domingo, fevereiro 24, 2008

TIMEMANIA - Uma forcinha pros cartolas que detonaram os clubes de futebol!

Este blog já deveria ter tratado sobre a TIMEMANIA no último post, mas preferi dedicar um espaço aos “especialistas” da educação que não passam de lacaios de estatísticas e de governos que não investem no setor e preferem culpar os professores.

Sobre a Igreja Universal, fica para uma próxima oportunidade.

Mas certamente vocês já viram a propaganda do Pelé anunciando a TIMEMANIA pela TV sob o argumento de que tal loteria irá “ajudar o seu time de coração”.

Essa já é uma bela mensagem subliminar. Como o torcedor brasileiro se mobiliza e até briga pelo seu time do coração (bem que poderiam se mobilizar também por outras questões urgentes no país), uma apostinha na loteria e ainda pra ajudar seu time a “contratar craques” é perfeito, não?

Taí o detalhe: muitos torcedores acreditam mesmo que a TIMEMANIA vai trazer Ronaldinho Gaúcho e Kaká pro seu time, desde que apostem um bocado e gerem receita pro clube. Mas o objetivo da TIMEMANIA não é outro senão saldar as dívidas dos clubes com a União.

As dívidas compreendem tributos para o INSS, Receita Federal e até FGTS. O maior devedor é Flamengo, que deve cerca de R$ 180 milhões. Aliás, um dado curioso sobre o time carioca: há décadas vem sendo patrocinado por uma estatal, no caso a Petrobras. Só que conforme a Lei das Licitações, o Flamengo não poderia jamais receber um centavo de patrocínio da estatal, pois é devedor. Sobre essa irregularidade, nenhuma palavra na mídia.

Cartolas irresponsáveis de gestões atuais e anteriores levaram os clubes a tais dívidas astronômicas. Estes é que deveriam responder na justiça pelos repasses não efetuados de tributos. O Santos, por exemplo, com aquele timaço de 2002 que tinha Diego, Robinho, Elano, Renato e Alex, conseguiu arrecadar algo em torno de R$ 150 milhões somente com a venda dos craques para o exterior. E hoje deve R$ 60 milhões ( nos valores de 2008, com as devidas correções).

A TIMEMANIA como foi aprovada é bastante diferente do seu relatório original, que previa a prestação de contas dos clubes ( qual clube faz isso?), a obrigatoriedade de virar clube-empresa ( também para impedir continuísmos como Eurico Miranda, Dualib, Marcelo Teixeira, Mustafá nos clubes) e não acumular dívidas. Na prática, o que os cartolas conseguiram fazer foi, nas palavras de Juca Kfouri e Sócrates, uma “certidão negativa de débitos”. Ou o REFIS do futebol.

Dirigentes dizem que futebol no Brasil é caro e para manter um clube é preciso um grande esforço. Ora, os grandes clubes da primeira divisão ( os que mais tem dívidas) tem, além dos patrocínios, cotas de jogos da TV, venda de jogadores para o exterior ( o São Paulo arrecadou cerca de R$ 34 milhões com a venda do zagueiro Breno), produtos licenciados ( por que raios uma camisa de clube custa absurdos R$ 170? Depois reclamam da pirataria), sócios contribuintes e até renda dos jogos* ( embora só tenha alguma relevância em jogos de “reta final” dos campeonatos). Bastante dinheiro para pagar salários astronômicos a pernas de pau que ganham até R$ 100 mil por mês e técnicos vedetes com absurdos R$ 500 mil mensais (Luxembugo recebia isso do Santos e pelo visto continua na mesma faixa salarial no Palmeiras).

E isso sem contar as parcerias no futebol. MSI no Corinthians (Máfia russa lavando dinheiro tranqüilamente no Brasil e tolerada por muito tempo), Parmalat, ISL, Traffic, etc. Todas injetaram muito dinheiro nos clubes. Corre muito dinheiro nos bastidores do futebol. Suficiente para renegociar dívidas.

O torcedor, mal-informado, vai apostar em seu time de coração pensando que isso vai ajudá-lo a ser campeão e trazer craques. Mas poucos se dão conta deste verdadeiro absurdo que já é corriqueiro no país: livrar a cara de gente engravatada e cheia de dinheiro à custa de negociatas diversas. Dirigentes detonam os clubes e saem ilesos.

Muitos até com imunidade parlamentar. Tudo em nome da “paixão”.


* Quem viu a chocante cena de um aposentado que perdeu a mão devido a uma bomba caseira em um estádio em Santa Catarina entende porque os públicos nos estádios (com exceção de finais) vem diminuindo progressivamente.
SAIBA MAIS:
- O que é e como funciona a TIMEMANIA. ( link do jornal Estado de S.Paulo)
- Por que a TIMEMANIA? ( Artigo do ex-jogador Sócrates na revista Carta Capital)
- O Mensalão do futebol. ( Texto do jornalista Juca Kfouri no UOL NEWS)
- Timemania é a solução? ( Várias opiniões sobre a TIMEMANIA. Embora o texto seja de 2006, vale a pena a leitura)
- Timemania: um importante debate ( do mesmo blog acima - o "Blog de um cidadão"- a postagem também de 2006, mas muito relevante)

CONFIRAM TAMBÉM:
Novos links de blogs bacanas! Vale a pena a visita e o comentário!
http://jbfenix.blogspot.com/
Todos imperdíveis!

quinta-feira, fevereiro 21, 2008

A EDUCAÇÃO, OS PROFESSORES E OS "ESPECIALISTAS"

Havia dois assuntos para escolher e postar no blog:ou sobre a generosa ajuda que o governo vai dar para times de futebol através da TIMEMANIA ou sobre a polêmica entre a Igreja Universal e a Folha de S.Paulo.

Mas peço desculpas aos meus 3 ou 4 leitores ( ta aumentando!) para tratar sobre educação e, mais especificamente, sobre os “especialistas” em educação da “revista” VEJA ( aspas necessárias). O texto é longo, inadequado para um blog, mas não pude deter os dedos. Peço desculpas por isso também.

A citada “revista” tem entre seus colunistas os chamados especialistas em educação: o economista Gustavo Ioschpe e o também economista Cláudio de Moura Castro. Que tem seus títulos, claro. Mas o termo especialistas será utilizado entre aspas. São necessárias: ambos analisam a educação baseados em estatísticas e dados de pesquisas e institutos sob a máxima “os números não mentem” - mas disfarçam muito bem!

Para o “especialista” Gustavo Ioschpe, o professor da rede pública de ensino reclama de barriga cheia. As escolas oferecem infra-estrutura adequada, as cargas horárias não são pesadas, a violência atinge níveis insignificantes, as salas não estão superlotadas e, é claro, o salário é compatível com a função que desempenham.

O colunista traz estatísticas, dados, informações oficiais e tira conclusões que desafiam a lógica do bom senso. É inacreditável que um profissional que se diz “especialista em educação” tenha a coragem em dizer que os professores não trabalham em condições sofríveis porque 87% das unidades escolares no Brasil possuem energia elétrica e 90% possuem banheiros, água encanada e esgoto.

Acontece que uma escola não é feita só de lâmpadas, canos e vasos sanitários. Quando se fala infra-estrutura básica, isso abrange vários pontos: desde o tamanho das salas para turmas grandes, a acústica destas mesmas salas, as condições estruturais dos prédios, quadros, espaços para recreação dos alunos, para os professores, atividades para teatro, dança...curiosamente o “especialista” não se refere aos materiais utilizados pelos professores e alunos ( papel, tinta, livros, uniformes, etc), mas citou que 42% das escolas do país possui computadores.

É um dado interessante e confunde o leitor um tanto desatento ou que desconhece a rotina escolar. Afinal, como os professores poderiam reclamar da falta de material se quase a metade das escolas possui computadores? Aí retomamos a questão dos “números não mentem, mas disfarçam muito bem”.

Qual a situação destes computadores? Como são utilizados? Os professores da unidade escolar possuem formação para lidar com as máquinas pedagogicamente? Há manutenção constante? Os alunos tem acesso? Como trabalhar com 10 computadores em uma sala com 30 alunos e sem apoio?

Reparem quantas perguntas e, ao passarmos pelo funil, descobrimos que os 42% de PC’s não resistem ao choque da realidade confrontado com a frieza das estatísticas. Mas para o “especialista” Ioschpe, tais questionamentos não são relevantes. As escolas do Brasil estão bem estruturadas ( tem água e luz) e a culpa pela qualidade ruim do ensino é do professor.

Que ganha mal. O outro “especialista" em educação da “revista VEJA”, Cláudio de Moura Castro, afirma que “a má qualidade do ensino não pode ser explicada pelos salários dos professores”. E ainda desafia: quem discorda, que demonstre que os números ( sempre eles) de seu levantamento com Gustavo Ioschpe estão errados.

Pois bem: um professor com licenciatura no estado da Bahia tem vencimentos por volta de R$ 491 em 20h/aula.Se não for iniciante na rede há várias gratificações ( lembrando que gratificação não é salário, pois ao aposentar o professor perde todas as vantagens que conseguiu ao longo dos anos) que engordam a renda para aproximados mil reais, mas com os descontos, o professor recebe por 20 horas/aula algo em torno de R$ 800 ( isso se tiver alguns anos de serviço, que contam nas gratificações).

Para obter-se uma renda média mensal ao menos aceitável, tal professor precisa no mínimo trabalhar 40 horas/aula para dobrar este salário. Se o professor tiver família, filhos e financiar a casa própria, terá que trabalhar 60 ho/aula para conseguir honrar seus compromissos e ter uma renda razoável.

Pergunto aos meus 3 ou 4 leitores ou quem mais ler: um professor que trabalhe 60 h/aula por semana ( os 3 turnos – manhã, tarde e noite) pulando de uma escola para outra terá condições de planejar aulas atraentes e dinâmicas nos 200 dias de ano letivo? Este professor chegará em casa ao final do seu dia de trabalho ( que começa às 7:30 da manhã e termina às 22:00 nas escolas) com ânimo para preparar aulas diferentes, corrigir provas e trabalhos e dar atenção à família?

Não parece óbvio que se o professor ganhasse melhor e tivesse uma carga horária adequada para aulas ( e não a loucura das 60h/aula) ,planejamento de atividades e cursos de formação continuada a qualidade do ensino não melhoraria? Mas os “especialistas” preferem generalizar os professores como “aproveitadores das brechas de regulamentação frouxa” – tática interessante: tomam um dado como o que 13% dos professores de SP faltam diariamente, focalizam em tal informação, amplificam e generalizam a todos os profissionais de educação. Ë evidente que há maus professores e estes devem sofrer as sanções cabíveis, mas os professores são, de modo geral, comprometidos com o seu trabalho.

Por mais que tais “especialistas” em educação mostrem dados, estatísticas e a partir deles tirem suas conclusões precipitadas e sem qualquer embasamento de campo, o Brasil não é a Finlândia (fetiche dos “especialistas”) e o descaso para com a educação é histórico e vergonhoso – como em outras áreas como saúde e meio ambiente, por exemplo.
Mascarar a realidade que a maioria dos professores da rede pública enfrenta através de dados e mais dados além de estatísticas não é só uma atitude desonesta – é também culpabilizar exclusivamente a categoria que vem sustentando sozinha há décadas uma educação órfã de Estado e família.

LEIA TAMBÉM: Excelente artigo do professor Gabriel Perissé publicado no OBSERVATÓRIO DA IMPRENSA.

ESTA SALA DE AULA NÃO É NO BRASIL ( segundo os "especialistas")

( tá tosco porque é um desenho antigo...rsss)

sábado, fevereiro 16, 2008

AH,OS IMPOSTOS! COMO SOU UM BOM CONTRIBUINTE,

fui pagar o bendito IPVA num banco que, só pra variar, estava com aquelas filas quilométricas e com poucos atendentes ( e muito simpáticos, também).

- Bom dia, quero pagar meu IPVA.
- Me dá o código RENAVAM. Você quer pagar só o IPVA ou o licenciamento e o seguro tudo junto?
- Não, quero pagar só o IPVA, porque o licenciamento só vence lá pra Setembro...
- Certo. Dá 400 reais!
- Tudo?
- Não, só o IPVA!
- Mas quero com o desconto de 5% que vai até hoje...
- Esse valor já é com o desconto!

E morri numa grana que poderia ser bem mais útil para outros fins, mas tenho que fazer minha parte de contribuinte responsável, não é mesmo?

O IPVA significa “Imposto sobre propriedade de veículos automotores” e este imposto não tem uma destinação bem definida: 50% ficam com o estado e a outra metade fica com o município onde o veículo é licenciado.

Muita gente reclama que paga IPVA e as estradas estão “um lixo”. Mas, como já observado, o dinheiro arrecadado com este imposto não é necessariamente investido em avenidas, rodovias: ele pode ser aplicado tanto na educação como na saúde, na bolsa-família e até nas estradas, é claro! Mas parece que boa parte é destinada para pagamento de pessoal.

Esse tal IPVA é uma nota, certo? Certo. E os caloteiros são aqueles pobrezinhos que não tem nem onde cavar a cova, mas vivem tirando onda de carro por aí, certo? Não na Bahia. Sabe quem são os maiores devedores de IPVA do estado? Os donos de carro de luxo: 18% dos proprietários de veículos baianos não pagam o imposto e 44% dos caloteiros tem veículos de luxo! Sabe aquela tese de que o pobre paga direitinho suas contas? Pois é.

Mas é muito imposto que tem no Brasil. Em qualquer produto tem um tributo ali te esperando. Por exemplo, uma simples latinha de refrigerante que custe R$ 0,93 tem embutido 47% de imposto pro governo. Quando você achar um guaraná mais ou menos neste valor saiba que você estará contribuindo com R$ 0,44 para que o governo melhore sua vida com muita segurança nas ruas e saúde decente.

Gostou daquele violão que custa R$ 250 e quer dar uma de Renato Russo pra impressionar a mulherada? Certo: você vai deixar R$ 99,93 de impostos pro governo lutar contra a pirataria de CD’s, esse flagelo da humanidade que faz o estado perder mais recursos que poderiam ser investidos na educação ou na cultura! Quer dar uma de Zé Pilintra e tomar uma cachacinha? 1 litro da bebida de R$ 3,10 tem embutido nada menos que 83% de impostos! Você toma sua cachaça e deixa R$ 2,58 pro governo te socorrer quando você socar o carro no poste quando tomar todas e dirigir depois.

Quer ver mais? Dá uma olhada nessa listinha aqui e divirta-se!

E pra onde vai toda essa dinheirama? Além da anuidade dos cartões corporativos, também é investida em projetos de grande relevância para a nação como...

A TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO

...que gerou um “debate” entre o ex-ministro Ciro Gomes e a atriz e lindinha Letícia Sabatella.

Como sabemos, o projeto da transposição do Rio São Francisco vai atender principalmente as pessoas do sertão que estão morrendo de sede. Nada de agrobussiness e grandes latifundiários! O projeto vai mesmo beneficiar o povo sedento, é claro. Tanto quando o projeto das cisternas, que não teve tanto êxito assim porque muitos pobres não conseguiam provar que eram pobres e, é claro, a corrupção.


Mas, alegria! Saiba que com seu imposto “vai rolar a festa”, porque...

IVETÃO SANGALO GANHA R$ 2 MILHÕES DO GOVERNO


...existem os incentivos à cultura. Nada contra, claro, o estado atuar como mecenas dos artistas que precisam de incentivo financeiro para divulgar suas obras é interessante; mas será que Ivetão Sangalo precisaria de R$ 2 milhões de incentivos do ministério da Cultura para bancar seus shows? 2 milhõezinhos é “pinga” pra Ivetão, ou seja, pra quem fatura 9 milhões com cerveja...ou seja...!
________***________


Trilha sonora do post: Black Black Magic - Messer Chups. Não conhece, claro. Confira aqui.

E mais uma vez agradeço aos meus 2 ou 3 leitores que visitam este humilde e tosco espaço e deixam algum comentário! Valeu!

quarta-feira, fevereiro 13, 2008

A "inocente cervejinha"

Este assunto já foi tratado em 2006 no blog MASSA CRÍTICA em texto de minha autoria, mas é sempre bom voltar ao assunto...infelizmente para constatar que muito pouco mudou em relação às políticas públicas e o consumo de álcool pelos brasileiros.

Mas em 2007 o governo federal lançou a chamada “Política Nacional sobre o Álcool”, que visa a prevenção do uso abusivo de bebidas alcoólicas. E recentemente, antes do carnaval, veio a lei que proíbe a venda de bebidas alcoólicas em estabelecimentos à margem das rodovias.

Isso porque realmente há abusos. O Brasil é um dos países recordistas em acidentes de trânsito. Em média 35 mil pessoas perdem a vida em acidentes de trânsito e o álcool está presente em 75% dos casos.

E isso custa caro ao país. Um acidente com feridos custa à União algo em torno de 36 mil e com mortos a conta sobe para 270 mil. Estes valores correspondem aos custos com hospitais, ambulâncias, atendimentos de urgência, indenização de vítimas.

Evidente que a vida humana não tem preço e por isso medidas educativas e rígidas são necessárias. E uma dessas medidas deveria abranger a propaganda de cerveja na TV.

A televisão está presente em 98% dos lares brasileiros. Para a maioria da população, ela é a única fonte de notícias e entretenimento. O brasileiro passa em média 5 horas diante da TV diariamente. E a TV forma opiniões. Molda comportamentos. Vende muito bem. Foi criada para isso, aliás.

Vários fatores induzem ao consumo de bebidas alcoólicas principalmente na infância e na adolescência. Fácil acesso ao produto, estímulo dentro da própria casa com os pais...e a propaganda de cerveja com artistas populares e ídolos populares.

O que está por trás da propaganda é que ela legitima e banaliza o consumo de uma bebida alcoólica que causa acidentes, destrói famílias e gera violência. Além do apelo popular de uma Ivete Sangalo e de um Ronaldo, ídolos de milhares de jovens espalhados pelo Brasil, o consumo da “inocente cervejinha” é relacionado à alegria, à festa, ao agito, às mulheres gostosas na praia, na piscina...tudo gira em torno da latinha ou do copo cheio.

Seria muito simplista dizer que é coisa de “mente fraca que se deixa influenciar”. Se fosse assim, não seria necessário pagar a bagatela de R$ 9 milhões para Ivete Sangalo ser a garota-propaganda de uma marca de cerveja – que, diga-se de passagem, antes das campanhas estreladas pela cantora baiana, era marca execrada pelos “biriteiros profissionais”. A cantora tem carisma, vende muito bem e tem muitos fãs. O caso do jogador Ronaldo é idêntico: durante a Copa do Mundo era propaganda de cerveja até pela manhã no intervalo dos desenhos animados.

Esta questão da propaganda de cerveja é pouco discutida. Fala-se muito em leis, mas a própria constituição brasileira desaprova a questão de publicidade nociva:

artigo 220 do capítulo V, parágrafo 3: compete à lei federal "estabelecer os meios legais que garantam à pessoa e à família a possibilidade de se defenderem de programas ou programações de rádio e televisão que contrariem o disposto no artigo 221, bem como da propaganda de produtos, práticas e serviços que possam ser nocivos à saúde e ao meio ambiente".

A partir do momento em que o alcoolismo é considerado um problema de saúde pública e o consumo de álcool é estimulado através de propagandas em TV e emissoras de rádios, estas claramente vão contra a constituição brasileira.

Infelizmente vivemos em uma sociedade onde o dinheiro acaba “falando mais alto”. Artistas populares e jogadores de futebol poderiam usar sua fama e seu carisma para propagandas que condenem o uso de bebidas alcoólicas. Uma questão de responsabilidade social. Soa até ingênuo pensar assim.

É claro que os pais devem fazer sua parte, a escola...e governo deveria fazer como feito em propagandas de cigarros: foram banidas juntamente com campanhas anti-tabagistas.

O consumo diminuiu bastante. OU SEJA, a receita é conhecida. Falta coragem para brigar contra o lobby.

FONTES PARA LEITURA
Quem quiser saber mais sobre o assunto, pode conferir nos links relacionados:

http://www.propagandasembebida.org.br/index_interna.php?siteAcao=Artigos - Vários textos sobre propaganda e bebida alcoólica.

http://drauziovarella.ig.com.br/entrevistas/acidentesdetransito2.asp - o dr. Draúzio Varela entrevista médica fisiatra que fala da relação entre álcool e acidentes de trânsito.

-----------------------------------*-----------------------------
Agradeço às visitas e aos comentários postados neste humilde mas limpinho blog que volta depois de 02 anos...Muito obrigado!

sábado, fevereiro 09, 2008

UM POUCO DE TUDO - Cartões, Beatles e etc.

PRIMEIRO - LAY OUT

Para surpresa dos meus 2 ou 3 raros leitores, voltei. Meu post de retorno foi dia 02 de fevereiro e aqui estou eu, dia 09 de fevereiro ( de 2008, evidente!) postando novamente.E mudei o tal layout. Acho que quebra o galho...infelizmente perdi todos os comentários que foram postados anteriormente. Uma pena. Mas como dizia Madeleine Albright, quando crianças morriam de fome no Iraque por conta do embargo dos EUA, "faz parrrte, é um prrreço que ter a se pagarrrr"...vamos começar tudo de novo! Aos poucos também vou atualizando links e outras coisas.

Então é assim que vou tentar fazer: postagens semanais. Ou algumas urgentes, quando forem possíveis. O problema é que aquela musiquinha "numa folha qualquer eu desenho um sol amarelo..." já começa a tocar na TV. Quando isso acontece, estejam certos: é a ...

VOLTA ÀS AULAS CHEGANDO! ( e o tempo encurta)

Para tristeza da garotada e de alguns professores - mas eu gosto do magistério. Pena que o governo não gosta do magistério, mas tudo bem. E a mídia embarca na onda da "prestação de serviços com descontração". Pipocam reportagens aqui e ali falando o mesmo de sempre nessa época do ano: o preço dos materiais escolares.

O roteiro é conhecido e assemelha-se a um mantra: "Pesquise os preços". Claro. Isso é razoável e é um bom conselho. E a volta às aulas vai nessa linha: pesquisa de preços e que tipo de lanche as mães devem fazer para colocar na lancheira do filho.

Ah, nada contra, afinal informação nunca é demais, certo? Certo. E por informação nunca ser demais, seria bom também que essa mesma imprensa realizasse algumas matérias mostrando para a imensa maioria de pais o estado lastimável das escolas públicas espalhadas pelo Brasil. Sempre há exceções, mas boa parte destas escolas estão detonadas, sem carteiras, ambientes que lembram mais presídios e com uma infra-estrutura muito ruim para que os professores possam desempenhar seu trabalho satisfatoriamente ( mesmo que ainda existam Pollianas travestidas sob o rótulo de "especialista em educação" para dizer que o fracasso da educação pública no país é culpa única e exclusiva dos professores, como se estivessem todos na wonderland).

Para que mais tarde, quando houver greves de professores ou relatos de violência nas escolas, não fiquemos todos "oh, mas que coisa, né?".
Enquanto a educação continua de mal a pior, continua a farra dos...

CARTÕES CORPORATIVOS

...que foram criados pelo FHC I & II em 2001 e mantidos pelo Lula I & II até hoje e assim seguirá.

Aí está acontecendo uma coisa muito interessante: mídia "golpista" X mídia "esquerdista". A primeira faz o escândalo todo, fuça, vasculha o portal da transparência em busca de gastos estranhos; Já a segunda acusa a "grande mídia" de mais uma vez tentar desestabilizar o governo Lula com uma vil conspiração e blá-blá-blá.

Ora, a imprensa "grande" parece que descobriu, com anos de atraso, que existe um cartão corporativo e agora vasculha o tal portal e vende tudo o que encontra por lá como o "escândalo da semana" ( toda a semana tem um escândalo novo, fresquinho, em seu jornal ou sua TV). E neste ponto concordo com aqueles que dizem que "se é pra investigar o uso deste cartão, investiguemos então desde o governo FHC". E com o agravante de não haver nenhum portal da transparência ( como não existe em SP) naqueles tempos, mas nada que o TCU não possa resolver...acho.

Por outro lado, aqueles que acusam a demissão da ex-ministra Matilde Ribeiro como uma forma de "racismo" e pressão "daselite" sobre o governo estão viajando. Ora, R$ 500 num free-shop sob a justificativa de que "foi mal orientada" é conversa pra boi dormir, da mesma forma que lixeira de R$ 900 e uma reitoria de luxo "dasluniano" sob a justificativa de que tais medidas visam "melhorar a universidade" também não cola.

É mau gasto de dinheiro público, e não tem aí perseguição, racismo ou tentativa de desestabilizar coisa nenhuma. Desestabilização é um professor valer menos que uma lixeira!

O tal cartão é importante? É. É válido? Sim. Desde que haja critérios mais rígidos para sua utilização e que os gastos sejam transparentes e ao alcance do cidadão, afinal é dinheiro público, ora! Não é como o dinheiro dos...


BEATLES E NASA

...que mandaram a música "Across the Universe" para o espaço, literalmente! A medida é uma forma de homenagear os 40 anos da canção e esta vai tocar no cosmos pelos próximos 431 anos! Yoko Ono, que já estava mesmo em outra esfera, adorou! E sir Paul McCartney manda congratulações aos ET's!

Mas...uau! 431 anos! Já pensou se você estivesse em Plutão e ouvisse a mesma música todos os dias? "Across the Universe" é bonitinha e tem uma letra legal...Já pensou se você tivesse que ouvir essa "letra de música" abaixo pelo resto da vida e soubesse que seus filhos, netos e bisnetos também ouviriam?

Ela é toda boa
ai ai ai ai ai!
Ela é toda boa
ai ai ai ai ai!
Ela é toda boa
ai ai ai ai ai!
Ela é toda boa
ai ai ai ai ai!
Toda toda toda toda boa


Se os ET's ouvirem isso aí vão pensar um pouco mais em dizer que no planeta existe "vida inteligente"...

sábado, fevereiro 02, 2008

ENSAIANDO A VOLTA!

Não é interessante um sujeito ter um blog e só fazer uma atualização 2 anos depois?

Pois é. 02 anos depois e cá está o velho Groo tentando retornar. Alguns projetos foram bem-sucedidos, outros não, novas idéias apareceram, velhas idéias amadureceram...o que não muda de jeito nenhum é a grana no bolso, cada vez mais escassa, apesar do Zé Mané aqui se esfolar de trabalhar!

Tudo o que eu queria era descolar um cargo executivo com status de ministro numa secretaria obscura, tipo de "reparação racial" ou coisa do tipo...destas que não chamam muita a atenção e ninguém sabe ao certo qual o motivo de sua existência - se bem que desconfio. Como é mesmo aquele ministério ou secretaria do Mangabeira Ubber Alles? "Secretaria de Ações Especiais a longo prazo"! Eu adorei esta secretaria aí:

- Ministro, o senhor tem reunião com o presidente agora mesmo, esqueceu?
- Remarca para a semana que vem!
- Semana que vem? Mas o presidente VAI ESTAR VIAJANDO ( o gerúndio foi demitido, mas continua vivo)!
- Então remarca para o mês que vem! Afinal, não estamos na secretaria das ações a longo prazo?

O melhor destes cargos aí é que todos podem desfrutar do CARTÃO CORPORATIVO, uma benção para os ministros, secretários e aspones do governo. O problema todo é que a anuidade é muito cara...cobrada principalmente dos velhinhos morrendo nas filas dos hospitais públicos.

E se eu, Groo, Ministro Especial do Lenga-Lenga a Longo Prazo, fosse denunciado por mau uso do cartão só porque comprei as obras completas do Bukowski, do Robert Crumb e do Campos de Carvalho, além de ter feito umas viagens pelas praias do Nordeste brasileiro e descolado umas caixas de cervejas numas micaretas por aí? Quanta bobagem...afinal, um ministro precisa ler, precisa adquirir cultura, precisa viajar para conhecer os anseios do povo - e um dos anseios do povo é cerveja, oras!
Se eu fosse denunciado a saída mais inteligente seria convocar uma coletiva e dizer:

- Na verdade eu fui induzido a usar de forma errada o cartão! E esta perseguição toda é porque estamos no Brasil que continua racista e preconceituoso!

Fala a verdade...Groo, o gênio! Ministro Especial do Lenga-Lenga a Longo Prazo! Quem sabe o presidente não pense nisso com carinho?

Só pra variar, escrevi demais... vou verificar quem ainda está vivo entre os 2 ou 3 leitores que tinham coragem de aparecer por aqui. Duvido que tenham coragem de acessar esse blog novamente:

- O Grooeland voltou à ativa!
- Quem?
- O blog daquele Zé, o Groo!
- O único Groo que conheço é o personagem dos quadrinhos, criação imortal do Aragonès!
Bom, paciência. Quem sabe em 2010 eu retorne...ou semana que vem. Ou amanhã. Talvez fale algo sobre o carnaval. As coxas da Ivetão continuam uma beleza!

Pensaram que eu iria dizer algo inteligente sobre o carnaval baiano, hein?

GROO QUER SER PASTOR
O politicamente incorreto de sempre!
Ministro Veiga "é eu mesmo tá ligado?"; Pode ser encontrado também no www.supersantos.com ( blog de humor).

E quero mudar esse "leiauti" do blog. Alguma sugestão?

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails