quarta-feira, junho 17, 2009

Vai pra casa, menina! Chega de rua, menino!

- Ah, mãe, só mais um pouquinho, peraí, tá acabando!
- Não quero saber! Já pra casa!

E era assim que eu, o goleiraço do time, o Rodolfo Rodrigues da rua, o paredão do gol (também, gordinho como eu era, literalmente fechava a meta), o herói dos pênaltis desfalcava meu time no momento mais crítico da partida: o final, na hora da “Ave-Maria”.

Mamãe era rigorosa com o horário. Deu 18h, lugar de criança é em casa. Isso pode até soar como antiquado atualmente, mas era assim que a coisa funcionava comigo e com muitos amigos durante a infância. Dava a hora da Ave-Maria e começava o coral: “Ronaldooo! Sai da rua!”, “Marcoooo!!!”, “Rivaaaa!”, “Lessandro, já pra dentro!”, “Luisinhooo, não vou falar de novo!”. E ai de quem falasse “Num vô”. Tomava uma surra de chinelo e ainda ficava de castigo. Provavelmente muitas mães seriam processadas hoje em dia... eca!

Atualmente quem tem que fazer o papel de “mãe” e chamar os filhos pra casa é a Justiça. Ao menos é o que vem acontecendo em 3 cidades no interior da Bahia, onde o juiz determinou um “toque de recolher” para crianças e adolescentes.

A decisão causou polêmica e é tema de discussões por estas bandas. A imprensa local promove enquetes, tribunas, enfim, incentiva o debate e quer saber se as pessoas são contrárias ou favoráveis a este tipo de decisão. A grande questão que colocam por aqui é: pode a Justiça interferir no direito da pessoa ir e vir livremente em qualquer hora do dia ou da noite?

Na humilde opinião deste fantástico ex-goleiro de campinho de terra (acredite: isso existiu um dia nas grandes cidades), a questão é outra: foi preciso chegar a este ponto, da Justiça emitir um “toque de recolher”, para impor uma condição que deveria ser responsabilidade dos pais das crianças e adolescentes?

Sei que os tempos são outros, a família brasileira vem mudando seu perfil e hoje as brincadeiras como “esconde-esconde” e “pega-pega” adquiriram outras conotações (aliás, um dos argumentos utilizados pelo juiz para adotar o “toque de recolher” foi justamente conter a exploração sexual de crianças e adolescentes), mas uma coisa que não deve mudar jamais é a responsabilidade dos pais em relação aos filhos ou filhas.

Colocar um novo ser humano neste mundo é coisa muito séria. “Ah, aconteceu”, diz aquele casalzinho. Tem nada não: preparem-se as para responsabilidades, alterações na rotina, “sacrifícios” de tempo, alegrias e preocupações, novas dinâmicas no dia a dia, os custos...ih, não é fácil mesmo! E agora? Lata de lixo? Aborto? Vende pro exterior? Larga numa caixa na porta do orfanato? Joga nas costas dos avós? Manda pra escolinha, pra creche? Larga à toa? Valei-me São Cosme e Damião?

Sem chance, casalzinho: toma que o filho é teu! Mas relaxem, pois a Justiça e o Estado cuidarão do rebento; e gozem, mas não precisa elevar os custos da Bolsa-Família!

46 comentários:

  1. Ah, é. Pois vou mandar a justiça limpar a bunda de cocô, comprar o leite ninho e as fraldas descartáveis. Se quer mandar, tem que gastar.

    Beijos, Groo.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Olá querido!

    O número de adolescentes grávidas cresce mais que o P.I.B. (Dilma Roussef deveria aprender algo com as parideiras solteiras).

    Isso mostra que a cada nova geração a noção de cuidado e respeito consigo e com o próximo está esquecida.

    É por essas e outras que dois pensamentos rondam a minha mente:

    "Quero mesmo ter filhos?"

    e

    "Certas pessoas deveriam nascer estéreis"

    Quando você citou "...Justiça emitir um “toque de recolher”, para impor uma condição que deveria ser responsabilidade dos pais...", realmente matou a questão a pau!

    São pessoas que não cuidam de si mesmas, acham que uma criança é um mero brinquedo e jogam toda a responsabilidade nas costas alheias. Parecem desconhecer o princípio de que educação vem de berço, sabe?

    Há casos em que os pais trabalham o dia todo e precisam estudar à noite, mas não têm condições de deixar os filhos numa creche ou com alguém mais velho supervisionando, certo?

    Muitos menores aproveitam a ausência paterna para ficar na rua e é em momentos assim que podem acontecer casos de estupro, rapto ou outras 'desgraças'.

    Então, já que, na cabeça dos irresponsáveis, o estado tem que ser responsabilizado pelo fruto de uma 'foda mal planejada', está certíssimo em intervir.

    Estou sendo exagerada, extremista?
    Sim, estou. Mas a vida tem dessas coisas...

    Acredito que até completar a maioridade os jovens precisam de orientação e cuidados.

    Se os progenitores não dão conta do recado, alguém precisa fazer alguma coisa para preservar a integridade destes jovens.

    ResponderExcluir
  4. Jaime, primeiro tenho que agradecer os votos de felicidades. Brigadão!!! Agora, o post... Eu brincava na rua até as 10 da noite. era uma molecada brincando de bandeirinha, futebol, pique pega, esconde esconde, fazia trilha... Um monte de coisa. Era ótimo. Mas 10 da noite tinha que estar em casa, e não dava pra discutir com a mãe. rsrs MInha mãe sempre foi tranquila, mas não gostava de ver o filho à noite na rua. HOje, ela diz pra eu voltar só às 6 da manhã porque naõ quer que eu volte pra casa de madrugada... Sabe, né... Rio de Janeiro rsrs

    Bem, esse toque de recolher soa muito estranho pra mim, mas tem uma boa intenção. Mas será que isso funciona mesmo? Não sei... a exploração sexual vai continuar (e não tem ECA que dê jeito). É triste, mas é realidade. Nos grandes centros urbanos é assim, imagina no interior?

    E sobre os filhos... Me dá uma tristeza, ver aquelas meninas de 15 anos grávidas... Eu com 21 (completados hoje) não tenho condição psicológica e muito menos financeira para ter uma família. Mas isso vem de família, uma boa estrutura básica quando criança faz um adulto responsável. NA maioria das vezes, é claro. rs

    Abração, Jaime. E Muito obrigado por ouvir o programa e pelas felicitações. haha professor de comunicação? hahah Vamos esperar um pouco. Ainda sou foca (aprendiz de jornalista rsrs).

    Valeu!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Hahaha, muito bom.
    Quando começei a ler pensei que vc estivesse se referindo a minha cidade, que junto com mais duas do interior do estado de são paulo, tbm estão com o toque de recolher.

    Até..

    Participe da promoção
    http://blogcafeexpresso.blogspot.com/2009/06/quer-ganhar-o-livro-guantanamo-boy.html

    E acesse o blog
    http://aindamaisestorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. "uhauhauhauha legau seu blog" "passa no meu"

    Brincadeira

    Bom...se o crime aumenta,a culpa é Somentedo governo,do Brasil,um país que não da valor as criaças,etc...mas se a justiça faz algoa s pessoas são contra.Eu sou a favor desse toque de recolher

    seu blog me inspirou a melhorar o meu ,parabens

    ResponderExcluir
  7. bolsa-família é compra de voto com dinheiro federal, ou seja, com imposto pago pelo cidadão que trabalha.

    toque de recolher é arbitrariedade, para vc ver a que ponto os marginais nos levaram a chegar.

    eu também era um Taffarel no gol!

    =D
    marcos

    ResponderExcluir
  8. E aí, Jaimão! Tudo em riba?

    Sinceridade, meu velho? Nem sei o que pensar...

    Quase todo dia, fico entre pasmo e revoltado, vendo pais que não tem a menor ascendência sobre os filhos.

    "Ah, Marcelo, ele não tem vindo à aula porque não quer mais estudar!"

    Putz, como pode um moleque de 10, 11, 12 anos querer ou não estudar?

    Pior: pais que tem medo dos filhos. No meu tempo, era o contrário...

    Semana passada, numa dessas conversas com responsáveis de alunos, recebi a notícia de que uma ex-aluna, de uns 14 anos, no máximo, estava grávida. Indaguei à mãe sobre o que ela achava da situação. Sabe o que ela respondeu?

    "É bom, porque serei uma vovó gostosa!"

    Fala sério! Num episódio desses, a gente esperneia, arranca cabelo, se pergunta aonde errou (Uahahahahaha!) e depois, só depois, comemora... Claro, no fim é festa! Criança sempre quebra a gente... Mas 14 anos não é idade pra ninguém ser mãe! De certo modo, essa declaração, me fez entender tudo... É por isso, que as coisas estão como estão...




    Eu sei que essa história de toque de recolher fere o direito alienável de ir e vir do cidadão (credo, falei como um nobre causístico), mas tenho que confessar (que ninguém nos escute)... por um minuto, eu pensei, comigo mesmo: "É isso aí! Apoiado!"

    Rsrsrsrsrs!

    Sabe que, quando ouvi essa notícia, pensei que era uma boa prum post? Você como sempre, oportuníssimo (ei, isso é um elogio, hein!!!)!

    Rsrsrsrsrs!

    Escrevi demais, né? Tô desconfiando que falei bobagem...

    Uahahahahhahahaaaa!!!!

    Abração, amigo!

    ResponderExcluir
  9. Pois você tinha muita regalia. Lá em casa era 16 horas, pra dentro! Também com oito irmãos e um banheiro só, o último banho acabava já ali pelas 18 horas. E estão fazendo escola por aqui, viu? A cidade de Patos de minas (triangulo mineiro) acaba de decretar o mesmo "toque de recolher". Menores de 16 anos, nem com autorização dos pais. Tempos modernosos. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  10. Eu fico realmente envaidecido com os comentários precisos e inteligentes dos amigos. Obrigado a todos!

    É como dizem por aí: "Vai render"...rsss

    Abs!

    ResponderExcluir
  11. Caraca, ainda essa história? Sou totalmente contra isso! Cada um que cuide do seu cada qual. No lugar de prender ladrões, a justiça que se meter na vida dos adolescentes e das crianças. Tão querendo serviço fácil. Aff, toque de recolher...

    Abs.

    ResponderExcluir
  12. Cara, como você mesmo disse, isso seria interferir no direito de ir e vir das crianças. Hoje em dia ainda tem o ECA, onde seria mais uma lei a favor do garoto levado que não quer voltar para casa na hora da missa.
    Mas é sério, isso não vai diminuir a prostituição infantil. O que vai mesmo diminuir é botar o FDP, vagadundos e animais que são os pais dessas criança (ou por não dar educação suficiente ou por eles mesmos mandarem os inocentes fazerem tais atos) na cadeia.

    ResponderExcluir
  13. Sou da banda dos corajosos, tenho dois filhos, e posso dizer que não é fácil!!!!
    O mais velho tem 14 e também tem o "toque de recolher" dele e olha que a brincadeira é no campinho aqui do condomínio. Mas não dá para brincar e fingir que não tem filho.
    Tive o meu tempo de rua, pique-esconde, novo toco, e muito mais, sei que brincar é a coisa mais saudável do mundo... Então é o que eu passo para ele, cada idade com sua delícia e sua dor. E no caso, a dor é a de vir embora na hora.
    Enquanto isso, tudo certo por aqui! Espero que fique.

    Como mãe, sou mais do que a favor do toque de recolher... Já que os pais andam propiciando libertinagem e não liberdade, que alguém faça alguma coisa!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  14. Adorei o modo discontraido como voce trata os assuntos importantes da nossa sociedade, parabens mesmo pelo blog...

    Visite o Meu Blog se Puder

    http://www.colunasdehercules.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Pois é... Onde vamos parar? Toque de recolher? Eu acho um absurdo! O que teria que acontecer é um reforço policial e não tirar as pessoas da rua... Lamentável...

    Ótimo post!

    ResponderExcluir
  16. Aqui em Fortaleza à 15 anos a policia colocava a pivetada pra casa, no meu bairro tinha ronda da cavalaria diariamente, depois de 22h de menor era colocado para casa.

    As vezes nós iamos jogar bola numa quadra do bairro e 22h em ponto os caras iam lá mandar agente se recolher e acompanhavam todo mundo.

    Acho legal, menor de idade não tem nada pra fazer na rua após um certo horário

    BLOGdoRUBINHO
    www.blogdorubinho.cjb.net

    ResponderExcluir
  17. huahauhaua

    não entendi... mas muito bom

    hehe

    ResponderExcluir
  18. Groo Veiga:

    Sobre: República e Democracia, sua participação sempre me renova.... Sim, eu tinha lido o seu caso com o seu computador pifado....(rs) Tem tudo a ver!

    A que ponto chegamos, eu tinha hora para sair e chegar em casa - ditadura dos meu pais - e hoje a justiça chega ao ponto de fazê-lo. Ser contra ou a favor? Eu particularmente sou a favor de horários, mas não por ordem da justiça. Se ouvesse promoção de educação e cultura, talvez não seria necessário.

    O oposto da questão: Depois vem a dor de cabeça de aumentar o cotrole da internet para as gurizadas que se tranca no quarto... viiiiixxxiiiiiiii!

    Abs.

    ResponderExcluir
  19. Cada comentário, um maior que o outro e eu me presto pra ler ainda por cima...



    eu não vou falar muita coisa pqe nao entendo desse tipo de coisa de toque de recolher, mas exploração sexual, aborto e coisa e tal.. aih eu aceito.

    Só que as pessoas que tem que cuidar disso são os pais, eles que tem que decidir horário para criança voltar pra casa, e se nao voltar? vai acontecer o que? cadeia pro rebento?

    só o que faltava né?

    E eu achei extraordinária a maneira que tu acabou o texto, baita jogada de palavras :]

    ResponderExcluir
  20. eDUCAÇÃO DEVE SER DADA DESDE O JARDIM PRÉ ESCOLAR,SOBRE SEXUALIDADE PARA QUE JOVENS,OU MELHOR CRIANÇAS NÃO FAÇAM OUTRAS CRIANÇAS ...Esse é o nosso pais:Maravilhoso e largado as traças!
    E salve-se quem puder ou rouba ou morre!
    Clodovil já era e muitos outros tbm.

    ResponderExcluir
  21. É uma questão delicada.
    Não seria preciso tomar esse tipo de medidas com toque de recolher se as famílias conseguissem controlar seus filhos. Nunca precisei de toque de recolher pelo fato de obedecer à minha mãe.
    Mas hoje não está bem da mesma forma...

    ResponderExcluir
  22. Você falou tudo, meu amigo! Parabéns pelo texto. O engraçado é que hoje os pais estão terceirizando a educação dos filhos - e isso é o que me preocupa. Primeiro foi a escola. Agora é a Justiça. A família se perdeu!

    Abraço

    ResponderExcluir
  23. Sei que os tempos são outros, a família brasileira vem mudando seu perfil!!
    Disse tudo!

    ResponderExcluir
  24. kkk
    mto bom
    vc tem uma bela sacada e escreve bem!
    parabens!

    ResponderExcluir
  25. Esses filhos de casalzinho, por não terem uma infância saudável como a sua (onde a mãe dá limites aos filhos), concerteza formaram mais e mais casalzinhos...

    ResponderExcluir
  26. Ei! Acredito sim, que com esse medida o governo está restringindo a liberdade de ir e vir do indivíduo. No entanto, concordo que alguma atitude mais veemente tem que ser tomada para evitar problemas como exploraçã sexual o infantil, tráfico de drogas por menores, Crimes e ainda garantir a segurança dessas crianças. Resta saber se esse toque será respeitado e se haverá mecanismo sufiente para se fazer cumprir a lei. A protosta pode até ser boa, resta saber se será eficiente.

    ResponderExcluir
  27. foi exatamente o aconteceu comigo, foi despachada para meus avós XD Isso serviu pra todos os dias eu repetir pra mim mesma de jamais vou cometer esse mesmo. É o famoso "quem pariu mateus que balance". Sou contra também essa imposição da justiça, mas por outro lado a quantidade de pais irresponsáveis é absurda, pelo menos a justiça ta desenvolvendo esse papél, já que, também, muitas crianças não tem a sorte que eu tive de ter avós maravilhosos. =/

    ResponderExcluir
  28. um texto super lucido - conheci rodolfo rodrigues...sou a favor do toque de recolher a partir da meia noite para tudo. fora serviços essencias

    ResponderExcluir
  29. Bom dia ! eu me lembro das velhas partida de futebol Gol a Gol que o pessoal da minha antiga rua fazia , mais sempre ficavamos desfalcados de alguém , como você falou acima.Já eu tinha um limite maior de tempo para ficar na rua (até as 8) e passava disso pra ver o que era bom.Blog muito bom o seu
    abrç


    www.celebritypoke.blogspot.com

    ResponderExcluir
  30. bom como já comentei vou virar seguidor então , feito?!?


    www.celebritypoke.blogspot.com

    ResponderExcluir
  31. bom como já comentei vou virar seguidor então , feito?!?


    www.celebritypoke.blogspot.com

    ResponderExcluir
  32. Na minha época era ATARI e os jogos mais violentos eram do snoopy ou do popeye ... hoje no Play 3 tem jogo de malandro estuprando menininhas virgens e roubando e matando ... !!!
    Os pais perderam a força e a situação vai ficando caótica.

    ResponderExcluir
  33. Muito legal o seu texto, bem elaborado. Parabéns pela sua escrita e pelo seu blog.
    Eu sei como é isso, da mãe querer nós antes de anoitecer em casa, e onde fica a liberdade? *risos*
    Parabéns mais uma vez.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  34. Muito bom, parabéns pelo texto! Isso deveria se estender por todo o Brasil!! Abraço e sucesso!!

    ResponderExcluir
  35. Olá!
    Li seu texto e gostei bastante.
    Muito oportuna suas ponderações e reflexões.
    Voltarei mais vezes.
    Se quiser faça uma visita ao meu blog:
    www.devaneiosdeumabalzaquiana.blogspot.com
    Ps. vc escreve muito bem (foi o Marcelo (diz que fui por ai) que comentou.
    Um abraço.
    Cintia

    ResponderExcluir
  36. Essa questão realmente dá muito pano pra manga... Polêmico isso! Toque de recolher... será que vai funcionar? Não sei, sinceramente. Mas uma coisa é fato, e é como você disse: a responsabilidade não pode ser tirada dos pais desses adolescentes que ficam na rua até tarde, de madrugada, fazendo sabe-se lá o quê.

    Muito bom o seu post.

    Beijos e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  37. É uma pena ter chegado nesse estado,mas alguém tem que se responsabilizar por algo,e já que alguns pais não fazem,a justiça teve que fazer.

    Eu fico meio dividida,metade a favor e contra,não acho que vá resolver o problema,mas acredito que amenizará a situação.

    Tenho 19 anos,e até hoje tenho horário para chegar em casa,no começo reclamava e muito,mas depois de vários acontecimentos recentes,sei que é necessário para minha proteção.

    O problema é que a maioria dos pais são incapacitados para educarem crianças,não impõem limites,e é aí que o perigo mora.

    Bjos!

    ResponderExcluir
  38. Querido amigo avassalador...
    De fato, vivemos um tempo estranho com perigos reais mesmo quando virtuais...Não quero ser saudosista, mas se perdeu muito de liberdade em nome o tal progesso acelerado!

    ResponderExcluir
  39. Hoje em dia as Os adolecentes recisam mesmo respeita o horario e os limites .

    ResponderExcluir
  40. Eu vi varias reportagens sobre essa lei do toque de recolher na cidade. mas a explicação é essa, fizeram especialmente por causa da exploração sexual infantil, e com a lei reduziu o numero de casos registrados.

    ResponderExcluir
  41. Adorei o texto. Que bom q ainda existem pessoas iguais a vs q tem opnião formada e séria, e correta. Hoje nem pra ter filho se pensa mais.É uma pena q ainda crianças achem q sexo é a melhor coisa do mundo, é sim mas qdo se faz com responsabilidade. Adorei seu blog :D

    http://tiomah.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  42. IAUHSDIUAHSDUISHADA
    muito engraçada a tirinha hehehe
    sacanagem isso de toque de recolher :P

    ResponderExcluir
  43. Pocha é lamentável dizer que isso é verdade, mas tudo hoje em dia está deturpado como: casamento, brincadeiras, festas e até o bolo de aniversário que só colocam Bolo de Noiva em vez do delicioso bolo de chocolate que a garotada gosta!). Nessa questão é que está cada vez mais difícil controlar a vida das crianças e adolescentes de hoje em dia e muitos deixam seus à toa e assim não dá mesmo.
    Portanto nós devemos fazer a nossa parte de cuidar dos nossos filhos e zelar por eles, talvez ajude de alguma forma mudar este quadro.

    ResponderExcluir
  44. Olha se caso meu comentário não tenha carregado desculpas a internet está um tanto ruim!
    Mas eu gostei muito de alguém comentar sobre este assunto e você lembrou do que quase ninguém lembrava... da época em nós tinhamos que ir para casa às 18h (eu peguei esta época). Parabéns

    ResponderExcluir
  45. Seja a ser cômico de tão inusitado!
    A Justiça, a qual deveria se preocupar mais com questões pertinentes a ela, deseja interferir na educação e regras familiares.

    Lugar da Justiça é atuar em temas relevantes a ela e a sociedade. Afinal, pela morosidade dela percebe-se que seus trabalhos merecem mais atenção do que um toque de recolher de crianças!

    ResponderExcluir
  46. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita e o seu comentário! É sempre bom receber o retorno dos leitores.

Todas as opiniões são livres, porém não serão aceitos comentários anônimos e tampouco comentários ofensivos, discriminatórios e que não prezam pelos princípios da boa convivência - o autor do blog reserva a si o direito de excluir comentários com tais temas.

Volte sempre! =)

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails