para as coisas que demandam maior preocupação.

    É muito fácil apontar o erro dos outros enquanto nós mesmos podemos cometê-los sob certas máscaras que criamos, e não nos damos conta disso.

    Grande abraço, Jaime!

    ResponderExcluir
  12. Bem legal o conceito deste blog!
    Parabéns! Ja te sigo!


    gostei mesmo!

    ResponderExcluir
  13. Parabéns pelo equilíbrio e sensatez em suas observações, orientando a pessoa indignada para que olhe a cena da piada com menos rigor e censura, no lugar de se inflamar com coisas de menos importância, pois trata-se de um simples filme. Certamente tem problemas muito mais sérios que estão a merecer campanhas de divulgação por e-mail. Um abraço, Armando.

    ResponderExcluir
  14. Curioso...
    É só mexer na ferida pra o desespero tomar conta.
    Essa revolta é a primeira reação à brincadeirinhas de mal gosto. Normal, normal.

    Nossos amigos portugueses que o digam, não é?

    Já viu o vídeo "Anabela de Malhadas dos 3 quilos e tal"? HAhaha.
    Gerou uma grande polêmica entre brasileiros e portugueses nos comentários do youtube.
    Se puder, assista.

    Att,

    Bruna de Sousa

    ResponderExcluir
  15. Ah, e com brincadeirinhas chatas, ou não, o vídeo é bastante engraçado.
    Ri horrores! :D

    ResponderExcluir
  16. Tem gente que se incomoda com tudo! Que bobagem!
    Me lembro da polêmica que foi criada quando lançaram o filme Turistas. Acharam que era uma ofensa, que iria acabar com a imagem do Brasil! rsrsrs
    Se fôssemos boicotar tudo o que resolve falar mal de baiano ou nos rotular, não receberíamos turistas em nosso estado, nem veríamos qualquer programa de humor na TV!
    Eu me incomodo com coisas mais graves, como, por exemplo, o caso de uma amiga minha paulista que passou num concurso aqui na Bahia. Ela perdeu um amigo e tem outro bem chateado com ela porque não aceitaram que ela viesse morar aqui, num "lugar como esse"! E outros a criticaram dizendo que ela tem capacidade para conseguir coisa melhor, passar num concurso em um lugar mais civilizado!

    ResponderExcluir
  17. Muito bom, Jaime!
    Sem dúvidas...ora, se fôssemos criar milhões de protestos contra essas piadas, o Brasil parava né? Cada região tem um estereótipo pra piadas, façam o favor.

    É que nem criar aquele alvoroço tremendo quanto àquela propaganda das Havaianas, da avó que fala sobre sexo, sabe? Vá, parece que o brasileiro tem pouco com o que se preocupar. Uns pseudo-moralistas dizem que o comercial é imoral. E o que eu digo? Imoral é o que acontece no senado! Peguem suas Havaianas e taquem na cabeça do Sarney!

    Beijos,
    Bia

    ResponderExcluir
  18. Não tenho o que acrescentar sobre o que você respondeu no email para o seu amigo. Foram várias verdades que seu amigo tomou no meio da cara.

    Isso me lembra aquele famoso episódio dos Simpsons do Brasil. Muitas vezes o que foi retratado ali é o que vendemos: uma cidade linda, mas com suas favelas e altas taxas de criminalidade. Samba, futebol, apresentadoras infantis sensuais, jeitinho brasileiro...

    Não dá pra apontar com o dedo sujo e acreditar em generalizações. Toda generalização é burra...

    ResponderExcluir
  19. Imagine o que estão falando agora de nós mineiros. Dizem que o mineiro é o baiano cansado. É que o bichim sai da Bahia para ir para Sum Paulo, Chega aqui, acha muito longe, cansa e se esttabelece. Pode? hahahaha. Valeu, meu velho, melhor é nós rirmos de nós mesmos. Os de fora já tem motivos muito mais sérios (como você bem disse) para rirem de nossa cara.
    abração, paz e bem.

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita e o seu comentário! É sempre bom receber o retorno dos leitores.

Todas as opiniões são livres, porém não serão aceitos comentários anônimos e tampouco comentários ofensivos, discriminatórios e que não prezam pelos princípios da boa convivência - o autor do blog reserva a si o direito de excluir comentários com tais temas.

Volte sempre! =)

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails