segunda-feira, maio 18, 2009

Ronaldo, o malandrinho!


E isso aí, malandragem! Que beleza é espreguiçar na rede à noite e olhar para um céu com algumas estrelas brilhando. Não sei onde li, mas algumas destas estrelas no céu já estão extintas há anos... o que vemos é apenas o seu brilho que ainda “viaja” pelo espaço. Sabe Matrix? Então, tá lá, mas não do modo como você pensa.

É, eu sei, essas coisas dão um nó na cabeça, tanto quanto o futebol. Futebol? Pois é. Bons tempos que jogadores de futebol só jogavam bola e ponto final. Hoje temos “estrelas” e a maior delas no Brasil é o Ronaldo Fenômeno (de marketing).

O jogador foi sabatinado por jornalistas da Folha de S.Paulo e suas declarações renderam algum blá-blá-blá. E não é nem por conta do caso dos travestis, que no fundo (ui!) é uma bobagem, mas serve de assunto para charges e piadas. O que causou polêmica mesmo foi o Fenômeno dizer que seu filho é “praticamente europeu” por conta da educação e que os brasileiros “são malandros”.

Ronaldo deve entender do que fala, afinal foi para a Europa aos 17 anos e jogou na Holanda, Espanha e Itália antes de voltar ao Brasil. Passar 15 anos na Europa deve ter rendido algumas impressões ao jogador e é normal que ele queira o melhor para o filho Ronald – e se o melhor, segundo seu ponto de vista e o da mãe ( a “jogadora” de futebol Milene Domingues) é viver no velho continente, quem somos para julgá-los? Eu adoraria viver na Riviera Francesa, mas acertando apenas 1 número na mega-sena fica difícil.

Se parasse aí em sua declaração o Ronaldo Fenômeno teria sido perfeito, afinal os pais sempre querem o melhor para os filhos. Mas dizer que “os brasileiros são malandros” é falta de malandragem, mermão! Perguntei ao seu Aurélio ( o porteiro aqui do prédio, gente finíssima) o que ele entende por “malandro”. E ele me disse que trata-se de um sujeito que costuma abusar da confiança dos outros ou que não trabalha e vive de expedientes; também pode ser considerado “vadio, gatuno, ladrão”.

Mas será que é isso mesmo? 15 anos de Europa fizeram com que o Ronaldo Brahmeiro rotulasse os brasileiros como “malandros” e os europeus como “refinados e puros”? Sem dúvida os Incas e demais povos pré-colombianos achavam o mesmo. E Ronald Biggs era um amor de pessoa. O antropólogo Roberto DaMatta explica o seguinte em seu livro “O que faz o brasil, Brasil?”:

“Nos Estados Unidos, na França e na Inglaterra, somente para citar três bons exemplos, as regras ou são obedecidas ou não existem. (...) Ficamos, pois, sempre confundidos e, ao mesmo tempo, fascinados com a chamada disciplina existente nesse países (...) quando na verdade ela é decorrente de uma simples e direta adequação entre a prática social e o mundo constitucional e jurídico”.

Comparem as palavras acima com uma repartição pública brasileira, com a política, com as relações sociais. A “malandragem” – ou o “jeitinho brasileiro”- seria uma espécie de “instrumento de navegação” por estes setores que escorcham e humilham o cidadão diariamente. Evidente que isso não pode servir como justificativa para a malandragem em geral, mas apenas para pontuar que embora tais ambientes sejam propícios para o "jeitinho" ou a chamada “malandragem”, não necessariamente a pessoa deve tornar-se um “malandro” para sobreviver nele – e é neste ponto que a declaração tipicamente estereotipada do Ronaldo sobre os brasileiros foi infeliz.

O próprio jogador deu uma de “malandro” abusando da confiança dos outros e tentando explicar o porquê faz propaganda de cerveja (que destrói famílias e eleva as estatísticas de acidentes e mortes no trânsito, apenas para lembrar ao "Brahmeiro"): “É uma propaganda para adulto, até porque criança não vê esse anúncio, pelo horário que passa”.

Pobre Ronaldo, de fato um europeu.

31 comentários:

  1. Soucontra propaganda de qualquer droga na tv, seja ela, cerveja ou cigarro, pois desagregam familias e adoecem pessoas muitas vezes matando.

    Gostei do post, isso se chama responsabilidade um alerta a nossa sociedade, o papel do blogs é divertir e informar.

    BLOGdoRUBINHO
    www.blogdorubinho.cjb.net

    ResponderExcluir
  2. Não aprovo comerciais ou qualquer tipo de incentivo ao consumo de bebida e cigarro, bom post.
    IMpressionante essa notícia, nunca imaginei que haveria incentivo p/ fumar.
    Se quiser retribuir a visita, fique à vontade...
    Fazemos cinema amador
    Visite nosso blog
    www.cgfilmpictures.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Pois é: esse é o exemplo de superação, de guerreiro, de vencedor usado pelos brasileiros, para os brasileiros. Vamos fechar esse negócio aqui e mudarmos todos para a Europa? é uma lástima! Paz e bem.

    ResponderExcluir
  4. Genial, Groo.
    Você sempre com a dose certa de acidez nos assuntos já tão manjados pela imprensa.
    Eu venho aqui sempre e nunca me decepciono.
    Ainda vão fazer uma revista de vergonha, que mereça essas suas crônicas fodas, viu?!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Esse Ronaldo é um escroto mesmo, acabei de lembrar do porque minha raiva por ele começou: um dia ele disse que era "branco"
    BRANCO?
    Branco??

    Esse cara renega meeesmo a origem!
    Se tem uma coisa que eu detesto é racismo,principalmente contra a própria raça!!!

    Anos atrás, num jantar com uns gringos, um italiano disse que o Ronaldinho era da pesada,doidão e chapadão, mas era tudo abafado.

    Ninguém acreditou.

    ResponderExcluir
  6. Adorei o texto, realmente depois que sai da miseria os outros são ladrões. Pra que ter uma responsabilidade social no meu país se posso não viver aqui? Ach o que é assim que o Ronaldo e muitos jogadores pensam. Pra que mudar? Pra que tentar mudar esse pais? Imagine, que se muitos dos nossos artistas chegassem em rede para reclamar das escolas publicas, que deveriam ser o lugar onde todos deveriam estudar, pq estavam mal cuidadas e revidicassem por nós que não temos voz? Seria um belo primeiro passo para mudanças...mas n...pra que né? Posso deixar o meu Ronald na Europa com o top dos civilizados...aiai viu...

    ResponderExcluir
  7. Sou fã do Ronaldo como jogador de futebol, por sua capacidade e habilidade. Sou fã do Ronaldo por sua superação. Contudo, não concordo com muitas coisas que ouço e vejo dele e de outras pessoas públicas.

    Quando se está na mídia é preciso ter mais cuidado com o que faz e fala. Há muito que aprender.

    Seria melhor se ele ficasse mais calado e jogando futebol.

    ResponderExcluir
  8. Cara, bom texto
    Eu creio q a formação do nosso país foi se baseando muito na malandragem, desde os portugueses e toda aquela farra descarada... Mas não podemos nos rotular de malandros, pelo contrario, temos a obrigação de firmar o contrario e mostrar q afirmações assim podem ser infames...
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  9. NOFFA!!! QUE POST LEGAL!!!!
    GOSTEI !!! SARTIRA COM INTELIGÊNCIA BOM TEXTO!!!

    ABRAÇOS!!!

    ResponderExcluir
  10. Fala, Groo! Eu tbm estive sumido da blogosfera. rsrs Mas olha, o Ronaldo é louco mesmo. Na verdade o malandro que ele quis dizer acho que foi consequência de um senso comum baseado numa estiotipação do brasileiro que vem desde o tempo da colônia. Acho que o Ronaldo, europeu e branco como é, não deve ter achado que falou bobagem. Ele só estava constatando a verdade. No bom português, ele falou merda.

    O Da matta é meu conterrâneo, sabia? Adoro o cara. Ainda vou entrevistá-lo um dia desses. Bem, os países europeus têm educação superior no sentido acadêmico porque lá, os governos dão muito valor a isso e os limites dos países são pequenos. Deu um pulo já tá na Alemanha, deu outro tá na suíça. Assim é mais fácil haver uma competição saudável para uma melhor educação, mas aqui nesse país terceiromundista e Bric o negócio é diferente. E se ele pode dar uma educação melhor pro filho ótima, porque, provavelmente será melhor do que a dele.

    Valeu, Groo!!!!

    ResponderExcluir
  11. bom tempinho sem passar aqui.. hehehe... mas tamo aew... rapaz, tenta droga proibida por causar dependencia, drogas mais leves que o alccol mas só ele é liberado e veiculado nas midias ainda, da pra entender? mas falando de malandro ele deu uma de malandro quando estava jogando baralho e trocou tres damas de ouro por tres damas de paus e fica falando digamos mal do brasileiro... ai vai os caras da fiel e axa que é elogio... vai entender... heheheh

    ResponderExcluir
  12. Olá querido!

    Venhamos e convenhamos, jeitinho brasileiro é uma merda.

    Infelizmente, a desonestidade praticada em tantos setores da sociedade, faz com que muitos generalizem e queiram, de forma unânime, taxar os brasileiros de malandros e, como diria o mestre Nelson Rodrigues: "Toda unanimidade é burra".

    O que matou na declaração de RÔ (rs...) foi a parte em que 'explica' seus motivos para fazer a propaganda.

    Mas o melhor de tudo foi a sua ironia durante todo o texto (digno de Machado de Assis, Machadão para os íntimos, hehe...). Adorei a forma debochada e ao mesmo tempo sutil com que abordou o tema.

    Construiu uma postagem leve, gostosa de ler e muito bem humorada (arrematada com a charge, claro!).

    Groo, você está cada vez melhor...

    Kiso

    ResponderExcluir
  13. E aí, Groo, velho de guerra! Tudo em riba? Não conhecia esse lado "antropólogo" do Ronaldo...

    Rsrsrsrsrs!

    Concordo contigo. Saudades dos tempos em que jogador de futebol "jogava" futebol. Muitos por aí, deviam ficar calados e fazer o que realmente sabem (ou não), dentro das quatro linhas.

    Fazer o que, né?

    Apareça!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  14. Adorei os 'rabiscos', mas o que eu adorei mesmo foi a charge da postagem! "Nofffaaa"!!! (rs)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Nem tenho o que comentar, concordo com td!! Rsss...

    ELe podia ter dormido sem essa né???


    Bjokas

    ResponderExcluir
  16. Eu entendo "malandro" no sentido Macunaíma mesmo, de querer ser sempre espertalhão e fazer as coisas erradas para se dar bem em cima dos outros que ficam como trouxas porque fazem tudo certinho. E desse ponto de vista, concordo com o Ronaldo. Brasileiro é assim mesmo, dos senadores aos estereotipados motoboys corinthianos, empresários e etc.

    E ele que volte pra Europa então! Beijotchau!

    ;)

    ResponderExcluir
  17. O ronaldo faz propaganda mas nem precisa do dinheiro,ele é um desgraçado por isso,influenciando uma porrada de gente a beber

    ResponderExcluir
  18. Querido amigo avassalador...
    Primeiro parabens pelo vice-campeonato do Eu tenho um blog..
    Bem...
    De fato, fiquei decepcionada com a associação de um atleta a bebida alcoolica... Poderia ter evitado esse tipo de vinculação...
    Acredito que ele não precise mais de $$$$

    ResponderExcluir
  19. Sou corinthiana, e se ele usar a malandragem pra fazer gol tá tranquilo. hahaha

    Mas convenhamos, generalizar os brasileiros é um absurdo. Ele que vá pra Europa descobrir o verdadeiro significado de malandro, e se conseguir(o que eu acho díficil), volte pra cá 'fino e puro'.

    Ah, pobre Ronaldo. O sucesso subiu a cabeça.

    ResponderExcluir
  20. EU ODEIO O RONALDO.
    EU ODEIO O RONALDO.
    EU ODEIO O RONALDO.

    Só amo Roberto da Matta.

    ResponderExcluir
  21. Fora que europeu nao briga em estádio de futebol, nao fica bebado, nao come travesti brasileiro, nao tem doença venéria, nao especula em bolsa de valor, nao rouba bolsa com valor, nao faz música ruím, `nao explora o terceiro mundo, é tudo gente boa, tudo sem malandragem.
    Eu, brasileira nao malandra, continuo corinthiana que nao rouba e nem compra camisa de estrela.

    ResponderExcluir
  22. Criança não vê propaganda de cerveja? Ele pensa que está na Holanda, Espanha ou Itália? E quanto aos cartazes nos bares onde aparece ele, as gostosas e a Brahma? Aff!

    Ronaldo falou merda e isso vai render ainda mais marketing para ele. Jogando bem ou mal, pegando travestis ou a gostosa aspirante a capa da playboy, ele está sempre em evidência.

    ResponderExcluir
  23. É Groo, ele é o que é hoje (ou foi um dia), e tem o que tem, graças aos malandros aqui, do país do futebol.Pior que ser malandro é ser otário, porque o bucho deixou de ser bem quisto lá na Europa e voltou correndo aqui para o que ele chama de terra de malandros. Mas nem tão malandros quanto ele, que ganha uma fortuna, não faz nada de importante para o mundo e ainda fica dando os exemplos que dá, em boates, funks e prostitutas gays.

    ResponderExcluir
  24. Esse país é de fato uma vergonha mundial...e o pior é que os brasileiros ainda acham que estão abafando mundo afora...não percebem que para os estrangeiros somos em grande maioria um bando de folgados, o país do futebol, da cerveja e das mulheres nuas na mídia...
    vergonha...

    ResponderExcluir
  25. SINCERAMENTE, NÃO LEVO EM CONSIDERAÇÃO AS DECLARAÇÕES IDIOTAS DELE.

    EU TB CONHEÇO MUITO BEM O VELHO CONTINENTE (NÃO TÃO BEM QUANTO ELE, PROVAVELMENTE) E DIGO QUE NESTE MUNDO GLOBALIZADO EM QUE VIVEMOS OS SINTOMAS SOCIAIS SÃO MUITO PARECIDOS EM QQ PARTE.

    A MALANDRAGEM FOI GLOBALIZADA, SÓ ELE QUE NÃO SABE DISTO... PQ ESTAVA JOGANDO BOLA, ENQUANTO EU FAZIA FACULDADE E PÓS-GRADUAÇÃO.

    PRECONCEITO PAGA-SE COM PRECONCEITO.

    ResponderExcluir
  26. Roanldo talvez seja nosso maior malandro

    ResponderExcluir
  27. Olá,
    mais um post muito bom.
    Sem mais.
    ;]

    ResponderExcluir
  28. aushaus Malandro.. gostei dessa..

    http://informixinformatica2.blogspot.com
    Parceiras abertas se tiver afim..

    ResponderExcluir
  29. Malndro hoje em dia é quem anda direitinho ... !!!

    Ronaldo é obstinado pela grana e faz o que tiver que fazer para sempre acumular mais

    ResponderExcluir
  30. Ronaldo para mim é apenas uma pessoa que "se acha" e que não faz nada pelo nosso país (e pelo visto, nem propaganda pelo Brasil, lá fora...).

    Sua declaração foi realmente infeliz, e olha que ainda tem brasileiro que aplaude tudo o que vem dele.

    Essa foi feia demais!

    ResponderExcluir
  31. Coitado de Ronaldo. Como pode dizer que criança não assiste comercial de TV pelo horário que passa? Ele devia se lembrar de que é um jogador referência e ídolo para muitas crianças e adolescentes, as quais se espelham em Ronaldo para ganhar a vida no futebol ou simplesmente por imitá-lo. Assim, atitudes como a de realizar comercias de cerveja pode ser um ponto negativo para essas crianças, as quais podem achar correto "beber cerveja, assim como Ronaldo".

    Enquadrar os brasileiros como malandros foi mais um ponto negativo cometido por ronaldo sob a mesma perspectiva citada acima. Além de que sob a ótica de que é brasileiro e deveria valorizar seu país e procurar modificar o que está ruim nele, cometeu mais um ponto negativo!

    Somando-se todos esses pontos, nós é que perguntamos a Ronaldo: Você realmente ama seu país? Ou também já se considera europeu?

    Abraços, Jaime!

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita e o seu comentário! É sempre bom receber o retorno dos leitores.

Todas as opiniões são livres, porém não serão aceitos comentários anônimos e tampouco comentários ofensivos, discriminatórios e que não prezam pelos princípios da boa convivência - o autor do blog reserva a si o direito de excluir comentários com tais temas.

Volte sempre! =)

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails